A Água e o Vinho

Publicação: 2019-06-07 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Nesta matéria, eu retiro-me da ribalta para dar vez e voz ao texto de um jovem advogado com sua brilhante analogia de cunho filosófico, em que a água permeia o vinho, ou seria o contrário? Vejamos. Na ótica bíblica (mística), a água transforma-se em vinho pelas mãos de Cristo nas Bodas de Caná (evangelho de João 2: 1 – 11). E mais pragmaticamente, água, vida e vinho são indissociáveis. Afinal vivemos no planeta azul, onde 2/3 da superfície é coberta por água. De toda nossa composição física, cerca de 75% é água. A videira (árvore da vida e do vinho), como nós, não vive sem água. Um ser humano adulto vive apenas 3 - 4 dias sem água e dezenas de dias sem alimento. Em média, num clima temperado, uma videira necessita de 500ml de água por ano, nos momentos certos, para fotossintetizar seus frutos, mas essa quantidade pode aumentar muito em climas tórridos. O vinho que você bebe tem em sua composição de 70% a 90% de água, e por mais que pareça estranho, é na água que ele se exprime.

Reunião de amantes do vinho recomenda: para cada taça de vinho, beba duas de água
Reunião de amantes do vinho recomenda: para cada taça de vinho, beba duas de água

Mas não podemos esquecer que tudo se sustenta graças ao equilíbrio cósmico. A frase “Só a dose faz o veneno”, Paracelso (1493 – 1541) expressa muito bem esse equilíbrio. Então como não se render a essa analogia tão bem construída por esse jovem autor em sua reflexão filosófica. Salve Jorge. - Pensar transcende o estático. A colheita precede o plantio, o processo de remontagem a fermentação, assim como as heterogêneas sensações contidas numa garrafa de um bom vinho possibilita o diálogo filosófico estabelecido a partir de notas específicas. Desse modo, a afirmativa, “a água é a origem de todas as coisas”, Tales de Mileto (624-546 a.C), enseja multiplicidade quando observada sob um aspecto universal. Se considerarmos esta ideia, a água é substância que perpassa qualquer tentativa de singularização, haja vista sua simultaneidade.

Presente em todas as partes, não seria diferente em relação ao vinho. Na sua composição há predominância desta substância que vai além do conteúdo contido na garrafa. As variadas manifestações sensoriais remetem a episódios propiciados pela degustação do vinho, com resultados que variam de acordo com o estado de espírito de quem aprecia. Considerando uma visão de mundo como unidade, a água encontra-se presente na irrigação do vinhedo, na composição do vinho, na formação do corpo, etc. Assim, o movimento dinâmico do processo integrador destes estágios, forma uma ambiência no qual, a água é ponto de convergência corpo e vinho. Por fim, ir além do compreensível é o sentido desse diálogo, cujo modo de pensar a vida nos remete a dimensão dos sentidos, da existência, da significação, com base na universalidade como visto em relação a água. Dessa maneira, deguste um bom vinho e descubra o ponto de convergência entre os seus sentidos e a água - Recomendação do consultor: para cada taça de vinho, bebe duas de água.

Matéria em parceria com Jorge
Câmara Nicácio – advogado e filósofo

Agenda de Eventos do Consultor para junho
13/06 (quinta feira) 19:30h - 1º módulo do Curso de Vinhos do Velho Mundo na sala de provas da Importadora N Wines – Avenida da Integração, com vinhos da Itália e Portugal. Reservas e inscrições com Milena Nicácio (84) 9. 9838-0241.

15/06 (sábado) 10:30h – 4º e último módulo do Curso de Vinhos Italianos no Show Room da Importadora Bigi em Ponta Negra, com vinhos da Toscana, Umbria e Puglia. Reservas e inscrições com Brunaldo Bigi (84) 9.9143-5664.

27/06 2º e último módulo do Curso de Vinhos do Velho Mundo na sala de provas de Importadora N Wines com vinhos da França e Espanha. Reservas e inscrições com Milena Nicácio (84) 9. 9838-0241.





continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários