Cookie Consent
Esportes
A bola na 'rede'...
Publicado: 00:00:00 - 20/05/2018 Atualizado: 12:30:03 - 19/05/2018
A Copa do Mundo da Rússia já está mexendo com o público em todos os Países. No Brasil, onde a paixão pelo futebol é grande, essa movimentação pode ser medida através das ações na internet e também no comércio, onde produtos relacionados ao evento da FIFA começam a fazer a diferença em favor dos comerciantes.

Na internet, uma empresa, a SEMrush, especialista em marketing digital, correu para mapear as redes sociais dos jogadores convocados e entender se, na internet, eles reproduzem o mesmo desempenho que têm em campo.
Alex Régis
Os brasileiros mostram que estão atentos ao Mundial também através da rede mundial de computadores acompanhando a Seleção e suas principais estrelas

Os brasileiros mostram que estão atentos ao Mundial também através da rede mundial de computadores acompanhando a Seleção e suas principais estrelas


Os brasileiros mostram que estão atentos ao Mundial também através da rede mundial de computadores acompanhando a Seleção e suas principais estrelas

Sendo o jogador brasileiro mais famoso da atualidade, Neymar ganha disparado em número de seguidores, com um total de mais de 100 milhões de pessoas que acompanham tudo o que ele posta nas redes. Disputadíssimo entre os clubes europeus, o namorado de Bruna Marquezine pode voltar a fazer seus dribles na Espanha, com uma possível ida ao Real Madrid. O jogador também se mantém bem ativo em seus perfis oficiais, tendo somado 39 publicações desde o último mês, com engajamento de quase 2 milhões, somando a quantidade de curtidas, comentários e compartilhamentos sobre a vida do astro de 26 anos. Os posts com mais engajamento de Neymar no último mês mostram o jogador em campo, orgulhoso do novo uniforme do PSG, malhando pesado na academia e em um evento social, "na estica".

Gabriel Jesus, de somente 21 anos, é novato na seleção, mas não na internet. O paulistano que atualmente joga pelo Manchester City compartilhou seus momentos e pensamentos nas redes 51 vezes no último mês, ganhando de Neymar na correria "dentro de campo", mas perdendo em fama - com apenas 1,4 milhão em audiência, embora convença seu público quase tão bem quanto o artilheiro, apresentando engajamento de 1,1 milhão, ficando logo atrás de Neymar. Seus três posts com maior índice de engajamento mostram que o rapaz é devoto a Deus e grato à sua mãe, grande responsável por ele ter alcançado o status que tem hoje em dia.

Sua participação nas redes influenciou o mercado de marketing. Tanto que ele é um dos mais solicitados para propaganda nesse período.

Em terceiro lugar em engajamento, destaca-se Casemiro com 539 mil em engajamento. Defendendo atualmente o Real Madrid, o joseense teve 34 posts no último mês e conta com 5,5 milhões de fãs nas redes sociais.

Voltando ao número total de seguidores, Marcelo, que joga pelo Real Madrid, é o segundo colocado em popularidade, com quase 30 milhões de fãs ligados em tudo o que ele posta. Em último lugar no quesito popularidade vem Fred, que embora tenha apenas cerca de 16 mil seguidores, é um cara esforçado e o terceiro no ranking em número de postagens, o que revela que ele gosta de manter seu público atualizado.

Cássio e Thiago Silva, com 159 mil e 259 mil seguidores, foram os menos preocupados em atualizar as redes no último mês, deixando seus cerca de 500 mil seguidores sem nenhum postzinho sequer. Quem sabe agora, com o boom da convocação, eles passem a dar mais satisfação para seus seguidores.

Seleção Brasileira tem a maior base digital do mundo


A Seleção Brasileira, através da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) possui a maior base digital do planeta e a primeira a ultrapassar os 19 milhões de seguidores, somando os inscritos das plataformas analisadas (Facebook, Twitter, Instagram e YouTube). Nesta edição, a CBF ampliou a vantagem sobre a Federação Mexicana de Futebol (FMF), que segue na segunda posição com 18,7 milhões de seguidores. Em outubro de 2017 apenas 10 mil seguidores separavam as seleções, hoje a diferença chega a 300 mil inscritos, consolidando a seleção brasileira na liderança do ranking digital.

Completam o TOP 5 as confederações Inglesa (F.A.), com 12,9 milhões de inscrições, Francesa (F.F.F.), com 12,5 milhões de inscritos, e Alemã (D.F.B.), com 11,5 milhões. Entre as seleções do TOP 5, a federação francesa de futebol se destaca por obter a maior variação de crescimento (+9%) e a que mais somou novos seguidores no período: foram mais de 1 milhão de novos inscritos em suas redes desde outubro de 2017.

Em comparação com o levantamento anterior, houve um movimento de entusiasmo das seleções sul-americanas classificadas para a Copa do Mundo, sobretudo no Facebook. Entre as seleções que somaram mais curtidas na rede social no período estão: Peru (1º), Colômbia (2º), Uruguai (3º) e Argentina (5º). A Federação Portuguesa registrou o 4º maior crescimento no Facebook.

A seleção peruana, inclusive, foi a que registrou a maior variação de crescimento no período entre todas as seleções monitoradas. Com a classificação para o mundial após 36 anos, a FPF registrou uma variação de crescimento de 34% em sua base digital. Com isso, os peruanos ultrapassaram Bélgica e Japão, alcançando a 12ª posição do ranking.

Por outro lado, a seleção norte-americana de futebol (U.S. Soccer) manteve a 8ª posição no ranking, mas como possível efeito da não classificação para o mundial, as contas de mídia social dos norte-americanos, combinadas, ficaram praticamente estagnadas e evoluíram apenas 1% no período, menor variação entre as seleções do TOP 10.

"Há um mês para o início da Copa do Mundo, as promoções dos patrocinadores do evento e da seleção brasileira seguem a todo vapor e certamente as plataformas digitais serão parte fundamental de suas estratégias de ativação e conexão com os torcedores. Nesta iminente batalha das marcas, serão vitoriosos os patrocinadores que executarem de forma efetiva o real time marketing, adequando seus conteúdos e compartilhando o mesmo sentimento da população, e certamente ganharão a empatia e o engajamento dos brasileiros", afirma José Colagrossi, diretor executivo do IBOPE Repucom.

No Twitter, Brasil é 3º  que mais fala em Copa


A poucos dias do início da #Copa na Rússia, o Twitter fez um levantamento para mostrar como andam as conversas em torno do assunto na plataforma. O Brasil é o terceiro país do mundo que mais tem Tweetado sobre #Copa desde dezembro de 2017. Em primeiro lugar em volume de conversas a respeito do assunto está o Japão, seguido pela Arábia Saudita. Em quarto lugar está a França, e na sequência vêm Estados Unidos, Argentina, México, Reino Unido, Coreia do Sul e Espanha.

De acordo com dados globais, os jogadores mais mencionados em conversas a respeito do mundial desde dezembro do ano passado foram o português Cristiano Ronaldo (@Cristiano), o argentino Lionel Messi, o egípcio Mohamed Salah (@MoSalah), o brasileiro Philippe Coutinho e o francês Paul Pogba (@paulpogba).

As seleções mais comentadas em Tweets relacionados a #Copa, também segundo dados globais, foram Japão (@JFA), Estados Unidos* (@ussoccer), Argentina (@Argentina), México (@miseleccionmx; @miseleccionmxEN) e França (@equipedefrance; @FrenchTeam). O Brasil (@CBF_Futebol) aparece em sétimo lugar, atrás da Alemanha (@DFB_Team_EN; @DFB_Team) e à frente de Espanha (@SeFutbol), Peru (@SeleccionPeru) e Chile* (@LaRoja).

A convocação dos jogadores que vão compor o elenco do Brasil no próximo mundial, na Rússia, realizada esta semana, foi tema de milhares de conversas no Twitter no Brasil. Entre os jogadores convocados, Taison, Fagner e Cássio foram os mais comentados na plataforma, seguidos por Geromel e Fred. Os dados consideram conversas no Twitter no Brasil entre 13h e 15h30 da segunda-feira (14). Entre os jogadores que não foram convocados pelo técnico Tite, Luan e Arthur (@arthurmeloreal?), ambos do Grêmio, foram os mais lembrados em Tweets relacionados ao assunto.

As seleções de Estados Unidos e Chile não disputarão a Copa do Mundo, mas estão entre as seleções mais comentadas em Tweets relacionados a #Copa.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte