697 famílias se desligam do Bolsa Família no Estado

Publicação: 2019-07-19 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
De janeiro a junho deste ano, o número de famílias no Rio Grande do Norte que se desligaram voluntariamente do Programa Bolsa Família chegou a 697. Os dados, repassados com exclusividade à TRIBUNA DO NORTE pelo Ministério da Cidadania mostram, ainda, que com a saída do quantitativo informado, o número de famílias beneficiadas no Estado caiu para 355.773 conforme extrato da folha de pagamento do Programa relativa ao mês de junho.

Entre eles está o Bolsa Família, que terá a 13ª parcela anual
Ministério diz que maioria das saídas ocorre quando os beneficiários conseguem emprego formal

Em todo o Brasil, mais de 11 mil famílias solicitaram desligamento voluntário do Bolsa Família em 2019, segundo o Ministério da Cidadania. Geralmente, o cancelamento do benefício é pedido quando beneficiário consegue um emprego formal.

O programa atende cidadãos em situação de pobreza e de extrema pobreza e inclui famílias com renda por pessoa entre R$ 89,01 e R$ 178 mensais, desde que tenham crianças ou adolescentes de até 17 anos.

Segundo a pasta, se a família que solicitou o desligamento voluntário precisar novamente do benefício, o processo é simples. Se o pedido foi há menos de 36 meses, basta procurar o setor responsável pelo Bolsa Família na sua cidade, levar a documentação e solicitar a reversão do cancelamento.

Famílias consideradas abaixo da linha da pobreza, com renda per capta de até R$ 178 por mês, tem retorno garantido ao programa. Para solicitar a reinclusão, o beneficiário deve procurar o setor responsável pelo Bolsa Família de seu município. É necessário levar CPF ou título de eleitor e documento de identificação do responsável familiar. Além disso, é preciso apresentar a documentação de todos os integrantes da família, para atualizar o cadastro.

Os municípios e o Distrito Federal são os responsáveis pelo cadastramento das famílias — assim, as famílias interessadas devem ir ao setor do Bolsa Família e do Cadastro Único em sua cidade. Em muitos locais, o cadastramento também pode ser realizado nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras).

Números
355.773 mil famílias ainda dependem do Programa Bolsa Família no Rio Grande do Norte conforme extrato do mês de junho/2019






continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários