"A gente passou a buscar aumento da participação das pequenas empresas para manter a exploração ativa"

Publicação: 2017-05-21 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Bate-Papo com Clayton de Souza Pontes, Coordenador-geral do Dep. de Política de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural do Ministério das Minas e Energia.

Esse processo de desinvestimento (em áreas terrestres) ocorre em outros estados ou se resume ao Rio Grande do Norte?
Nós percebemos que a atividade de exploração e produção de petróleo e gás em terra tem tido um declínio nos últimos anos. Natural, pela vida útil dos campos. A gente percebe que isso ocorre em todas as Bacias do mundo e aqui, também, não poderia ser diferente. A Petrobras foi, por muito tempo, o único operador do país, até a abertura propiciada com a aprovação da lei 9478/97, a gente passou a buscar, com apoio da ANP, aumento da participação das pequenas empresas operadoras  para buscar manter sempre ativa, viva, a atividade de exploração de gás natural e petróleo em terra.
Clayton de Souza Pontes
Os caminhos foram abertos para a geração de outras fontes de energia?
A participação das energias renováveis é muito importante para compor a matriz energética nacional. O Brasil precisa de energia pois, quanto maior a oferta, menor o preço. Isso vai contribuir para a queda no preço da produção e competitividade do país em nível mundial.

Como está a questão do TCU em relação à venda dos campos maduros pela Petrobras?
Nós acompanhamos essa questão de longe, pois diz respeito à Petrobras perante o TCU. No nosso entendimento, eu creio que a Petrobras está tratando corretamente e está buscando melhorar o processo dela de venda dos campos de modo a obter maior transparência e melhor resultado para a empresa. Considerando que você tem lá um ativo da empresa, que é uma prerrogativa dela decidir como dispor da melhor forma e lembrando que também tem o passivo ambiental. São várias questões que tem que ser consideradas nessa decisão da empresa.

A abertura de venda desses poços maduros é para a Petrobras se concentrar em investimentos maiores?
A empresa tem focado os investimentos na produção desses campos que ela considera de maior rentabilidade. Creio que é natural também isso. Da nossa parte, do ponto de vista de Governo, é importante buscar estar contribuindo para o desenvolvimento regional e aumentar oferta nessas áreas que sejam devolvidas pela Petrobras. Buscar garantir meios para o novo operador, o novo concessionário tenha as mesmas condições de produzir e aumentar o fator de recuperação desses campos e trazer recursos econômicos e financeiros para a população, com geração de emprego e renda para o desenvolvimento regional.


continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários