Crise e oportunidades

Publicação: 22/03/20
Luiz Antonio Felipe
laf@tribunadonorte.com.br

A derrubada da bolsa ainda não altera as previsões e a queda do preço do petróleo favorece a inflação e juros mais baixos, o que deve estimular principalmente as vendas a prazo no comércio, segundo uma avaliação feita pela Confederação Nacional do Comércio (CNC). Pelo menos os supermercados, hiper e atacarejos estão sentindo um crescimento de vendas e, deverão permanecer abertos , mesmo com uma quarentena, como as farmácias. “Uma consequência das turbulências será um cenário interno com inflação e juros mais baixos, o que deve garantir aumento das vendas do varejo brasileiro em 2020, a despeito das convulsões na economia global”, avalia o presidente da CNC, José Roberto Tadros. 

PREJUÍZO
Apesar do estímulo, ontem mesmo a CNC soltou uma nota sobre os prejuízos. Diz que “a crise já têm potencial de reduzir 115 mil vagas de emprego”, apenas no turismo. O setor de comércio, serviços e turismo é o que apresenta maior potencial de impacto negativo.

Bolsa
O Ministro da Economia, Paulo  Guedes vai destinar  R$ 15 bilhões (R4 5 bi por mês), para ajudar os trabalhadores informais, através de um programa específico. Seria uma ajuda individual de R$ 200,00/trimestre, para autônomos em função do impacto na economia do coronavírus, Uma ajuda inédita, que poderia ser mantida até o fim do ano, com o apoio do Congresso para liberar mais recursos. 

Cheque
Como o Brasil não vai acompanhar os Estaados Unidos, destinando um cheque de US$ 1 mil, para cada cidadão, o governo o brasileiro poderia muito bem reajustar a tabela do Imposto de Renda em, pelo menos, 30%. A perda de arrecadação (ou deixaria de arrecadar) um volume muito pequeno na comparação com oi efeito positivo.

DESEMBOLSO
O Banco Central já gastou cerca de s US$ 18 bilhões em março para tentar segurar o dólar. A insegurança sobre a economia devido aos impactos da Covid-19 por todo o mundo leva o Banco Central a injetar bilhões no mercado de câmbio. Aliás, aqui e no mundo inteiro.

Redução do PIB
O PIB global pode ter redução de crescimento de até 1%, dependendo do nível de letalidade do coronavírus, estima a empresa Órama. O economista-chefe Alexandre Espirito Santo explica que o momento não é para mudanças na carteira de investimentos. Em uma live publicada no canal do YouTube da Órama ele explica que o principal impacto do surto de coronavírus será, inicialmente, na economia chinesa, que pode ter uma perda de até 0,5 ponto percentual do seu PIB.

GRAVIDADE
Caso o vírus atinja um nível de letalidade próximo ao vírus da SARS, que atingiu a China em 2002, o PIB global poderia ter uma redução de crescimento em torno de 1%.

1 A Unimed Natal fará uma assembleia geral dos cooperados na próxima terça-feira (24), a partir das 12 horas. Será no Olimpo Mar, Praia do Meio,  para prestação de contas de 2029, eleição de conselheiros, plano de trabalho para 2020, entre outros assuntos.

2 Já por conta da repercussão do coronavírus, a União Europeia prevê recessão econômica em 2020. A crise mundial terá um impacto negativo no crescimento de entre 2% e 2,5%, na comparação com as últimas previsões que se aproximavam de 1,4%. Na China, o índice econômicos desabam em plena pandemia.

3 Pelo menos cinco rodovias e aeroportos do governo Dilma devem ser relicitados. Analistas afirmam que fila ainda pode aumentar, pois outros contratos estão com problemas. As estimativas não se confirmaram. Outro problema encontrado são as brechas nos contratos mal elaborados.

JUROS (I)
A Caixa Econômica adota amanhã novas medidas de apoio à economia do país, com o objetivo de reduzir os impactos frente ao cenário de queda no índice de produtividade e diminuição da atividade econômica causados pelas ações de contenção e temor à propagação do vírus.

JUROS (II)
Entre as ações para Pessoas Físicas, abre a possibilidade de pausa de até 60 dias nas operações parceladas de crédito pessoal e  a ampliação das linhas de crédito consignado, incluindo as linhas para aposentados e pensionistas do INSS com as melhores taxas do mercado, a partir de 0,99% a.m., penhor a partir de 1,99% a.m. e CDC a partir de 2,17% a.m.

JUROS (III)
Disponibilização gratuita do cartão virtual de débito Caixa aos mais de 100 milhões de correntistas e poupadores, que possibilita compras online nos sites de e-commerce de forma prática e segura. O cliente pode habilitar o uso do cartão diretamente no Internet Banking Caixa.     Renovação do contrato de penhor diretamente no site da Caixa e canal Telesserviço, evitando a necessidade de o cliente comparecer à agência.

PÁSCOA
Em 2019 foram produzidas cerca de 10 mil toneladas de chocolates para o período de Páscoa, incluindo ovos, figuras de páscoa, produtos em embalagens temáticas presenteáveis e outros itens. Em 2020 virou uma interrogação. O Brasil tem uma das maiores páscoas do mundo e os produtos de Páscoa vêm mantendo penetração acima de 60% nos lares brasileiros nos últimos anos.

APOIO
A rede de resturantes McDonald's vai apoiar micro e pequenas empresas do setor de alimentação no Brasil. Compartilhará suas práticas e cursos internos de segurança alimentar para ajudar na prevenção de doenças. Será feito por meio de cursos onlines para micro e pequenas empresas do setor de alimentação, sobre Segurança Alimentar, Higiene e Desenvolvimento Sustentável. O McDonald´s também passa a operar apenas por dellivery, McDonald’s vai operar exclusivamente por delivery, drive-thru e pedidos para viagem.