A bola vai rolar

Publicação: 2018-01-12 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O Estadual do Rio Grande do Norte começa amanhã e vem com o sistema de pontos corridos, o que é o mais justo no futebol. A fase que começa neste sábado, é a Copa Cidade do Natal, disputada em turno único com todas as equipes jogando entre si, no chamado jogo de ida. Quem somar mais pontos ao final da fase será considerado o campeão e garante vaga na final do Estadual e uma vaga na Copa do Brasil 2019.

A bola vai rolar I

A segunda fase, que corresponde aos jogos da volta, a Copa Rio Grande do Norte será disputada nos mesmos moldes da primeira parte da competição. Quem somar mais pontos é campeão com vagas na final do Estadual e uma vaga na Copa do Brasil 2019.

A bola vai rolar II
Caso uma mesma equipe conquiste as duas fases, a Copa Cidade do Natal e a Copa Rio Grande do Norte, logicamente ficará com o título Estadual sem a necessidade de finais.

A bola vai rolar III
Havendo a necessidade de finais, será disputada em dois jogos, com mando de campo da segunda partida para a equipe que tiver conquistado o índice técnico em toda a competição, somados os pontos ganhos obtidos na Copa Cidade do Natal e na Copa Rio Grande do Norte.

Tem favorito?
Eu penso que sim, que ABC e América sempre são favoritos no Estadual e quando um dos dois não chega é sinal de alguma tipo de anormalidade. Poderia fazer média e dizer aqui que o campeonato deve ser equilibrado, que é difícil apontar favoritos, mas não. Na minha opinião, a dupla ABC e América é sim favorita na briga pelo título.

Podem surpreender
Fora a dupla ABC e América, qualquer um dos outros cinco participantes pode surpreender, mas vejo o Globo, que vem com uma base consolidada e embalado pelo acesso para a Série C, e o Santa Cruz montou este ano um time mais forte do que o de 2017 e trouxe um treinador experiente e competente, o Fernando Tonet e os dois vem para a briga pelo “bolo” dos três primeiros.

Potiguar e Baraúnas

Apesar das dificuldades e indefinições – não são novidades – Potiguar e Baraúnas sempre endurecem ao longo da competição. O Potiguar repatriou o treinador Mastrilo Veiga, o Baraúnas aposta em Agnaldo Fidélis, e ninguém pode negar a força da dupla mossoroense quando se trata de Estadual.

Incógnitas É assim que vejo o ASSU do treinador Neto Mathias que herdou a vaga do Globo na Série D e o Força e Luz, de Higor César, campeão da Segunda Divisão.

Ranielle Ribeiro

Terminou a Série B sem pressão, já que pegou o barco andando e já naufragado no rebaixamento. Agora vai ser diferente, vai ter que mostrar serviço e principalmente resultados. Não adiante dizer hoje que o principal desafio de Ranielle é levar o ABC de volta para a Série B. O correto é dizer que o trabalho no Estadual e na Copa do Nordeste é que vai ditar o futuro dele no alvinegro. Eu vejo Ranielle como um treinador promissor, que apesar da pouca experiência conhece do trabalho de campo.

Leandro Campos Depois de fracassar na Série D do ano passado, foi “bancado” pela direção do América, teve dois meses de pré-temporada e participação na montagem do elenco, o que são fatores importantes e que justamente vão pesar na hora das cobranças, caso o time rubro não confirme o favoritismo no Estadual. Veja que para garantir a Copa do Nordeste ano que vem, um dos grandes objetivos do presidente Eduardo Rocha, o América tem que ser Campeão Estadual, ou então, disputar a fase preliminar da Copa NE caso o ABC seja o campeão. O Estadual é que vai ditar o futuro de Leandro no time rubro.

Olho no apito O trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Coronel Ricardo Albuquerque na presidência da Comissão Estadual de Arbitragem da FNF vem apresentando reflexos dentro de campo nas últimas edições do Estadual e a expectativa é que agora em 2018 não seja diferente.

Olho no apito I A CEAF/RN tem pautado pela constante atualização e aperfeiçoamento teórico e prático, e recentemente o destaque ficou para a assistente Edilene Freire que nos testes físicos atingiu os índices masculinos e está credenciada para atuar em todas as competições profissionais da CBF, um ganho importante para ela como profissional e para a arbitragem potiguar de um modo geral.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários