Pontos corridos

Publicação: 21/02/18
Marcos Lopes
lopesrn@hotmail.com

É na minha opinião o melhor e mais justos sistema de disputas do futebol, e no Estadual do RN não foi diferente no Primeiro Turno. ABC, América e Santa Cruz chegaram na última rodada vivos na busca do título que ficou com o time de Ranielle Ribeiro, que foi mais competente e se terminou igualado em pontos com o América, levou o caneco pelo maior número de gols marcados, na verdade dois a mais.

Venceu jogando bem
No fechamento da sétima rodada do primeiro turno, o Força e Luz venceu o Baraúnas pelo placar de 3 a 1 na Arena das Dunas e poderia ter feito um placar mais dilatado, não fosse a boa atuação do goleiro Yuri e algumas falhas de finalização. Felipe Moreira, mesmo longe do melhor condicionamento e ritmo de jogo fez a diferença em nível de qualidade no time bem armado por Jocian Bento, que amanhã, enfrenta o América pela primeira rodada do returno.

Fatalidade
Atacante Edson Kappa, do Santa Cruz sofreu fratura de tíbia na partida contra o Potiguar de Mossoró no sábado passado e está fora do Estadual. Uma fatalidade com o jogador que estava vivendo um momento muito bom o Tricolor e que deveria ser negociado com o São Caetano.

Musa do futebol
A FNF abriu inscrições para mais uma edição do Concurso Musa do Futebol Potiguar. Até o próximo dia 4 os clubes devem indicar suas representantes para a primeira fase do concurso. A vencedora garante o título de Musa do Futebol Potiguar e leva além da premiação de 3 mil reais em dinheiro, um ensaio fotográfico. Carol Castilho, do ABC é a atual Musa.

Começar de novo
Calendário apertado neste inicio de temporada não permite ao ABC comemorações pela conquista do título e nem aos demais times, lamentações. Hoje já começa o segundo turno e mais uma vez, tiro curto e cada rodada sendo uma verdadeira decisão. É o ABC buscando dar um “liso” e os demais, especialmente América e Santa Cruz querendo o returno. Então não tem tempo para nada, que não seja trabalho, trabalho e trabalho.

Começar de novo 1
Nesta quarta-feira, tem ABC x Santa Cruz no Frasqueirão, e ASSU x Potiguar no Edgarzão. Amanhã, o América joga na Arena das Dunas contra o Força e Luz. Complemento da primeira rodada do returno será no dia 14 de março, já que hoje o Globo joga pela Copa do Nordeste.

Copa do Nordeste
O Globo enfrenta o Ferroviário hoje em Fortaleza e vai pegar um adversário embalado por três vitórias consecutivas no Cearense e a classificação na Copa do Brasil, quando eliminou o Sport em Recife. O Ferroviário do treinador Ademir Fonseca vive um momento diferente do Globo de Renatinho Potiguar, pelo menos se comparando o Estadual e a Copa do Brasil.

Copa do Nordeste 1
As duas equipes estão em situações delicadas. Ainda não pontuaram. O Globo é o terceiro e o Ferroviário, o quarto. A tendência é que nenhum dos dois classifique para a segunda fase da competição. Vamos ver o confronto desta noite.

Provocações
O jogador de futebol precisa ter noção da importância e dos reflexos dos gestos que ele comete dentro de campo. Uma comemoração em tom de provocação pode desencadear uma reação cadeia, como aconteceu no último Vitória x Bahia em Salvador. E não só dentro de campo, é também pelas redes sociais. O clima não está para provocações e determinadas comemorações são perfeitamente dispensáveis, algumas pelo mau gosto, outras pela clara e evidente intenção de provocar o adversário.

Provocações 1
Comemorar como se estivesse degolando o adversário ou como se estivesse atirando com arma de fogo, hoje em dia não faz sentido. São comemorações desnecessárias e sem graça. São gestos que de uma certa forma incitam a violência ou a reação àquela comemoração. Sou contra! É de um tremendo mau gosto!

Falou e disse...
Felipe Augusto Leite, presidente da FENAPA sobre os episódios de Salvador, a briga generalizada no Ba-Vi e Campo Grande, onde um jogador agrediu um gandula: “ Lamentamos ocorrências tão graves no nosso futebol. Vocês atletas como pessoas públicas e formadores de opinião precisam ser toleráveis com os outros, respeitosos de modo a não incentivar a violência nas praças esportivas. O público ter nos senhores um exemplo”


Leandro Campos

Publicação: 16/02/18
Marcos Lopes
lopesrn@hotmail.com

Demitido do América com um aproveitamento muito bom, desde o ano passado na Série D, mas com um detalhe que pesou e penso que pesou muito. As derrotas de Leandro no comando do América foram todas impactantes, a começar com a Juazeirense na Série D do ano passado, derrota para o Tubarão e eliminação da Copa do Brasil e derrota para o Santa Cruz que pode ter significado a perda do título do primeiro turno.

