Repercussão em plenário

Publicação: 06/09/19
A discussão sobre o destino do antigo Hotel Reis Magos repercutiu no plenário da Assembleia Legislativa. O deputado estadual Kelps Lima (SDD) fez um apelo à governadora Fátima Bezerra (PT) para que o governo do Estado mantenha a posição do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) pelo não tombamento do prédio. “Precisamos que seja dado àquele espaço o destino que a iniciativa privada programou”, disse. O deputado José Dias (PSDB) também defendeu que se permita o empreendimento no local. “Fui à inauguração, convivi com a parte social, tenho lembranças do hotel, mas sou racional e aquele prédio não tem condição de ser reaproveitado”, disse José Dias. “É um crime contra o Rio Grande do Norte não transformar a área em um setor de progresso”, destacou.

Decisão necessária
Durante a discussão em plenário sobre o Hotel Reis Magos, o deputado Ubaldo Fernandes (PL) afirmou que hoje “o antigo hotel não passa de um escombro”. Ele lembrou que os Conselhos de Cultura e de Turismo, a Prefeitura de Natal e o Ipham já se posicionaram contra o tombamento. “Não podemos ficar no saudosismo, porque aquele hotel tem que ir para o chão mais que rapidamente e quem não gostar compre um cartão postal”, acrescentou o deputado Gustavo Carvalho (PSDB).

Ranking da Transparência
O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) conquistou o primeiro lugar no Ranking da Transparência entre os tribunais de todos os segmentos da Justiça brasileira, conforme documento divulgado ontem pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Na próxima terça-feira (10), o ministro Dias Toffoli, presidente do CNJ, fará a entrega da premiação, em Brasília, ao presidente do TRE-RN, desembargador Glauber Rêgo (foto). “Com o comprometimento dos servidores do TRE-RN, estivemos incansavelmente buscando o aperfeiçoamento e conseguimos atender aos critérios definidos pelo CNJ. Isso nos deixa muito felizes e satisfeitos. A Justiça Eleitoral, em especial, lida diretamente com a classe política, então, ter alcançado o primeiro lugar no critério de transparência é importante para que sejamos exemplo de trabalho com a abertura ao cidadão”, destacou Glauber Rêgo. 

À procura do secretário
Os sindicalistas apontaram a ausência do secretário do Planejamento e das Finanças, Aldemir Freire, nas negociações do Fórum Estadual dos Servidores com o governo. “A ausência do chefe da pasta nas reuniões impede que a situação financeira do Estado seja entendida em sua completude. Nas últimas reuniões com o Fórum, o Governo tem dado as desculpas de que o secretário está doente ou trabalhando, embora os impedimentos só acontecem em dias de negociações com o Fórum dos Servidores”, afirmou nota publicada na página do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Direta. O título da nota é “Procura-se o secretário fujão”.

Redução nas transferências
O presidente da Femurn, José Leonardo Cassimiro de Araújo, disse que é preocupante as implicações da mudança no programa do governo estadual para incentivo ao desenvolvimento industrial. Os levantamentos apontam que haverá, com a alteração, redução nas transferências às Prefeituras em decorrência do modelo de incentivo. A expectativa dos prefeitos é que o assunto seja tratado em uma audiência com a  governadora Fátima Bezerra. “Se [a audiência] não tiver resultado positivo, haverá judicialização. Os municípios já estão em uma situação financeira muito difícil e tem um impacto negativo muito forte imediatamente”, alertou Cassimiro.