Mais um recorde

Publicação: 24/05/19
Luiz Antônio Felipe
laf@tribunadonorte.com.br

Mesmo com a retração da economia, a arrecadação federal de impostos tem o melhor mês de abril em cinco ano, na série atualizada pela inflação. Em relação a março deste ano, houve aumento de 25,84%. O que seria um forte motivo para não contingenciar recursos.  A arrecadação registrou alta real de 1,28% em abril, em relação a um ano antes, e chegou a R$ 139,030 bilhões.  Entre janeiro e abril deste ano, a arrecadação federal somou R$ 524,371 bilhões, o melhor desempenho para o período também desde 2014. O montante representa avanço de 1,14% na comparação com igual período do ano passado.

Incentivo
As desonerações concedidas em uma renúncia fiscal chegaram a R$ 31,994 bilhões entre janeiro e abril deste ano, valor maior do que em igual período de 2018, quando ficou em R$ 27,578 bilhões. Só a desoneração da folha de pagamentos custou aos cofres federais R$ 684 milhões em abril e R$ 2,874 bilhões no acumulado do ano.

Receitas
A superação da redução das receitas do Governo Federal poderá acontecer com a entrada de recursos do Imposto de Renda, mas ainda não se sabe do volume e, se vai ser possível cumprir a Lei Orçamentária e até aumentar os investimentos públicos. A crise é grande. Em São Paulo, a FecomercioSP diz que a intenção de consumo das famílias caiu 3,5% em abril.

 Consumo
 A intenção de consumo tem a terceira queda seguida, na pesquisa da Confederação Nacional do Comércio (CNC). A cautela das famílias diante do cenário econômico influenciou negativamente o ICF, que recuou 1,7% em maio, na comparação com abril de 2019. Na comparação anual com o mesmo período de 2018, houve alta de 8,6%, mas a retração acumulada nos últimos três meses já é de 4,0%.

Otimismo
A confiança da indústria da construção cai pelo 5º mês consecutivo, aponta a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Mostra também que o desempenho do setor continua em queda, embora em ritmo menos intenso.  As previsões de que a economia brasileira crescerá em 2019 em ritmo muito aquém das estimativas iniciais teve novo impacto sobre a confiança do setor da construção.

Votações no Congresso
 Com o acordo dos partidos do Centrão, a Medida Provisória da reforma administrativa foi votada na Câmara dos Deputados, evitando assim a recriação de ministério. Se o acordo for mantido, a reforma da Previdência Social deverá ser votada até a primeira quinzena de junho. Essas mudanas foram tentadas nos governos FHC, Lula, Dilma e Temer e nada aconteceu de lá para cá, apenas o aumento do déficit.

Alta
O Ipea também subiu a previsão da inflação pelo IPCA em 2019 de 3,65% para 4,08%. É a pressão dos preços e das tarifas. É muito fácil saber quem vai pagar mais caro. Os mais pobres.  

Licença
A Petrobras mantém o cronograma dos seus investimentos no Rio Grande do Norte.    Pelo volume de pedidos de licenciamento ambiental, a estatal do petróleo indica que terá longa vida no território potiguar. Ainda não foram divulgadas as licenças para os investimentos offshore, incluindo aí as usinas eólicas.

Alemanha
Um grupo de empresários do RN está na Alemanha. O presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, lidera a delegação técnica em treinamento sobre “Certificação por Competência”. A delegação é formada por membros do trade turístico, executivos e técnicos do Senac RN, no estado alemão da Renânia-Palatinado.

Bagagens
A isenção de cobrança por bagagem embarcada, até 23 quilos, na avaliação de analistas, poderá inibir a entrada no mercado brasileiro de empresas aéreas de baixo custo. O presidente Jair Bolsonaro poderá vetar esse artigo da nova lei aprovada pelo Congresso. No mundo, as companhias de baixo custo cobram tudo.

Inscrição
O Instituto Metrópole Digital encerra hoje (24) a seleção para estudos secundários em tecnologia. O programa é aberto a estudantes e profissionais sem matrícula na UFRN. A seleção conta com 25 vagas, distribuídas em cinco campos do saber: Bioinformática, Informática Educacional, Inteligência Computacional, Internet das Coisas e Jogos Digitais.

Franquia
A “Home Sushi Home”, franquia especializada em delivery de sushi busca investidores no País. Há três anos no mercado de comida japonesa, a empresa  nascida em João Pessoa iniciou o processo de expansão regional e agora busca empreendedores. O  investimento para implantar uma franquia da Home Sushi Home varia entre R$ 140 mil e R$ 150 mil, sendo que parte desse investimento é para capital de giro e marketing inaugural da empresa.

Compras parceladas

Publicação: 23/05/19
Luiz Antônio Felipe
laf@tribunadonorte.com.br

Parcelar a compra ainda é a opção favorita no Brasil. Cerca de 83 milhões de brasileiros possuem ao menos uma compra parcelada, mostra um levantamento da CNDL/SPC Brasil. Cerca de 61% dos consumidores admitem ter aproveitado oferta de crédito para fazer compras por impulso. Para os entrevistados, a internet e lojas de departamento são as que mais incentivam compras não planejadas. Comprar à vista garantiu desconto para 59% dos consumidores Quase um terço (31%) das pessoas ouvidas disse estar livre de compras parceladas. Sem o controle das compras parcelas, o consumidor vai perdendo o controle sobre o seu orçamento e daí vem o endividamento.

Revisão
Bola murcha. O governo reduziu a projeção do PIB de 2019 de 2,2% para 1,6%. Ao mesmo tempo, a expectativa para a inflação aumentou para 4,1%. Nem virou a metade do ano e os indicadores despencam. O Banco Central está na expectativa de uma virada de negativo para positivo nos números. Nem tudfo está tão ruim assim. A entrada de dólar supera a saída em US$ 4,615 bi no ano até 17 de maio.

Pessimista
A produção industrial enfraquece e, com isso, reduz o otimismo dos empresários pelo terceiro mês consecutivo. A sondagem da Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra que o setor continua ocioso, com a utilização da capacidade instalada em 66% desde janeiro. A pesquisa mostra também que a intenção de investimento cai ainda mais. Ou seja, “o chão da fábrica está mais limpo”.

Expectativas
Os consumidores esperam uma inflação maior, de 5,4% em 12 meses, a partir de maio. O aumento da expectativa de inflação para os próximos meses se origina em parte na percepção do aumento conjuntural de preços mas também na queda da confiança, influenciada pelo forte aumento da incerteza econômica, diz a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Ambiente
Quase 20 milhões de pessoas ainda vivem sem coleta de lixo no Brasil. Ainda estamos na idade da pedra quando o assunto é coleta de resíduos, tratamento, reaproveitamento e destinação final. O a cesso à rede de esgoto no Brasil não cresce desde 2016.

Mercado de trabalho
Pesquisa do Ipea, divulgada ontem mostra uma tendência de crescimento na participação do brasileiro no mercado de trabalho. A expectativa é que a taxa de participação feminina cresça mais do que a masculina até 2030, especialmente por conta das  transformações tecnológicas e as mudanças previstas para o sistema previdenciário brasileiro. Esses dois itens  devem alterar os padrões de participação no mercado de trabalho tanto dos homens quanto das mulheres, aponta o estudo A pesquisa estima que 73,3% da população brasileira estará no mercado de trabalho em 2030, ou seja, 1 ponto percentual a mais que o observado em 1992.

Saúde
Com uma alta de 17%, o custo de plano de saúde empresarial deve subir quatro vezes mais que a inflação.  Segundo a Aon,  empresa de seguros e avaliação de riscos, a alta média no Brasil deve ser alta. Isso representa quase o triplo da China (6%) e do Canadá (6%), por exemplo.

Censo
No retrato do Pais, divulgado ontem pelo IBGE, a população idosa no Brasil cresceu 26% em apenas seis anos. Vai acelerar daqui pra frente e chegar a 35% da população em pouco mais de uma década, o que pressiona ainda mais o equilíbrio das contas da Previdência Social. O crescimento da população mais nova, até 13 anos, recuou  6%.

Recursos
Autorizada a liberação de mais créditos suplementares pelo Governo do Estado. Recursos para projetos e programas do RN Sustentável e para o Poder Judiciário. Ao todo, os créditos somam mais de R$ 60 milhões. Na próxima semana os servidores recebem os salários e uma parte do atrasado de 2017.

Conflito 
O presidente chinês Xi Jinping avisa aos chineses: “Preparem-se para tempos difíceis”. Adverte em meio a conflito. As negociações foram interrompidas e tensões entre China e EUA se intensificaram nos últimos dias. Os dois países estão elevando as tarifas comerciais sobre os produtos um do outro. A China deve intensificar a busca por novos parceiros, mas o mundo econômico está em desaceleração.

Semana
O microempreendedor tem uma semana cheia de atividades, até amanhã (24), com palestras, treinamentos e orientações. A provado recentemente, um o Projeto Empresa Simples de Crédito (ESC) poderá colocar R$ 20 bilhões ao ano na economia.

Competição
A abertura do mercado para as companhias aéreas estrangeiras operarem no Brasil, ainda dependendo de votação no Senado, poderá não influenciar na concorrência. Vai depender da entrada de várias empresas de baixo custo, especialmente nas pontes-aéreas mais vantajosas e nas operações deficitárias.





Consumidor cabisbaixo

Publicação: 22/05/19
Luiz Antônio Felipe
laf@tribunadonorte.com.br

O quadro atual de indefinição econômica faz a confiança do consumidor recuar 4,3% em abril, aponta o indicador da CNDL/SPC Brasil. A pesquisa   mostra que 61% dos brasileiros avaliam economia de forma negativa e 26% estão otimistas com o futuro para os próximos seis meses. O custo de vida alto atinge mais de metade das famílias brasileiras e 41% temem perder o emprego. Na comparação anual, entretanto, a confiança se mantém em maior nível ante o mesmo período de 2018, quando o índice era de 42,0.

Indústria
A prévia da Sondagem da Indústria sinaliza queda em maio. Sinaliza queda de 1,6 ponto do Índice de Confiança da Indústria (ICI), da Fundação Getúlio Vargas, em relação ao número final de abril.   O recuo do índice seria determinado tanto pela piora na percepção dos empresários em relação à situação atual quanto pelas perspectivas futuras dos negócios.

Renda
Com a desigualdade de renda aumentando, O Brasil perde terreno na corrida do PIB per capita. Segundo especialistas, com o baixíssimo crescimento da produtividade, o PIB per capita corresponde hoje a pouco mais de um quarto do americano. Em 1980, era quase 40%. Para a OCDE, o Brasil pode crescer menos da metade da média mundial.

Debêntures
A Cosern vai lançar debêntures no valor de R$ 500  milhões, não conversível em ações. para reforçar o seu capital. Já o grupo controlador, o Neoenergia, prepara a abertura do capital, com o IPO na Bolsa de Valores. O grupo  entrou com pedido de análise prévia para o registro de uma oferta pública de distribuição de R$ 1,25 bilhão, em debêntures.

Guararapes
O Conselho de Administração de Guararapes Confecções elegeu a nova diretoria e conselheiros. Também fixou a remuneração mensal global de cada membro, para o exercício de 2019.

Indústria x códigos
 Os resultados do Radar Empresarial apontam uma estabilidade positiva do portfólio de produtos da indústria no país. Com base no cancelamento dos códigos de barras de produtos que estão em circulação, a Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil calcula que a indústria reduziu em 22,9% o cancelamento de códigos em abril, quando comparado a março deste ano.  Para micros e pequenas empresas (MPE), a redução foi de 24,2%. Isso significa que, comparado a março/19, menos empresas encerraram seu portfólio de produtos.

Petrobras
Na cessão onerosa do pré-sal, de mais de R$ 110 bilhões, a Petrobras quer US$ 9 bilhões, cerca de R$ 37 bilhões. O Governo quer destinar mais R$ 40 bilhões aos estados e o restante abater a dívida. Uma boa partilha.

Queda
Pelo indicador da Serasa Experian, as recuperações judiciais recuaram 6,8% em abril. Já os pedidos de falência tiveram alta de 8,3%. De janeiro e abril, o número de requerimentos totalizou 371, recuo de 28,4% se comparado com estes mesmos meses em 2018, quando o valor chegou a 518.

Transparência
O Senado aprovou um projeto que obriga o governo a divulgar subsídios. A obrigação de divulgar todo o ano os subsídios oferecidos será do Ministério da Economia. A proposta foi aprovada na comissão do Senado em caráter terminativo. Portanto, segue diretamente para a Câmara dos Deputados.

Profissões
A UFRN promove a partir de hoje, a Mostra de Profissões 2019, no campus central até sexta-feira. O  objetivo é auxiliar os jovens que pretendem ingressar no ensino superior a escolher a profissão a partir do conhecimento do perfil profissional de cada área de atuação. Serão ministradas palestras de 45 minutos sobre  os cursos ofertados pela UFRN.

Estágio (I)
Terminam sexta-feira (24), às 16h, as inscrições para o concurso de estágio para alunos de Direito e destinado a preencher cadastro de reserva para as procuradorias da República em Natal, Mossoró, Assu, Caicó e Pau dos Ferros. Na inscrição, o candidato deve preencher o formulário no site do MPF/RN.

Estágio (II)
A Votorantim abre inscrições para Estágio de Férias 2019. As vagas são para estudantes com interesse em finanças e formação a partir de dezembro de 2020.  Os interessados têm até o dia 29 de maio para enviarem currículo pelo:somosvotorantim@votorantim.com. É preciso ter interesse na área de finanças, estar matriculado nos cursos de negócios, economia, administração e engenharia e com formação prevista a partir de dezembro de 2020.









Confiança cai novamente

Publicação: 21/05/19
Luiz Antônio Felipe
laf@tribunadonorte.com.br

A confiança do empresário da indústria cai pelo quarto mês consecutivo, mostra pesquisa divulgada ontem pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Agora  acumula recuo de 8,2 pontos desde fevereiro e chega a 56,5 pontos em maio. Apesar da queda, o ICEI está dois pontos acima da média histórica e permanece distante da linha divisória dos 50 pontos.  De acordo com o economista da CNI Marcelo Azevedo, o Índice costuma aumentar na passagem de dezembro para janeiro e, com mais intensidade, em períodos de mudança de governo. Agora passamos por um momento de reavaliação.

Projeções
O mercado reduz pela 12ª vez seguida a previsão de alta do PIB do Brasil. O Banco Safra também corta para 1% a estimativa do PIB em 2019. Não está sendo muito fácil estancar essa descida de degrau. A expectativa para relação déficit primário/PIB em 2019 sobe a 1,39%, A votação da reforma da Previdência pode até virar o jogo, mas o preço já está caro demais com essas idas e vindas.

Pra baixo
A fraqueza da economia mundial se mantém. O indicador trimestral de crescimento do comércio da Organização Mundial de Comércio (OMC) permanece em mínima de 9 anos. Deve permanecer fraco, com uma leitura de 96,3, inalterado sobre fevereiro e menor nível desde 2010. O cenário para o comércio pode piorar mais se as elevadas tensões comerciais não forem resolvidas.

Punição
O interesse do governo norte-americano, com a tarifa de 25% nas importações de produtos (cerca de 200 bilhões de dólares), é que um grande número de empresas deixe a China e migrem para o Vietnã e outros países asiáticos. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse ainda que qualquer acordo com a China não pode ser igualitário. Uma guerra comercial pra enfraquecer os chineses.TECNOLOGIAS – Já o avanço de novas tecnologias afetará as ocupações na indústria. Estudo do Ipea mostra tendência de extinção de atividades que envolvem força física e valorização de habilidades cognitivas e gerenciais. O emprego de baixa qualificação, ainda predominante no país, pode estar sujeito, no futuro próximo, aos efeitos adversos das novas tecnologias. 

Brasil mais desigual
 O Brasil está ficando mais pobre e a renda mais concentrada nas mãos de poucos. A desigualdade de renda sobe pelo 17º trimestre e é recorde.   A desigualdade da renda dos trabalhadores brasileiros mantém a sua trajetória de crescimento nos primeiros meses deste ano e atingiu seu maior nível em pelo menos sete anos, mostra um levantamento do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV) obtido pelo jornal Valor. Estamos em uma escalada de dificuldades que se espalha por todos os segmentos.

Queda
A inflação pelo IGP-M desacelera alta a 0,58% na 2ª prévia de maio com menor pressão do consumo. Sobra produto e falta consumidor. A maior contribuição para este resultado partiu do subgrupo alimentos in natura, cuja taxa passou de -0,23% para -5,46%.
SHOPPING -Novas operações chegam para reforçar o mix do Shopping Cidade Jardim. A Maria Prata loja varejista especializada em joias em prata; a Center Imports Prime, focada em presentes e eletrônicos e a Clara Mota, especializada em bolsas e calçados multimarcas. No ramo dos serviços, a Mix Color Esmalteria abriu suas portas no início de maio.

Balanço
A divisão Brasil da Arcos Dorados, franquia da McDonald´s, registra crescimento maior que o setor no 1º trimestre de 2019. A receita da operadora do sistema McDonald’s no país cresceu 8,6% quando comparada ao mesmo período do ano passado. A Arcos Dorados encerrou o trimestre com 968 restaurantes no Brasil, incluindo mais de 120 restaurantes com o novo conceito global.

Paralisação 
Se governo garantir segurança nas rodovias, as transportadoras garantem o suprimento em todo o País, diz a CNT, a entidade que congrega as transportadoras. A paralisação dos caminhoneiros é uma ameaça que está por toda parte, exatamente, um ano após a última paralisação.

Travessia
A companhia  Air Europa quer operar voos dentro do Brasil. Para isso, a companhia solicitou registro na junta comercial de São Paulo, primeiro passo para se constituir no Brasil. Vai encaminhar à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) pedido de autorização de operação em breve. O País precisa de mais companhias aéreas operando.

Chuvas
Mais chuvas de boa intensidade no fim de semana. Com o afastamento da Zona de Convergência Intertropical, as chuvas vão ficar escassas no sertão, apenas pancadas. No Agreste e Leste as chuvas deverão aumentar em maio e junho. Por enquanto na expectativa das projeções da meteorologia.  







Um longo caminho

Publicação: 18/05/19
Luiz Antônio Felipe
laf@tribunadonorte.com.br

Finanças desequilibradas pelo Orçamento Anual, dívida estratosférica e evoluindo (mais de R$ 4 trilhões), desemprego recorde, previdência deficitária e com rombo crescente, entre outros problemas, colocam o Brasil  diante de um quadro difícil de ser superado.  Nem mesmo as reformas serão capazes sozinhas de colocar o País novamente no rumo do desenvolvimento. O diretor-executivo da Fitch Ratings para Brasil e Cone Sul, Rafael Guedes, alerta que a reforma da Previdência, sozinha, não vai resolver os problemas do Brasil. “O Brasil precisa de crescimento. Sem crescimento, o perfil de risco do País vai continuar sendo muito fraco” disse.

Banco
Já o diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI), Antonio Spilimbergo, diz que o Brasil terá que "fazer mais com menos" e deve dar prioridade à reforma do setor bancário. Hoje é um setor altamente concentrado, mas o grande tomador de empréstimo é o Poder Público, culpado também pela elevada taxa de juros.

Licença
Após análises, o Idema concede a licença especial para  o Tropical Burn, na Fazenda Estrela, em Baía Formosa, de 20 a 24 de junho. A Tropical Burn garante a sustentabilidade, utilizando materiais naturais e tem como referência os princípios do “Burning Man”, que acontece anualmente desde 1986, em Black Rock City, em Nevada, nos EUA.

Agro
Com a necessidade de comprar mais carnes, a China deverá habilitar mais 78 frigoríficos brasileiros, para exportar para aquele mercado. Os chineses querem mais carnes bovina, suína e de aves, ampliando a oferta de proteína animal com qualidade. Também pode provocar uma pressão de alta  de preço no mercado brasileiro.

Dependência
Uma autoridade chinesa afirmou ontem que a guerra comercial com os Estados Unidos poderá reduzir o crescimento chinês este ano em um ponto percentual. É uma superdependência do mercado consumidor norteamericano. Seria muito bom para o comércio mundial um continente africano com maior poder de compra/consumo.

PIB será negativo
O Monitor do PIB, da Fundação Getúlio Vargas (FGV) aponta para uma retração de 0,1% da economia no primeiro trimestre. do ano, em comparação ao último trimestre do ano passado (-0,1%) e na comparação de março com relação a fevereiro (-0,4%), queda que já havia sido observada em fevereiro com relação a janeiro (-0,5%). Na comparação interanual, a atividade econômica cresceu no trimestre 0,5%, mas caiu 1,7% no mês.

Investimento
De acordo com a Anbima,  as aplicações das pessoas físicas avançaram 2,4% sobre o fim do ano passado, com os fundos são as principais escolhas no País.  Os investimentos dos brasileiros alcançam R$ 2,98 trilhões no primeiro trimestre.

Migração
A anunciada nova política de migração dos Estados Unidos tem como foco a atração de mão de obra qualificada. Não apenas de terceiro grau, mas de outros segmentos, para atender setores em que os americanos já não têm mais interesse. O País está com uma taxa de desemprego abaixo dos 4%.

Oscilações
O dólar volta a bater recorde no mercado e o preço nas casas de câmbio sobe, como também do euro. Quem vai para o exterior nas férias de julho, os especialistas recomenda comprar moeda estrangeiro em pequenos volumes.  As oscilações tem sido bruscas, por conta de componentes externos.

Curso
O RN ganhará a primeira Pós-Graduação em Direito Notarial e Registral. O curso possui grade curricular voltada para capacitação dos profissionais da área de Direito e Gestão. O Curso de Pós-Graduação será ofertado pela Universidade Potiguar, integrante da rede Laureate, em Natal e Mossoró, para a capacitação dos profissionais que atuam nos 206 cartórios do estado.       

Gestão
Os servidores públicos podem se inscrever para o Curso Superior de Tecnologia em Gestão Pública, que objetiva formar profissionais com visão crítica, estratégica e inovadora para o setor público, qualificando-os a atuarem na área de gestão das organizações públicas. A seleção é exclusiva para servidores públicos efetivos do Governo do RN que estejam ativos no exercício do cargo.