Última estação de bombeamento do Eixo Norte da transposição é acionada

Publicação: 2018-08-03 17:07:00 | Comentários: 0
A+ A-
A terceira e última estação de bombeamento do Eixo Norte do projeto de integração do Rio São Francisco foi acionada nesta sexta-feira (3). A estação está localizada no município de Salgueiro, em Pernambuco, e vai permitir que as águas do rio continuem o trajeto por canais e reservatórios até o Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

A previsão é que a água comece a chegar no túnel de Penaforte, no Ceará, em setembro e, em seguida, siga para a Paraíba e depois para o Rio Grande do Norte. Em março, o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, afirmou que as águas da transposição só vão chegar ao RN, por meio do rio Piranhas-Açu em 2019. A expectativa do Ministério da Educação é que a oferta hídrica beneficie 7,1 milhões de habitantes, em 223 cidades dos três estados.
Rio Piranhas também aumentou o nível
Águas do São Francisco chegarão ao RN pelo rio Piranhas-Açu

A terceira estação (EBI-3) vai bombear o Rio São Francisco a 90 metros de altura - o equivalente a um edifício de 30 andares. Essa era a última etapa de maior complexidade do primeiro trecho (1N) do Eixo Norte. Com o acionamento da EBI-3, a previsão é que a água já chegue ao túnel Milagres, em Penaforte, no Ceará, em setembro deste ano. De lá, seguirá para atender também a população da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

Para chegar à terceira elevatória (EBI-3), em Salgueiro, as águas do São Francisco percorreram 80 quilômetros da etapa 1N, desde a captação do rio em Cabrobó. Nesta fase de pré-operação são verificados o funcionamento e eficiência de equipamentos hidromecânicos e das estruturas que conduzem as águas.

Ao todo, o trecho 1N possui 140 quilômetros, onde estão distribuídas as três estações de bombeamento (EBI-1, 2 e3). Em fevereiro deste ano, o Governo Federal acionou EBI-2, situada em Terra Nova (PE), município que já conta com o ‘Velho Chico’ para o abastecimento de 9,2 mil moradores. Além disso, outros 3,2 mil agricultores de Cabrobó (PE) também são beneficiados.

As responsabilidades quanto a distribuição da água serão divididas entre o Governo Federal, por meio do Ministério da Integração, e os governos dos estados. Cabe à União entregar a água do São Francisco aos pontos de captação inicialmente previstos nos quatro estados beneficiários - Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. Já os governos estaduais têm a prerrogativa de estudar e implementar intervenções necessárias para a chegada da água às torneiras das casas da população.



continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários