e-turismo
A dinâmica do Turismo
Publicado: 00:00:00 - 24/12/2021 Atualizado: 21:36:32 - 23/12/2021
Antonio Roberto Rocha 
antonioroberto@tribunadonorte.com.br

O Turismo e o comportamento do consumidor são dinâmicos e podem ser impactados a cada mudança de cenário. Além da abertura de fronteiras, oscilação cambial, panorama pandêmico, outros fatores podem trazer movimento para os indicadores das pesquisas. Nas últimas semanas, dois temas estiveram em evidência: mudanças climáticas e sustentabilidade e a identificação da variante Ômicron. 

Afinal, diante de tantos desafios decorrentes da pandemia, como o consumidor e o setor de turismo estão inserindo a sustentabilidade no seu dia a dia? A variante Ômicron já trouxe impactos para as vendas de viagens? Esses são os temas centrais do mais recente Boletim Mensal Braztoa, estudo realizado por meio de parceria entre a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa) e a UP Soluções. O objetivo é gerar inteligência de mercado a partir de informações das associadas.

Orientação - Diante da nova variante Ômicron, 88% das operadoras sinalizaram que o impacto inicial ficou no âmbito das informações e pedidos de orientação, o que reforça seu papel de levar informação atualizada e de qualidade aos viajantes para uma tomada de decisão mais assertiva. Em novembro, 42% das empresas não receberam solicitações de reagendamento e 60%, não foram acionadas para cancelamentos.

O mesmo se observa nas buscas para o Carnaval e Réveillon, já que, apesar do anúncio do cancelamento das festas tradicionais em diversas cidades, 16% das operadoras não receberam pedidos de reagendamento, 46% tiveram um impacto baixo neste quesito, e 53% não tiveram solicitações de alteração de destino ou serviço.

Faturamento - Voltando os olhares para o desempenho das operadoras em novembro, 56,5% alcançaram 50% ou mais do faturamento pré-pandemia, 5% a mais que no mês anterior, enquanto 43,5% ainda trabalham para alcançar 50% do que venderam em 2019. Já 94% das operadoras realizaram vendas para destinos internacionais.

Além disso, em outubro, 80% dos embarques nacionais foram de novas vendas e, no internacional, 75% dos embarques vieram de vendas novas, o que reforça a credibilidade das operadoras, entregando o contratado, além de evidenciar o protagonismo das novas comercializações.

Natal em 1º - O mercado nacional segue representando a maior parcela das comercializações e o Nordeste se mantém como região mais vendida. No ranking dos destinos, o primeiro lugar ficou com Gramado e Natal. Em segundo aparecem Porto de Galinhas e Rio de Janeiro e, em terceiro lugar, estão Maceió e Fortaleza. 

Sobre a data de realização das viagens nacionais comercializadas em novembro, 19% das vendas foram para embarque no próprio mês e 22,7% para embarques em dezembro de 2021. Outros 43% das vendas se realizarão no 1º semestre 2022 e 15% se concretizarão no 2º semestre do próximo ano ou depois.

EUA ganham - No internacional, América Central, Caribe, Europa e América do Norte foram as regiões mais vendidas. O destino mais comercializado pelas operadoras nacionais foi Estados Unidos, com ênfase em Nova York, Orlando e Miami, em segundo lugar ficaram Cancún, Dubai e Egito e, em terceiro lugar, Portugal, França e Canadá.

Em relação aos embarques internacionais, os números mostram que houve um aumento na antecedência da compra, já que apenas 10% das vendas foram para embarques ainda em novembro, 16% para dezembro, 46% para o primeiro semestre de 2022 e 28% para o 2º semestre de 2022.

Turismo e Sustentabilidade - Eles caminham juntos. Afinal, o futuro depende da adoção de práticas sustentáveis em todos os setores, equilibrando a saúde financeira, social e ambiental do segmento e do país. A pesquisa revela atenção a temas globais contemporâneos e fundamentais para um turismo mais sustentável. Segundo o Boletim Mensal Braztoa de novembro, 47% das operadoras afirmam que as ações de sustentabilidade estão similares a 2020 e 41% apontam para avanços.

Entre os fatores que mais motivam as ações e implementações sustentáveis, a proteção do meio ambiente sai na frente, com 25%, seguido do item melhoria da sociedade, com 22%. Fica evidente a importância dos destinos e seus atrativos naturais, matérias primas turísticas, além das pessoas e das comunidades visitadas, que desempenham um papel crucial para que as experiências proporcionadas sejam memoráveis.

Energia e água - No pilar ambiental, as ações mais desenvolvidas pelos associados da Braztoa são economia de energia (65,8%), água (64%) e redução do consumo de plásticos de uso único (61,9%). Em contraponto, um tema extremamente atual, que é a redução da pegada de carbono, ainda é um desafio que precisa ser trabalhado com mais afinco e aparece com 38,4%.
A valorização dos aspectos relacionados à sustentabilidade entre os consumidores aparece entre baixa e média. As alterações de comportamento do cliente ligadas à sustentabilidade na pandemia ainda não se mostram muito claras para as empresas, já que 42% não conseguem avaliar esse aspecto ainda. Quando o assunto é a comunicação com o consumidor, a transparência, empatia e responsabilidade estão em primeiro lugar, seguidas da garantia de uma entrega adequada para cada perfil.

Igualdades - Em relação ao lado social, destacam-se a promoção da igualdade racial (83,2%), igualdade de gênero (80,6%), realização de treinamentos e qualificação da equipe (75%) e implementação de medidas para equilibrar o trabalho e a vida pessoal dos colaboradores (70%). A seleção de fornecedores que demonstram responsabilidade social já aparece entre 62% dos associados. A inclusão de pessoas com deficiência (50,8%) figura como quesito que merece atenção para ganhar mais protagonismo.

O viés econômico foi o que teve os maiores e mais homogêneos resultados, com destaque para a escolha de fornecedores que demonstrem capacidade de entrega (86,8%), utilização de modelos comerciais saudáveis (82,5%), aplicação e estratégias para manutenção no mercado nos próximos cinco anos (76,8%). O foco na gestão para atração de investimento (65,8%) aparece como ponto a ser melhor desenvolvido.

Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte