Vontade própria

Publicação: 12/10/18
Ingrid Guimarães tem uma personalidade competitiva. E ela deixa isso bem claro ao longo da temporada de “Os Melhores Anos de Nossas Vidas”, gincana comandada por Lázaro Ramos. No programa, Ingrid defende a década de 1990. “Adorei o convite. Principalmente, por defender um período do qual me lembro muito bem. Eu era jovem nos anos 1990, estava começando a trabalhar com teatro e vivi intensamente os diversos movimentos musicais e políticos”, relembra.

Ingrid Guimarães
Ingrid Guimarães participa do novo programa da Globo, "Os Melhores Anos de Nossas Vidas"

Atriz, apresentadora e produtora, Ingrid teve de abrir uma brecha em sua apertada agenda para estar na produção. A presença de amigos comediantes como Marcos Veras e Lúcio Mauro Filho, defensores dos anos de 1960 e 1980, respectivamente, pesaram na decisão. “É um projeto muito especial. Quando vi a lista de envolvidos, adiei outros projetos e quis fazer. A entrega precisa ser grande. Afinal, a gente canta, dança, faz de tudo para provar qual década é a melhor”, conta. Paralelamente às gravações do programa, Ingrid finaliza a série documental “Viver do Riso”, para o canal Viva, e faz os últimos ajustes para encarar a jornada promocional de “De Pernas Pro Ar 3”, última parte da trilogia cinematográfica idealizada e protagonizada por ela. “Adoro ser chamada para fazer as coisas. Mas, geralmente, eu é que me produzo. Gosto dessa independência. Começou nos tempos de teatro e fui ganhando cada vez mais experiência”, gaba-se.

Amostra grátis
Visando promover a assinatura da plataforma Globoplay, a emissora exibe, na próxima segunda, dia 15, o primeiro episódio da série “Assédio”. Sem intervalo comercial, a produção irá ao ar logo após “Segundo Sol”, em um especial antes da “Tela Quente”. A temporada completa está disponível, com exclusividade, para os assinantes do Globoplay. A série conta com Antonio Caloni, Adriana Esteves e Mariana Lima no elenco. Com 10 episódios, “Assédio” é assinada por Maria Camargo e tem a direção de Amora Mautner.

Trabalho do chefe
A trama de “Gênesis”, próxima novela bíblica da Record, não é o único trabalho na agenda de Alexandre Avancini. O diretor irá se dedicar também ao período de pós-produção da sequência de “Nada a Perder”, filme que narra a trajetória do bispo Edir Macedo, proprietário da Record. O lançamento do longa está previsto para o segundo semestre do ano que vem.

Festa infantil
Aproveitando a comemoração do Dia das Crianças, o “Só Toca Top” deste sábado, dia 13, exibe um programa em homenagem aos pequenos. Pela primeira vez, a produção comandada por Luan Santana e Fernanda Souza apresenta um “ranking” com os tops mais ouvidos pelas crianças, filhos de artistas consagrados que estão despontando em suas carreiras musicais e um funkeiro mirim. Participam do programa o fenômeno Galinha Pintadinha, Zé Felipe e o cantor Buchecha. “Tenho certeza de que as crianças vão gostar muito e os pais também porque os ídolos dos seus filhos estão no programa. Trazer esses nomes mostra o quanto o ‘Só Toca Top’ é amplo e democrático”, vibra Fernanda. Vale lembrar que o “Só Toca Top” também vai ao ar nesta sexta, dia 12, no Multishow.

Foi bem
Para a Felipe Camargo, o Américo de “Espelho da Vida”, da Globo. Um dos melhores atores de sua geração, Felipe teve problemas ao longo da carreira, mas soube se reinventar. O personagem na atual novela das seis é uma prova das boas escolhas que Felipe vem fazendo.

Foi mal  
Para Cleo, a Betina de “O Tempo Não Para”, da Globo. Atriz de uma personagem só, Cleo novamente se repete na pele da antagonista da trama das sete.



Rotina tensa

Publicação: 11/10/18
Bruno Garcia sempre foi visto como um ator de comédia. Nos últimos anos, entretanto, este rótulo vem sendo desconstruído pelo intérprete. O papel que simboliza esse momento de maior diversidade na carreira é o carismático Décio de “Sob Pressão”, que acaba de estrear sua segunda temporada na Globo. “É um projeto muito forte e do qual tenho um orgulho imenso em participar. As gravações não são fáceis, o ritmo é alucinante, mas o elenco sente a importância de contar essas histórias”, analisa. Na nova leva de episódios, a sexualidade do personagem será melhor desenvolvida. Principalmente, após Décio ajudar uma paciente transsexual que chega à emergência com uma infecção causada por procedimentos estéticos feitos de forma caseira.

Bruno Garcia
Bruno Garcia interpreta o médico Décio em "Sob Pressão"

“Décio é um cara que pratica a empatia. A cada novo caso, ele tenta se colocar no lugar do paciente. Sem julgamentos”, ressalta. Satisfeito com sua participação na série, Bruno aproveita o tempo livre entre uma temporada e outra para se dedicar ao cinema. No momento, além de gravar a terceira temporada de “Sob Pressão”, ele se prepara para a maratona de lançamento de “De Pernas Pro Ar 3”, parte final da franquia de sucesso protagonizada por Ingrid Guimarães. “Esse projeto começou de forma muito despretensiosa e inaugurou um ‘filão’ comercial importante para o mercado cinematográfico brasileiro. As expectativas para a estreia da terceira parte são as melhores”, destaca.
Festa em dólar

No ar desde 2015, o “Fazendo a Festa” é uma das principais produções do GNT. O programa comandado por Fernanda Rodrigues conseguiu ampliar seu orçamento e alçar voos internacionais. Nesta sexta, dia 12, vai ao ar uma edição especial gravada nos parques da Disney, na Flórida, nos Estados Unidos. A pequena Alice, de 7 anos, acha que está celebrando seu aniversário na viagem, mas a apresentadora ainda prepara uma festa-surpresa. O tema da comemoração será o famoso personagem Mickey.

Paredão de água
Medalha de prata na categoria “Programa de Entretenimento – Esportes” no New York Festivals 2018, o “Manual de Ondas Grandes” estreia, na próxima sexta, dia 19, no Canal OFF. Em seis episódios, a produção mostra a emoção de descer uma montanha de água, as dificuldades e as motivações que fazem parte da vida de um “Big Rider”. O projeto apresenta detalhes desse universo com relatos dos ícones do esporte e de alguns dos membros de suas famílias, que falam sobre seus medos e experiências. A série retrata de perto o que se passa na rotina desses surfistas e a preparação para encarar esses paredões de água.

 Nos tempos épicos
Após participar de “Malhação – Viva a Diferença”, Hall Mendes irá encarar o universo bíblico. O ator vai integrar o elenco de “Jesus”, da Record. Nesta semana, ele começa a gravar como Abel, um “playboy” da época. O personagem não deve ficar até o final do folhetim. “Fiquei muito feliz com o convite. Gosto de viver papéis diferentes. É um trabalho desafiador, totalmente diferente do que vinha fazendo como o Jota em ‘Malhação’ recentemente. Como ator, me sinto muito instigado”, vibra Hall, que ganhou repercussão entre o público jovem ao viver o “nerd” Jota na trama adolescente. “‘Viva a Diferença’ vai ficar marcada para sempre para mim, com certeza.

Foi bem
Para a volta de “Sob Pressão”, da Globo. A esperada segunda temporada da série já começou desenvolvendo dramas conhecidos e revelando novos dilemas. Histórias contadas com a direção segura de Andrucha Waddington e elenco de primeira, encabeçado por Júlio Andrade e Marjorie Estiano.

Foi mal  
Para a “enrolação” de “Segundo Sol”, da Globo. Mesmo com diversas histórias para fechar, o autor continua dando destaque a núcleos e tramas sem grande repercussão, como a descoberta sobre a paternidade do filho de Gorete, personagem de Thalita Carauta.



Axé derradeiro

Publicação: 10/10/18
Próximo do final de “Segundo Sol”, a sensação de José de Abreu é de dever cumprido. Em sua terceira novela sob o texto de João Emanuel Carneiro, o ator valoriza os diferentes personagens que o novelista vem lhe propondo ao longo de tramas como “Avenida Brasil” e “A Regra do Jogo”. “Trabalhar com o João me dá a certeza de que não vou me repetir. Depois de tipos mais densos, ele me deu um personagem leve e bem diferente do que faço normalmente. Me diverti muito com o Dodô, um sujeito que não é santo, mas tem uma essência boa”, garante.

José de Abreu
José de Abreu sente-se satisfeito com seu personagem em "Segundo Sol"

Escalado para a atual novela das nove desde o ano passado, Abreu quase ficou de fora da produção. Tudo por conta de uma alteração no perfil dos personagens principais. Ele já havia até aceitado o convite para voltar ao universo do realismo fantástico de Aguinaldo Silva em “O Sétimo Guardião”, quando foi informado de que era em “Segundo Sol” que iria atuar. “Vou analisando os convites e vendo qual trabalho tem mais a minha cara, mas a decisão final é da emissora mesmo. Não sou de recusar personagem. Amo o que faço e quero fazer valer meu salário e meu contrato”, garante. Com o final das gravações previsto para a última semana de outubro, o ator tem longas férias entre seus principais planos futuros. Atualmente, ele reside entre o Rio de Janeiro e Paris, capital da França.

Louco amor
Nesta quarta, a MTV exibe o último episódio da temporada de “Catfish Brasil”. Na história que fecha a série de programas, Rodrigo e Natalia se conheceram por Skype, a amizade se transformou em amor e, mesmo após 10 anos, Natalia nunca aceitou se encontrar com Rodrigo. Após a jovem contar que vai se casar, Rodrigo se viu sem saída e decidiu pedir ajuda aos investigadores do programa, Ciro e Ricardo, para encontrar a amada.

Em miniatura
Sempre querendo lucrar com seus enlatados mexicanos, o SBT Licensing e o Grupo Chespirito, em parceria com a Iron Studios, acabam de disponibilizar as estátuas que faltavam da coleção Chaves Art Scale 1/10. A Iron Studios, primeira fabricante brasileira de figuras colecionáveis de alto padrão, anuncia a chegada das suas últimas peças da linha: Chapolin e Sr. Barriga.

Interferência religiosa
A Igreja Universal do Reino de Deus invadiu o setor de teledramaturgia da Record. Escrita pelo experiente Gustavo Reiz, a saga de “Gênesis” já estava em fase de escalação de elenco, mas os trabalhos foram paralisados e a produção, adiada. A justificativa é a introdução de dois escritores ligados à Universal para fazer um novo tratamento do texto. A obra tem supervisão de Cristiane Cardoso, filha de Edir Macedo. Recentemente, a forte influência de Cristiane nas tramas da emissora acabou motivando o pedido de demissão de Vivian de Oliveira, autora do sucesso “Os Dez Mandamentos”.

Acordo de cavalheiros
Globo e SBT vivem um momento de parceria. Pelo menos quando o assunto é a liberação de suas estrelas para aparecerem em programas concorrentes. Recentemente, o SBT liberou Larissa Manoela e Maisa Silva para participarem do “Conversa com Bial”. Em contrapartida, a Globo promete liberar um time grande de seu “casting” para a edição 2018 do “Teleton”.

Foi bem
Para o alto teor poético da entrevista de Adriana Calcanhotto no “Conversa Com Bial”. O jornalista jogou luz sobre a produção de grandes poetisas brasileiras e o programa se tornou um verdadeiro sarau na companhia da cantora e compositora gaúcha.

Foi mal  
Para a estreia de Mara Maravilha no “Programa do Ratinho”, do SBT. A presença de Mara e sua usual arrogância combinam bem com o estilo caótico, rasteiro e sensacionalista da produção comandada por Carlos Massa.



Música brasileira

Publicação: 09/10/18
Depois de encarar o complexo Gael de “O Outro Lado do Paraíso”, a única coisa que Sérgio Guizé queria da televisão era distância. Porém, um convite tentador fez o galã rever seus conceitos e trocar a paz de seu sítio, no interior de São Paulo, pelos estúdios do “Popstar”, no Rio de Janeiro. Vocalista da banda Tio Chê há quase 20 anos, o ator e cantor não queria perder a oportunidade de mostrar o som do quinteto para o país. “Essa banda é meu projeto do coração e faz parte do que quero fazer como artista. Adorei o convite do programa e acho que a banda merece essa visibilidade”, garante.

Sergio Guizé
Sergio Guizé, ator e cantor

Acostumado a apresentações mais intimistas, o grupo, também formado pelos guitarristas Leandro Moreti e Luthi Marques, o baixista André Gieswein e o baterista Nego Will, vem aprimorando suas performances para a tevê. Focada em música brasileira, a banda já fez releituras de Renato e Seus Blue Caps, grupo famoso na Jovem Guarda, e chamou a atenção do time de jurados e especialistas do programa com uma versão poderosa de “Admirável Gado Novo”, clássico de Zé Ramalho. A escolha das canções reflete os gostos dos cinco integrantes, mas foram escolhidas também por uma questão estratégica e visando a sobrevida do Tio Chê no programa. Além do troféu, o finalista leva um prêmio de R$ 350 mil. “A gente discutiu bastante sobre o repertório. Ficaram canções muito representativas e que dialogam com o momento social e político muito confuso que o país está passando”, ressalta Guizé.

Time reforçado
Assim como a Globo fez nas últimas edições do “Criança Esperança”, o SBT escalou um time de primeira linha para apadrinhar a próxima edição do “Teleton”. Além de Eliana, Celso Portiolli e do cantor Daniel, Maisa Silva se junta ao time como madrinha digital da campanha. De olho nas redes sociais e na repercussão dos vídeos no Youtube, a apresentação da nova integrante é feita a partir da “websérie” de seis episódios “Os Padrinhos do Teleton”. Com exibição prevista para os dias 9 e 10 de novembro, a ação social da emissora é uma campanha em prol da AACD - Associação de Assistência à Criança Deficiente.

Técnicas de atuação
A TV Brasil tem investido cada vez mais em produções próprias. A próxima aposta da emissora é o programa de entrevistas “Atos”. Gravada na sede da prestigiada escola de interpretação CAL - Casa das Artes de Laranjeiras -, no Rio de Janeiro, a produção é mediada pelo professor Antônio Gilberto e já recebeu nomes como Renato Borghi, Ary Coslov, Otávio Augusto, Amir Haddad, Johnny Massaro, Júlia Lemmertz, Jane Di Castro, Cristina Pereira, Carmem Verônica, Heloísa Périssé e Françoise Forton em suas gravações. Com 13 episódios previstos, a primeira temporada deve estrear ainda este ano.

Amor na atualidade
Pela primeira vez como atriz, a cartunista e chargista Laerte Coutinho fará parte da segunda produção original de ficção da MTV: “Feras”. Na série, ela interpretará uma psicanalista especializada em questões de gênero. Camila Márdila, João Vitor Silva, Mohana Uchôa, Rodrigo García, Tulio Starling e Vinicius Siqueira também fazem parte do elenco. Em parceria com a Primo Filmes, a série aborda as novas formas de se relacionar nos dias de hoje, a tensão entre os gêneros, somado ao universo dos aplicativos, ao lado de sexo e drogas, questionando como fica o amor no meio de tanta informação.

Foi bem
Para as edições recentes do “Altas Horas”. Depois de testar vários formatos, o programa apresentado por Serginho Groisman voltou a ter a música como base e vem exibindo encontros inspirados e sem qualquer preconceito de estilos.

Foi mal  
Para o nervosismo de Taís Araújo e Tiago Abravanel, apresentadora e repórter do “Popstar”, da Globo. Ambos estão visivelmente desconfortáveis com a transmissão ao vivo e falam muito rápido, atrapalhando a fluidez e o entendimento da produção.





