A copa dos empregos

Publicação: 2011-02-20 00:00:00 | Comentários: 1
A+ A-
Felipe Gurgel - Repórter

Quem esteve em Natal, durante a última semana, em visita relâmpago, foi o Ministro dos Esportes, Orlando Silva. A mando da presidenta Dilma Roussef, o chefe federal dos esportes está visitando todas as cidades-sedes da Copa do Mundo de 2014, que vai ser disputada no Brasil. A expectativa, de acordo com Rosalba Ciarlini é de que mais de 10 mil pessoas sejam contratadas nos próximos anos, para trabalharem nas mais diversas áreas, gerando emprego e renda.  “Estamos definindo a preparação de mão de obra. Inicialmente, vamos ter recursos para acolher cerca de 10 mil trabalhadores para as necessidades da Copa. Tudo está encaminhado”, revelou Rosalba

Além das obras de construção do estádio Arena das Dunas, as intervenções no trânsito, com serviços para a melhoria da mobilidade urbana vão abrir vagas de trabalhoSe a desconfiança pairava nos políticos potiguares, a visita de Silva trouxe um pouco de calma, ao já tão conturbado projeto da Arena das Dunas e as obras de infraestrutura que Natal precisa realizar para continuar como sub-sede do Mundial. “A presidenta disse que é fundamental o monitoramento dos parceiros, o Rio Grande do Norte está colaborando bastante e é nossa meta instalar equipes locais do ministério para ficarmos mais perto”, disse Orlando.

Na reunião, que contou com a presença, além da governadora Rosalba Ciarlini, do secretário da Secopa, Demétrios Torres, e dos deputados federais, Henrique Eduardo Alves, Rogério Marinho e Fábio Farias, a chefe do executivo estadual se mostrou bastante entusiasmada com o que foi dito por Orlando Silva. “Tivemos  na reunião representantes de federações esportivas, ministério, câmaras municipais e Assembleia Legislativa. Devemos trabalhar unidos em prol do Estado. Natal será a sede mais bonita e mais encantadora da Copa 2014. Vai ser a sede que mais vai cativar os visitantes”, afirmou Ciarlini.

O deputado Henrique Eduardo Alves deixou o encontro empolgado como o futuro de Natal dentro do Mundial. E revelou que a capital do Rio Grande do Norte vai batalhar para não ser apenas uma sede. “Natal vai ser a sede mais bonita da Copa! Só nos resta agora lutarmos para sermos a sede de abertura”, empolgou-se.

Nem só de confiança foi pautada o encontro. Algumas cobranças foram feitas por Orlando Silva, como obras de mobilidade e o início da construção da Arena das Dunas. Mas, mesmo com o cronograma aperta, o ministro reafirmou que Natal é sede do Mundial e que a posição do Governo Federal, em manter a capital do Rio Grande do Norte na Copa do Mundo, não vai mudar. “ Natal pode ter confiança. As cidades foram escolhidas levando em consideração critérios técnicos que são atendidos aqui. Das obras eu vejo que algumas já começaram e outras já estão com data para começar, não há o que temer”, afirmou.

Investimentos na área de segurança, saúde e mobilidade urbana foram conversados com o Ministro dos Esportes.“ Já estamos com recursos assegurados para as obras de mobilidade, mesmo aqueles projetos que não estão envolvidos com mobilidade diretamente, mas que sejam estruturantes para a cidade, já dispõem de recursos, como as obras de saneamento básico. Formamos uma comitê gestor de meio ambiente e sustentabilidade, que já está trabalhando e mantendo contatos com empresas do exterior, que vão nos dar apoio para que Natal faça uma copa verde”, revelou Rosalba.

Na área de segurança pública, projetos estão sendo elaborados para que os turistas, que vão visitar Natal na época da Copa do Mundo, tenham tranquilidade dentro da cidade. “Estaremos encaminhando, nos próximos dias, para a secretaria de segurança pública, todo o nosso planejamento visando o Mundial.  O órgão já está fazendo estudos, mapeando tudo, levantando todas as questões que vão ser necessárias para podermos planejar bem. Estamos definindo também a preparação de mão de obra”,  afirmou.

A questão cultural não ficou de fora da reunião da Copa. “Temos que construir parque temáticos em Natal. O turista vai vir para a cidade, não só para assistir os jogos. Temos que nos preparar para receber os visitantes. Vamos elaborar projetos culturais”, finalizou.

Expectativa gira em torno da Arena

A expectativa agora gira em torno do edital de licitação para as obras da Arena das Dunas. No próximo dia 2 de março, vai acontecer a abertura dos envelopes com as proposta para a construção do novo estádio. Na primeira vez que uma reunião dessa foi marcada, no dia 24 de novembro de 2010, nenhuma das cinco empresas que retiraram o edital, compareceram, alegando custo muito alto para a demolição do Machadão e Machadinho e a consequente construção da nova praça esportiva de Natal, que vai servir de palco para os jogos do Mundial de 2014.  Mas, de acordo com o secretário da Secopa, Demétrios Torres, 28 empresas já se mostraram interessadas no novo edital, que enxugou em R$ 20 milhões o custo da obra, passando dos R$ 400 milhões iniciais, para R$ 380 milhões.

“Pelo menos seis dessas empresas estão entre as principais do Brasil. Teremos trinta meses para a obra. Isso será tempo suficiente, pois muita coisa é pré-moldada. O máximo que pode acontecer é Natal ficar de fora apenas da Copa das Confederações, que vai acontecer em 2013”, explicou Demétrios Torres.

A governadora Rosalba Ciarlini afirmou que o Estado vem fazendo de tudo para que as empresas interessadas tenham segurança para investir na construção da Arena das Dunas. “Queremos que haja a maior disputa possível. Temos que garantir segurança aos interessados, para que eles possam chegar aqui e construir o nosso estádio”, finalizou a chefe do executivo Estadual.

Bate-papo

» Orlando Silva - Ministro dos Esportes

Qual o resultado final dessa visita a Natal?

Saio muito feliz, depois de conversar com a governadora Rosalba Ciarlini e a prefeita Micarla de Sousa. As duas me passaram muita confiança, em relação aos preparativos da cidade de Natal para receber um Mundial da Fifa. Recebi notícias de que, nos próximos dias, vão começar obras de mobilidade urbana, intervenções que vai facilitar o transporte durante a Copa. Nas próximas semanas o edital do aeroporto de São Gonçalo deve ser publicado e por fim, o mais importante, que é a Arena das Dunas. Espero que esse processo de contratação seja finalizado dentro do prazo, para que possamos comemorar o estádio de Natal como um dos mais belo da Copa no Brasil.

Qual o teor da conversa com os políticos do Rio Grande do Norte?

Olha, nós estamos atentos. Percebi, que mais atento do que o Governo Federal, estão os Governos Estadual e Municipal. Nos transmitiram confiança e determinação em fazer de Natal uma cidade preparada, eficiente para que o Mundial aconteça sem nenhum sobressalto. O Brasil tem regras. Nós assinamos, no começo do ano passado, uma matriz de responsabilidades, selecionamos projetos de infraestrutura. De lá para cá, nos envolvemos com projetos para contratar financiamentos, licitar projetos, licitar as empresas que vão executar concretamente. Diria que 2011 é um ano decisivo e senti que Natal está bem preparada, para cumprir este ano, todos os desafios da Copa.

Natal e São Paulo são as cidades mais atrasadas em relação as obras para a Copa de 2014. A situação de ambas é a mesma?

 Nenhuma cidade tem a situação idêntica. Cada cidade tem desafios distintos, problemas,  como aeroporto, estádio, trânsito.  Então, esses problemas são desiguais. Agora, o que para mim é definitivo é que a Fifa, quando escolheu as 12 cidades para a Copa, levou em conta alguns critérios técnicos. E Natal entrou, porque cumpriu com todos os critérios que a Fifa exigiu e estabeleceu. Na minha percepção, a cidade tem que ter mais confiança. Espero que Natal e o Rio Grande do Norte estejam confiantes de que podem fazer. Particularmente, tenho muita confiança que Natal deve ser uma das principais sedes do Mundial.  Agora, temos que trabalhar. Isso vale para todas as cidades, seja São Paulo, Natal, qualquer uma que tenha sido escolhida, inclusive o Governo Federal. Creio que a palavra do momento é: confiança.  Natal tem que ser confiante de que cumprirá todos os compromissos e a Copa fará daqui, um lugar de celebração do mundo inteiro pela diversidade de  países que estarão aqui, pela acolhida do povo. Tenho certeza de que tudo vai sair bem em Natal.

O fato de Natal não ter obras sendo desenvolvidas, preocupa?

Existem cronogramas e roteiros que precisam ser cumpridos. Algumas obras de mobilidade urbana já começaram, aqui em Natal. O edital já tem data marcada para a abertura das propostas. É importante cumprirmos o cronograma. Confio, pela palavra dos políticos daqui, que tudo será feito dentro dos prazos. Vou comunicar a presidenta Dilma Roussef e transmitir essa confiança que aqui colhi.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários

  • erivan_cruz25

    Os senhores ainda acreditam que Natal vai ser Sede da Copa de 2014? Eu só acredito quando vir o Machadão e Machadinho cairem.Esperemos que Deus nos ajudem para que isso aconteça.