“A Frasqueira de Jacy”

Publicação: 2020-08-07 00:00:00
Tadzio França
Repórter      

“Jacy”, a peça de teatro que projetou o grupo natalense Carmin para o Brasil, chegou ao palco virtual. A adaptação on-line ganhou o nome de “A Frasqueira de Jacy”, e será apresentada nesta sexta-feira, às 21h30, no Youtube. A montagem será realizada a convite do Sesc São Paulo, que desde maio está promovendo a série “Teatro #EmCasaComSesc”, projeto que exibe trabalhos cênicos de vários grupos do país.  O encontro da frasqueira pela companhia teatral completa uma década em 2020, ano em que a personagem faria 100 anos.

Créditos: Vlademir Alexandre“A Frasqueira de Jacy” é um recorte do espetáculo original, tendo o mesmo fio condutor e os elementos estéticos e dramatúrgicos da peça“A Frasqueira de Jacy” é um recorte do espetáculo original, tendo o mesmo fio condutor e os elementos estéticos e dramatúrgicos da peça


A versão virtual do espetáculo marca os sete anos da peça original, criada a partir do encontro ocasional de uma frasqueira no lixo da avenida Prudente de Morais, em Natal. A adaptação põe em cena a atriz Quitéria Kelly, de sua casa no Rio de Janeiro, ao lado do ator e diretor Henrique Fontes, aqui em Natal. Um alinhamento à distância que vai manter a magia da história através da tecnologia. “A responsabilidade é grande, sobretudo porque estarei atuando sozinha no meu apartamento do Rio, tendo Henrique em Natal. O jogo é desafiador mesmo,” disse Quitéria.

Henrique Fontes explica que boa parte de suas participações na adaptação on-line já foram gravadas. “Algumas cenas minhas já estão gravadas e serão exibidas na hora. Quitéria vai interagir ao vivo com esse pré-gravado, sendo que num certo momento da peça eu vou aparecer em tempo real”, diz. O dramaturgo afirma que essa experiência, de certa forma, mantém o caráter efêmero que é típico do teatro. “A Frasqueira de Jacy” é um recorte do espetáculo original, tendo o mesmo fio condutor e os elementos estéticos e dramatúrgicos dele. 

Apesar do formato diferente, Henrique ressalta que a peça vai manter a linha dramatúrgica principal, que é a narrativa sobre a trajetória de vida de Jacy.  Os objetos encontrados na frasqueira servem de guia para contar a história dessa mulher nascida no ano de 1920 em Ceará-Mirim. “É praticamente uma nova montagem. Uma versão mais leve e reflexiva da história de vida dessa mulher que completaria um século neste ano”, diz.

A partir de documentos e objetos encontrados na misteriosa frasqueira, o espetáculo conta a trajetória de Jacy, uma mulher cuja vida passou por fatos curiosos ligados diretamente à história de Natal e do Brasil desde a Segunda Guerra Mundial, passando pela ditadura militar, e chegando ao quadro político contemporâneo do Rio Grande do Norte. Jacy também viveu um amor estrangeiro e terminou seus dias sozinha em Natal. Um assunto que perpassa a peça é a forma como a sociedade brasileira trata os mais velhos e suas histórias.

A peça marcou a entrada do grupo Carmin na pesquisa do Teatro Documental. Os textos dos filósofos Pablo Capistrano e Iracema Macedo, junto com Henrique Fontes, deram forma e contornos humanos à vida de Jacy, sempre baseados nas pesquisas realizadas a partir dos objetos contidos na frasqueira. O espetáculo de 2013 se tornou rapidamente um sucesso de público e crítica, ganhando outros palcos para além de Natal, e projetando o nome do Carmin pelo Brasil. Até antes da pandemia, “Jacy” estava sendo apresentada em várias partes do país.

“A Frasqueira de Jacy” será a segunda live teatral do grupo Carmin. A primeira foi em agosto, com uma cena do novo espetáculo “Gente de Classe” – que ainda permanece inédito nos palcos presenciais. Apesar de ser algo em caráter especial, devido às conseqüências da pandemia, Henrique acredita que as lives não são capazes de traduzir totalmente a experiência do teatro. “A coisa mais forte do teatro é a presença, a experiência compartilhada ao vivo. Então isso realmente é bem esquisito não ter. A gente já se acostumou com essa interação e troca, porque é fato, a peça muda de acordo com a platéia”, conclui.  

Serviço:
A Frasqueira de Jacy. 
Sexta, às 21h30, nos canais do Carmin e do canal do Sesc São Paulo.