Encontros e desencontros

Publicação: 06/10/18
A trama de Samuca e Marocas, interpretados por Nicolas Prattes e Juliana Paiva em “O Tempo Não Para”, passará por muitas idas e vindas. Antes de um clássico final feliz, o casal enfrentará várias adversidades e separações. Nos próximos capítulos da novela das sete, o jovem empresário dividirá seus pensamentos entre Marocas e Waleska, de Carol Castro. Depois de Samuca sofrer uma tentativa de homicídio, Carmen, vivida por Christiane Torloni, decide contratar um guarda-costas para zelar pela segurança do filho. A escolhida para função será a filha de Coronela, papel de Solange Couto. “O Samuca está vivendo um momento muito conturbado. Ele perde a empresa, a mulher que ama não quer saber dele e ainda sofre um atentado”, explica Nicolas.

Nicolas Prattes
Nicolas Prattes vive o apaixonado Samuca, em "O Tempo Não Para"

Apesar de uma resistência inicial, o jovem acaba aceitando a ideia da mãe. A convivência entre os dois, quase 24 horas por dia, abre uma janela para eles descobrirem afinidades em comum e até a criarem uma admiração mútua e inesperada. “Nessa nova fase, Waleska está ao seu lado, então ele não tem nada para esconder dela, que sabe de tudo. Isso os torna muito próximos. Acho bacana porque movimenta a trama e surpreende o público”, aponta o ator. A relação entre Waleska e Samuca irá mexer com os sentimentos de Marocas. Quando os dois engatarem um romance sério, a mocinha irá confrontar o ex-noivo sobre seus sentimentos. “O Tempo Não Para” tem texto de Mario Teixeira e direção de Leonardo Nogueira.

Mercado internacional
A Globo fechou com a Atresmedia, um dos maiores grupos de comunicação da Espanha, um amplo acordo de licenciamento de conteúdos para o canal Atreseries. O canal é focado em dramaturgia e é voltado para os mercados latino-americano e hispânico dos EUA. A parceria permitirá que a Atreseries tenha acesso a mais de 500 horas anuais de novelas, séries e minisséries originais da emissora brasileira. O acordo começa já neste mês de outubro, com o lançamento de “Cheias de Charme”, “Império” e “Dupla Identidade” na grade do canal. “Este acordo garante à Globo ainda mais acesso a esses mercados estratégicos. Por meio desta parceria, nossos conteúdos chegarão a mais de 10 milhões de lares na América Latina e na América do Norte”, valoriza Raphael Corrêa Netto, Diretor Executivo de Negócios Internacionais da Globo.

Novo companheiro
Jayme Periard entrará na trama de “Segundo Sol”. O ator viverá Vicente e irá se interessar por Nice, papel de Kelzy Ecard. Recentemente, o ator esteve em “Apocalipse”, da Record, em que viveu o psicopata Nicanor. Seu último trabalho na Globo foi em “América”, de 2005.

Boca de urna
Por conta das eleições, a Globo irá alterar a sua grade de programação neste domingo, dia 7. O “Fantástico” será exibido mais cedo, a partir das 19 horas. O programa comandado por Poliana Abritta e Tadeu Schmidt também será mais longo, indo ao ar até às 22h20.

Maratona eleitoral
O jornalismo da Band também estará de plantão durante o domingo, dia 7. A emissora organizou uma programação especial para a cobertura das eleições. Desde as primeiras horas da manhã, o canal leva ao ar flashes ao vivo com a votação em todo o país e os votos dos candidatos.

Foi bem
Para o desempenho de Juliana Paiva em “O Tempo Não Para”. A atriz, que interpreta a doce Marocas, está muito bem no papel e conseguiu dar humor e alguns toques de acidez na personalidade da mocinha.

Foi mal  
Para o excesso de personagens inocentes em “Segundo Sol”. Para fazer a trama andar e as vilanias terem sequência, João Emanuel Carneiro construiu personagens bobos, ingênuos e que são enganados diversas vezes pelas mesmas pessoas, como Valentim e Beto Falcão, vividos por Danilo Mesquita e Emílio Dantas.