Pachequinho
Eterno interino do Coritiba, assumiu o Coxa no ano passado, quando conquistou o Paranaense. Foi efetiva do mas não resistiu aos maus resultados no Brasileiro da Série A e foi demitido na 15ª rodada da competição. Trabalhou com treinadores renomados, é fato, mas existe uma diferença abíssal entre o que Pachequinho fazia e como fazia no Coritiba e a realidade que vai enfrentar no América. Vai ter um segundo de tiro curto para recuperar o time no Estadual e uma Série D onde a margem de erro é zero. É diferente, realidades diferentes.

Pachequinho 1
Segundo Leonardo Bezerra, o América primeiro tentou a contratação de Dado Cavalcanti que não fechou financeiramente e Geninho que por problemas pessoais não aceitou o convite, o que fez com que o América mudasse o perfil do treinador, partindo para a contratação de alguém com passagens vitoriosas por clubes grandes. Esperar para ver, mas confesso que não foi, na minha opinião, o melhor nome. Não no atual momento do time rubro.

O tempo mostrou
A demissão de Luizinho Lopes, trouxe à tona uma crise que é real no Globo. A chegada do interino, Renatinho Potiguar não serviu para mudar o quadro na Águia, pelo menos não na partida contra o Potiguar quando o time perdeu, e deixa bem definido um desenho que deveria preocupar os caras do Globo. A Série C está cada vez mais próxima e a necessidade de fazer mudanças radicais no elenco e contratar um treinador experiente são urgentes. A crise técnica, tática, o ambiente pesado eram reais no Globo, só não enxergou quem não quis.

Matheus
Jogador que não teve nenhuma base, que jogava futebol 7 e estourou no ABC em meio a crise de uma greve e quando o time estava rebaixado no ano passado, pode dar um salto importante na carreira. Vai para o Corinthians onde já está definido que vai passar por um trabalho de preparação física e fisiológica para se tornar um atleta e não apenas um jogador de futebol. Tecnicamente, ele tem potencial enorme e capaz de jogar em alto nível. O primeiro passo está sendo dado.

Abrir os olhos
O ABC tem que abrir os olhos e começar encarar de pé, de frente e sem medo, a necessidade de reforçar o time para o Brasileiro, sob pena de ter problemas na complicada Série C. Precisa de contratações pontuais, um meia, um atacante, pelo menos um volante e mais um zagueiro que seja rápido. Não dá para esperar e nem cair na conversa que o time é bom e forte para o Brasileiro. O Estadual não serve de parâmetro.

Rodada quente 
ABC, 15 pontos e saldo de 11 gols, lidera o turno. O América vem em segundo com os mesmos 15 pontos e saldo de 9 gols. Santa Cruz tem 13 pontos e saldo de 8 gols. Os três podem chegar o título do primeiro turno, com o Tricolor correndo por fora e não dependendo apenas dele. Uma rodada quente neste sábado.

Rodada quente 1
No Frasqueirão, tem ABC x ASSU; na Arena das Dunas, o América enfrenta o Globo e no Nogueirão, tem Potiguar x Santa Cruz. Na segunda-feira, cumprem tabela, os dois piores times do Estadual, Força e Luz x Baraúnas.

Rodada quente 2
O artigo 6º do Regulamento do Estadual define os critérios de desempate: Ocorrendo empate em números de pontos ganhos entre duas ou mais agremiações em qualquer Fase ou Turno, serão aplicados os seguintes critérios de desempate, pela ordem e sucessivamente, exclusivamente em cada Fase ou Turno: maior número de vitórias; maior saldo de gols; maior número de gols marcados; menor número de cartões vermelhos recebidos; menor número de cartões amarelos recebidos e por fim, sorteio público.

Falou e disse... 
Rubens Lemos Filho no Twitter: “ Neymar pode até ser eleito melhor das galáxias. Nunca será um ídolo brasileiro. Sua antipatia petulante (redundância proposital ), é única/sobrenatural”


Atropelou

Publicação: 26/01/18
Marcos Lopes
lopesrn@hotmail.com

O ABC não teve nenhuma dificuldade em sapecar 7 a 0 no Baraúnas dentro do Nogueirão, mantém os 100% de aproveitamento, fez saldo de gols – até o fechamento da coluna era o líder – e chega portanto motivado para o clássico de sábado. Time de Ranielle Ribeiro naturalmente era o favorito para o confronto, mas nem o mais otimista dos alvinegros poderia esperar um massacre como o de quarta-feira.

Estranhou
Treinador do América disse estranhar o placar numérico aplicado pelo ABC em cima do Baraúnas. Leandro Campos, na semana do clássico criou um clima de animosidade desnecessário, quando afirmou com todas as letras: “ até me surpreende o resultado numérico, eu não assisti o jogo, não sei o que é que aconteceu. No jogo passado a equipe do Baraúnas fez um bom jogo, eles deram a vida praticamente para buscar um resultado contra a equipe do América, eles venderam a derrota muito caro então logico que isso me surpreende”.

Estranho seria o contrário
Penso que estranho seria se o Baraúnas tivesse aplicado 7 a 0 no ABC. Ai sim haveria motivos para estranheza e surpresas. O América fez 4 a 0 no Força e Luz e não teve nenhuma reação de espanto. O Globo ganhou do Baraúnas por 3 a 0, normal. O América teve dificuldades lá em Mossoró contra o Baraúnas. Nada de estranho. Experiente como é, Leandro Campos deveria saber que em semana de clássico, “pé de galinha dá sopa para uma semana”.

Que fase
Futebol de Mossoró está passando por um momento extremamente preocupante. O Baraúnas em três jogos sofreu onze gols e não marcou nenhum. O Potiguar não fica atrás. Fez 1 e levou 4, embora desde a chegada de Emanoel Sacramento, o Time Macho vem demonstrando capacidade de reação.

E o público ?
Pelos resultados da rodada de quarta-feira, pela diferença de apenas dois gols entre ABC e América, pelo quanto vale o clássico deste sábado na Arena das Dunas, tenho a expectativa de um público de no mínimo 10 mil torcedores. América x ABC tem tudo para ser um grande jogo. Os ingredientes estão postos.

Cascata
Tudo no time do América passa pelos pés de Cascata, que vem comandando com categoria a meia cancha rubra. Pelo que vi até aqui, falta ainda um atacante que passe confiança, um homem de referência que saiba fazer gols. Lopeu até aqui nada, Tadeu carrega o peso da desconfiança. Não fosse Cascata – Juninho Tardelli tem oscilado muito – o América não teria ninguém na meia.

ABC não tem
No time de Ranielle Ribeiro falta exatamente um meia “tipo” Cascata, que chame o jogo, que comande o setor. Quem é o meia/meia no ABC? Pensou? Pois é, não tem. Léo Ávila? Penso que não! Higor Leite vai ter que jogar no ABC tudo o que não jogou nos outros clubes para ser o cara.

Fifa admite VAR na Rússia
O árbitro assistente de vídeo ( VAR na sigla em inglês) será utilizado na Copa do Mundo pela primeira vez na Rússia, e negociações estão em andamento com possíveis patrocinadores para aparecer quando a tecnologia for utilizada.

No Brasil
Os árbitros foram auxiliados pela primeira vez por recursos tecnológicos na Copa do Mundo em 2014, no Brasil. Naquele evento, foi utilizada a tecnologia na linha do gol. Esse sistema enviava uma mensagem instantânea aos relógios dos árbitros quando a bola cruzava a linha do gol, que na minha opinião é mais do que suficiente e não atrapalha o andamento do jogo.

O VAR atrapalha sim
O uso das repetições de vídeos podem levar a paralisações maiores nos jogos da Copa do Mundo na Rússia, já que diferentes ângulos são revisados, o que é ruim, na minha opinião, para o desenvolvimento do futebol. As paralisações será boas do ponto de vista comercial para a FIFA, que vai poder utilizar o tempo extra para mostrar as marcas dos patrocinadores.

VAR é seletivo
Só pode se admitir o uso de tecnologia no futebol, se ela for acessível de forma igualitária para todas as competições oficiais, o que não é possível no Brasil. Nem falo de competições regionais como os estaduais. Vamos ficar apenas nas três principais séries do Brasileiro, A, B e C. Será possível a utilização do árbitro assistente de vídeo em todas as partidas? Não! Tem a questão do custo, da estrutura de alguns estádios. Vai se tornar um mecanismo seletivo e não vai beneficiar o futebol como um todo.


Começou cedo

Publicação: 17/01/18
Marcos Lopes
lopesrn@hotmail.com

A dança dos treinadores no Estadual começou cedo. Mastrillo Veiga não suportou a goleada que o Potiguar sofreu para o ASSU dentro do Nogueirão e entregou o cargo depois que, segundo o jornalista Fábio Oliveira, pediu reforços e ouviu um “não” da diretoria. Que fase!

Começou bem
13 gols na primeira rodada do Estadual e uma média de 3,25 gols por jogo. Uma média muito boa para um inicio de competição. Destaque para o ASSU que não tomou conhecimento do Potiguar dentro do Nogueirão e aplicou uma sonora goleada de 4 a 1. O América ignorou o Força e Luz e fez 4 a 0, o Globo sapecou 3 a 0 no Baraúnas e o ABC fez o placar mínimo em cima do Santa Cruz, 1 a 0.

Tiro curto
Disputado em pontos corridos, o Estadual não permite falhas e vacilos e a segunda rodada já ganha contornos decisivos. No Nogueirão o Baraúnas vai tentar a recuperação em cima do América, o ABC enfrenta o Potiguar no Frasqueirão, o ASSU joga em casa contra o Santa Cruz e o Força e Luz joga com o Globo na Arena das Dunas, na segunda-feira, fechando a rodada.

Primeira impressão
Gostei do time do América na largada do Estadual, embora tenha enfrentado um adversário que não exigiu quase nada, mas ainda assim, gostei da postura tática e da movimentação do time de Leandro Campos. Claro que é cedo, tem que medir o potencial contra um adversários mais qualificado, mas fiquei com a impressão que foi proveitosa a pré-temporada recorde de quase dois meses.

Tem que melhorar
Por outro lado, o desenvolvimento do ABC contra o Santa Cruz deixou uma ponta de preocupação. Não sei se pela pré-temporada “perna de anão” mas o fato é que a base que terminou o Brasileiro sem pressão teve dificuldades para vencer o Santa Cruz, que diga-se de passagem, mostrou um equilíbrio tático muito bom. Claro que é cedo, mas o que eu vi do ABC na abertura do Estadual deixa dúvidas sobre a capacidade da equipe de meninos para o restante da temporada, especialmente para a busca pelo acesso no Brasileiro.

Respeito muito
Fernando Tonet respeitou muito o ABC no primeiro tempo. Teve um time muito bem equilibrado taticamente mas não agrediu em momento algum o adversário. No segundo tempo quando mudou a formação, sacando um zagueiro e fazendo a entrada de um meia, o time cresceu. Penso que ainda falta mais poder de fogo, aquele atacante “tarado” pelo gol.

Copa do Nordeste
Começou ontem e chegou com uma premiação recorde, com um total de 22 milhões e 400 mil reais. No ano passado o total distribuído foi de 18 milhões 520 mil reais. A cota paga na primeira fase privilegia os melhores colocados no ranking da CBF, casos de Ceará, Bahia, Vitória e Santa Cruz. Cada um levou 1 milhão de reais pelos seis jogos da fase inicial.

Copa do Nordeste 1
Nas fases seguintes os 16 participantes receberão a mesma quantia. 450 mil para as quartas de final, 550 mil para a semifinal. O campeão leva 1 milhão e meio de reais, o que faz com que o campeão arrecade só com cotas, 3 milhões e meio de reais. O ABC largou com 850 mil e o Globo que entrou pela repescagem com 750 mil reais.

Carteira de Trabalho
A CBF vai exigir apresentação da Carteira de Trabalho para a regularização no BID, documento que dá condições de jogo para os jogadores de futebol em todas as competições as oficiais. A medida , segundo a FENAPAF, autora da proposta acatada pela CBF, deve beneficiar em um primeiro momento algo em torno de 800 atletas no Brasil, notadamente aqueles que trabalham de forma sazonal, nos Estaduais e nas Séries C e D. A medida não tem muito impacto nos profissionais das Séries A e B.

95% dos profissionais
Felipe Augusto Leite, presidente da FENAPAF avalia que 95% dos atletas de futebol atuam à margem da lei, sem carteira profissional assinada e sem nenhuma garantia trabalhista. São profissionais que em caso de lesão ou demissão ficam sem amparo legal.

Distorção
O futebol no Brasil é mais um exemplo de distorção. São muitos profissionais que ganham pouco e poucos que ganham muito; são poucos com emprego garantido o ano todo e muitos que trabalham no máximo 90 dias por ano e que depois sobrevivem só Deus sabe como. A exigência da Carteira Profissional é um marco que entendo como importante na relação empregador/empregado, clubes/jogador de futebol. Uma conquista que merece destaque.


Aclamação no ABC

Publicação: 01/12/17
Marcos Lopes
lopesrn@hotmail.com

Paulo Tarcísio e Tacinildo Pegado serão aclamados neste sábado, presidente e vice do ABC, para mandato tampão até dezembro de 2018, concluindo assim o mandato de Judas Tadeu e Rodrigo Salustino, que renunciaram. O que vai de fato mudar a partir da aclamação? Clube profissionaliza o Departamento de Futebol? Mexe no segundo escalação que ainda é na maioria absoluta de pessoas colocadas pelos dirigentes que deixaram o clube? Só o tempo vai dizer.

Colégio eleitoral
Dezembro de 2018 vai marcar um novo tempo nas eleições do ABC, já que com base na última alteração do Estatuto, o sócio vai ter direito a voto, será eleição direta na essência. Sócios e conselheiros que preencham os requisitos exigidos serão os responsáveis pela escolha do presidente e do vice. Não deixa de ser uma oportunidade para o surgimento de novas lideranças, como não deixa de ser uma brecha clara e larga para aventureiros.

Projeto Compartilhar
Fundado pelo ex-treinador da seleção brasileira de vôlei, Bernardinho, e tocado em Natal pelos professores Breno e Suzet Cabral, o Projeto Compartilhar vai realizar sua festa de encerramento  na Cidade da Criança hoje. O evento reunirá 200 crianças na idade entre 8 e 15 anos, além de pais e parentes dos alunos. A programação que prevê premiação aos estudantes que mais se destacaram nas disciplinas escolares, tem o início previsto para as 14 horas. O evento irá contar com gincana, atividades esportivas,  brincadeiras e lanche.  Para quem deseja inscrever o filho no projeto de vôlei, as matriculas para as turmas de 2018 vão ser realizadas no período de 29 de janeiro a 02 de fevereiro. Para os alunos já inscritos, a renovação da matrícula ocorrerá  entre os dias 22 e 26 de janeiro.

Amadurecendo
A contratação do volante Galiardo, 32 anos, faz subir um pouco a média do time do Globo para o inicio da temporada. Galiardo é um jogador que tem uma versatilidade interessante no setor de meio-campo, mas chegou ao time de Luisinho Lopes, precisando resgatar o ritmo de jogo. Contrato dele com o Brasil de Pelotas expirou em junho, e a bem da verdade não vinha sendo aproveitado no grupo do Brasileiro. Mas o treinador da Águia está certo em “amadurecer” o elenco.

Matheus
Não sei quem é o agente do atacante Matheus que despontou no ABC neste reta final do Brasileiro, com uma boa qualidade técnica. Levar Mateus para qualquer outro time imaginando que ele será titular é utopia. É evidente que o garoto precisa ser maturado, ser trabalhado no aspecto físico. Pode até ser negociado, mas o ideal seria que mesmo assim, ficasse por aqui por empréstimo. Seria bom para o jogador e para o ABC.

Olho no Paraná
Fernando Tonet fica de olho na Seleção do Paraná que joga hoje contra o Espirito Santo pela segunda rodada da Copa do Brasil de Seleções. Na estreia, o RN empatou com o ES, e domingo decide se continua ou não na parada.

Públicos de ABC e América
O pesquisador do futebol potiguar, Marcos Trindade, organizou os dados de público pagante do ABC e do América na temporada 2017. Os dois clubes disputaram quatro competições cada um, sendo que o América não fez jogo como mandante na Copa do Brasil, por ter sido eliminado na primeira partida.

Públicos de ABC e América 1
As competições que os dois jogaram, foram o Estadual, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Brasileiro da Série B para o ABC e da D para o América. Nos próximos tópicos você confere, somados todos, os públicos pagantes nos jogos como mandantes.

Público do América
O time rubro da Rodrigues Alves fez 16 partidas como mandante, isso no Estadual, Copa do Nordeste e Série D e levou um total de 68 mim 376 torcedores pagantes ao Arena das Dunas, média de 4 mil 274 pagantes.

Público do ABC
O ABC por sua vez, realizou 34 partidas como mandante, contando as quatro competições, Estadual, Copa do Brasil, Copa do Nordeste e Série B, e levou aos estádios 120 mil 162 pagantes, média de 3 mil 534 pagantes.

Que venha mais um
Estadual 13 de Janeiro a bola começa a rolar em mais uma edição do Estadual, e a partida será dada na Arena das Dunas com o América enfrentando o Campeão da Segunda Divisão. O peso do Estadual é tamanho que ele baliza a sequencia da temporada, tranquila ou tensa, especialmente para ABC e América.