A nova fase do Chinatown

Publicação: 2018-04-20 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Um dos primeiros restaurantes orientais da capital potiguar, o Chinatown vive uma nova fase, mas sem perder as raízes. Após 23 anos num shopping da cidade, a empresa – que faz parte de uma franquia pernambucana – mudou de endereço há pouco mais de um ano, e agora é um restaurante de rua, em plena Candelária. Apesar da mudança radical, quem for ao local vai encontrar tudo (quase) do mesmo jeito. Sabor e serviços à toda prova.

Clássico Yakisoba é a estrela do cardápio, mas cozinha conta com várias opções
Clássico Yakisoba é a estrela do cardápio, mas cozinha conta com várias opções

A “liga” do Chinatown se mantém pela equipe, principalmente os novos proprietários: Reginaldo Vasconcelos, que foi garçom por 23 anos, e Clóvis Marinho, que foi de entregador à gerente de compras em 16 anos de empresa. “A crise bateu, e o Chinatown não podia mais ficar no shopping. O dono não queria fechar em Natal, mas também não queria passar o ponto pra qualquer um. Nós resolvemos encarar. Quem melhor do que a gente poderia cuidar da casa?”, diz o ex-garçom.

Reginaldo e Clóvis compraram a franquia local e colocaram toda sua experiência na nova administração. Trouxeram mais sete funcionários antigos para trabalhar com eles, garantindo a afinação da equipe. O novo Chinatown é menor que o antigo, com 32 lugares, e ambientação simples. “Aos poucos vamos melhorar a estrutura, mas o cardápio e os serviços são exatamente os mesmos”, ressalta Clóvis. O serviço de delivery até foi incrementado, já que atualmente corresponde a 60% dos pedidos. “Está mais ágil, principalmente porque atendemos a todos os aplicativos gastronômicos”, enfatiza.

Reginaldo foi garçom e Clóvis Marinho atuou da entrega à gerência
Reginaldo foi garçom e Clóvis Marinho atuou da entrega à gerência

É na cozinha que o Chinatown garante sua marca. O cardápio é extenso e tem surpresas. Há uma série de “sugestões do chef”, com pratos bem diferenciados. Como o “ninho dourado”, uma cestinha de batata com frango  e camarão refogados no molho de soja; lula com carne moída; peixe com abacaxi e molho agridoce; tofu com carne moída; frango com batata ao molho de ostra e saquê; e o “feliz”, uma mistura de camarão, carnes bovina e suína, lula, ovo e verduras. Entradas: espetinho de camarão e frango, rolinhos primavera, camarão empanado, e sopas.

As variações de frango são muitas, do tradicional chop suey ao frito em pedaços (à passarinho) e com broto de bambu e cogumelos. Carnes: de bovina, destaque para a ‘jian tsu’ (fatias refogadas ao molho tao-si com cebola e pimentão), e das suínas, costeleta frita com tempero chinês e lombo xadrez com pimentão. Entre os camarões tem refogado ao molho de tomate com tofu, ao molho de gengibre, empanados, etc.

Após vários anos no shopping, o Chinatown está em novo endereço na Candelária
Após vários anos no shopping, o Chinatown está em novo endereço na Candelária

Fãs de peixe (cioba) terão da receita ao molho de soja com legumes até o frito inteiro com salada verde. Na chapa tem frango, camarão, filé de peixe e filé mignon, tudo grelhado ao molho de soja. No quesito massas, a estrela é o yakisoba, com carne, frango, camarão e legumes. Há ainda a versão bifun (macarrão de arroz). Como sobremesa, abacaxi e banana carameladas. Todos os pratos acompanham hashi, molho agridoce e biscoitinhos da sorte. O Chinatown nasceu em Recife, em 1978.

Serviço:
Chinatown. Av. Prudente de Morais, 5984, Candelária. Aberto de 2ª à 6ª das 11 às 15h, e 18 às 22h. E sábados e domingos das 11 às 22h. Tel.: 3217-2004/98800-0627. 


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários