Cookie Consent
Viver
“Meu Seridó” conduz o sertão ao Riachuelo
Publicado: 00:01:00 - 01/07/2022 Atualizado: 21:38:26 - 30/06/2022
O espetáculo “Meu Seridó” traz a história dos sertões potiguares para o palco do Teatro Riachuelo nesta sexta-feira, às 21h. A elogiada peça da produtora Casa de Zoé é uma crônica leve e divertida sobre muitos dos personagens que formaram a identidade sertaneja – especificamente a do Seridó potiguar – ao longo dos séculos. É um passeio imaginário e delirante por um lugar arcaico e místico. A apresentação do espetáculo nessa ocasião faz parte do projeto Palco Natal, da prefeitura municipal. 

Brunno Martins
Peça conta de forma bem humorada e poética a origem e os costumes do Seridó

Peça conta de forma bem humorada e poética a origem e os costumes do Seridó


O “Meu Seridó” é território nostálgico de arengas e amores. Em apenas uma hora, dez mil anos passarão diante dos olhos da plateia. Universal ao falar da própria aldeia, o espetáculo versa, acima de tudo, sobre o mais atual (e eterno) dos temas. Trata da relação do homem com a terra – que neste começo de milênio chega a um grave impasse. A trama é embalada com muito humor, música e boas doses de reflexão.

A peça conta de forma bem humorada e poética a origem e os costumes de região do Seridó, utilizando um toque de teatralidade circense no formato. Personagens como José de Azevedo Dantas, Pajé Cuó, o português Rodrigo de Medeiros, Maria Paraibana e Josefa Menina são as personificações da história que transpassa o imaginário da região. A direção é de César Ferrario e a trilha sonora é assinada por Caio Padilha.

“Meu Seridó” estreou em novembro de 2017 e traz no elenco Nara Kelly, Caio Padilha, Marcílio Amorim e Titina Medeiros. A peça nasceu do desejo de Titina, nascida em Acari, de investigar e versar seu lugar de origem. No início era um espetáculo solo, possível de caber numa mala e se apresentar em alpendres e terreiros de comunidades rurais. Com a chegada do dramaturgo Filipe Miguez e César Ferrário, o espetáculo foi mudando de proposta e o que era solo passou a ser um espetáculo de cinco atores. Foram nove meses de montagem, 36 profissionais envolvidos e mais de 70 apresentações desde sua estreia. 

Serviço:
Meu Seridó. Sexta, às 21h, no Teatro Riachuelo. Ingressos a partir de R$40 (inteira) e R$20 (meia-entrada). Vendas no local ou uhuu.com

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte