2020 pode fortalecer posições

Publicação: 2020-01-14 00:00:00
A+ A-
As eleições deste ano poderá delimitar as possibilidades de partidos e possíveis candidatos às eleições de 2022. Ao eleger um número expressivo de prefeitos e vereadores ou conquistar municípios importantes em 2020, uma legenda ou uma liderança partidária se posiciona como força política para concorrer nas eleições majoritárias seguintes, quando estará em disputa o governo do Estado e uma cadeira no Senado. 

Divulgação de Natal
O prefeito Álvaro Dias se reuniu ontem, em Madrid, com empresários, profissionais liberais e investidores espanhóis. Na ocasião, ele apresentou o potencial turístico, cultural e econômico de Natal. Álvaro Dias foi recepcionado por Cássio Romano, diretor da Casa do Brasil na Espanha. “Temos condições de atrair investimentos, sobretudo no Turismo. É nosso papel destacar como Natal pode ser atrativa economicamente e buscar parcerias que podem gerar empregos, renda e divisas para a cidade. A reunião me deixou otimista com possibilidade de bons resultados”, disse o prefeito. O secretário de Turismo, Fernando Fernandes, também participou da programação.

Diálogo com Rogério Marinho
O empresário Marcelo Alecrim recebeu, no fim de semana, em Pirangi, o secretário Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho. Os empresários Flávio Rocha, Flávio Azevedo, Sérgio Azevedo, João Lima, Jairo Amorim, Paulo Galindo e o deputado João Maia também estavam na ocasião, durante a qual conversaram sobre o momento atual e as perspectivas do país.

Ironia sobre documentário
O perfil oficial do PSDB no Twitter ironizou a indicação do filme Democracia em Vertigem, dirigido pela cineasta mineira Petra Costa, ao Oscar de Melhor Documentário. "Parabéns à diretora Petra Costa pela indicação de melhor ficção e fantasia por Democracia em Vertigem", escreveu o partido na rede social. O longa acompanha o período que compreende as manifestações de junho de 2013 e o processo que culminou no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), que a diretora narra sob a ótica de um golpe, visão compartilhada por grupos partidários de esquerda.

Problema grave
Uma pesquisa da Confederação Nacional de Municípios (CNM), divulgada ontem aponta que 97,31% de 1.599 cidades brasileiras enfrentam problemas com consumo de drogas. A circulação de crack especificamente foi apontada por 73,80% dos Municípios que participaram do estudo – disponível online na Biblioteca da entidade e com dados atualizados no mapa do Observatório do Crack. Um dos pontos levantados é a capilaridade do problema, que alcança pequenas e grandes cidades, mais próximas ou distantes de grandes polos ou mesmo da fronteira do país. Isso porque 87,3% dos Municípios pesquisados são localidades de pequeno porte — ou seja, possuem menos de 50 mil habitantes. O presidente da CNM, Glademir Aroldi, destaca que o alcance das drogas nos Municípios menores esbarra ainda na falta de recursos para enfrentar a temática. “Não é possível ter um Caps em todas as cidades. Por isso, precisamos de serviços regionalizados, com apoio da União e dos Estados também”, opina.
Eleição Em artigo no fim de semana, o ex-senador Garibaldi Filho lembrou episódios marcantes da eleição de 1985, quando foi resgatada a escolha direta para prefeito das capitais, ocasião na qual ele foi eleito. Garibaldi Filho lembrou que a campanha mobilizou todo o estado, uma vez que nos demais municípios, naquele ano, não houve eleição.

Prazo para a decisão
Termina na próxima segunda-feira o prazo para o presidente Jair Bolsonaro sancionar ou vetar a lei que destina R$ 2 bilhões para o Fundo Eleitoral.

Oposição
O ex-vice-governador Fábio Dantas usou as redes sociais para criticar a governadora Fátima Bezerra. Ele disse que o governo estadual recebeu, ao longo de 2019, “mais de R$ 1 bilhão em recursos extras”, mas não teria aproveitado esses recursos para pagar os salários em atraso dos servidores.




Deixe seu comentário!

Comentários