A nova plataforma da informação

Publicação: 2015-03-24 00:00:00
Há 15 anos, a TRIBUNA DO NORTE iniciou um processo de modernização e consolidação de um trabalho planejado anos antes: a imersão na plataforma digital da informação. Do lançamento do material impresso diariamente na rede mundial, no início dos anos 2000, à atual produção de conteúdo textual e audiovisual exclusivos, o TN Online se mantém firme na liderança dos portais de notícias do Rio Grande do Norte.
A produção de conteúdo jornalístico da TRIBUNA DO NORTE chega aos leitores em plataformas online e offline. O conteúdo está disponibilizado na edição impressa, site, App e em mídias sociais
Nos últimos cinco anos, os registros no número de visitantes diários experimentou um crescimento de 63,63%. Com a criação das redes sociais, a informação se aproximou ainda mais do receptor, que pode tê-la em qualquer lugar, a toda hora. Tudo isto sem perder a principal característica do material produzido pelas equipes de jornalismo da TN: a qualidade da informação.

De acordo com o editor do TN Online, Júlio Pinheiro, o crescimento dos acessos e a consolidação do portal da TRIBUNA DO NORTE como o mais lido do estado potiguar comprovam o avanço do trabalho de repórteres, editores, produtores audiovisuais em prol do jornalismo analítico e fidedigno aos fatos.  “A notícia tem chegado muito mais rápido ao receptor. No passado, era o inverso. Ele quem procurava o que ler, do que se informar. Hoje, as informações chegam a todo momento e as opções de leitura são diversas, as plataformas estão cada vez mais integradas”, afirmou.

Numa época na qual se constroem boatos numa velocidade avassaladora, através do uso das redes sociais, conforme  recentemente vivenciado pelo natalense quando se espalharam notícias sobre atentados, arrastões e homicídios que não se confirmaram, os leitores do TN Online obtiveram informações precisas sobre o que realmente acontecia na cidade. “A credibilidade do jornal impresso, construída ao longo de 65 anos de história e o reflexo disso no portal, nos colocaram numa posição de destaque durante o dia no qual ônibus foram incendiados e uma onda de boatos tomou conta da cidade. Nós nos consolidamos, ainda mais, como fonte de informação segura”, afirmou Júlio Pinheiro.

Um portal de notícias como o TN Online abrange, não somente a versão online das edições impressas, os sites das rádios que integram o Sistema Cabugi de Comunicação, blogs, podcasts (comentários), vídeos, entrevistas, documentários, reportagens especiais, galerias de imagens e reportagens escritas exclusivamente para o site. Numa aproximação com o leitor, fotos e vídeos encaminhados através de e-mails e hashtags promocionais são veiculados no portal semanalmente.

Mídias
Utilizando a internet como uma plataforma de comunicação aglutinador de todas mídias, a TRIBUNA DO NORTE aposta não somente no noticiário factual. Nos blogs disponíveis no portal, comportamento, moda, política, ronda policial, literatura, gastronomia, saúde e entretenimento, compõem um recheado cardápio de opções com textos, imagens e vídeos de qualidade.

Vencer barreiras e integrar conteúdos são desafios diários dos que fazem da TRIBUNA DO NORTE um grande jornal. “Claro que, como em toda redação do mundo, ainda há ruídos nessa transição entre o conteúdo impresso e digital. Estamos alterando culturas de trabalho, o que não é fácil em uma redação. Mas já superamos muitas barreiras e hoje temos o foco na qualidade do jornalismo, independente da plataforma que esse material é exposto. Estamos transferindo para o nosso site, toda a qualidade e credibilidade do jornal impresso que registra a história do Rio Grande do Norte há 65 anos”, explica a editora executiva da Tribuna do Norte, Cledivânia Pereira.


Cobertura dos atentados em Natal bate recorde de audiência
A cobertura dos atentados a ônibus e motins no sistema prisional em Natal, nos dias 16 e 17  de março deste ano conseguistou recorde diário de audiência no site da Tribuna do Norte. O primeiro marco foi em 16 de março, quando a quantidade de acessos simultâneos – pessoas conectadas ao mesmo tempo no site – ultrapassou o número de 8.500.

E no dia 17, o site chegou ao pico de audiência diária de sua história: foram 282 mil acessos únicos e quase um milhão de páginas visualizadas em apenas 24 horas. Até então, a data  recorde de acessos do TN Online havia sido registrada em 20 de junho de 2013, quando ocorreram os protestos de rua daquele ano. Nesse dia, foram registrados 218 mil acessos únicos.

Recordes
Já quanto aos acessos simultâneos, o último recorde havia sido conquistado em outubro de 2014, na noite do resultado do primeiro turno das eleições, quando mais de seis mil pessoas ficaram conectadas ao mesmo tempo. “Credibilidade é a palavra que deve guiar uma cobertura como a realizada pela equipe da TN. Claro que é preciso ter agilidade na informação, essa é a primeira exigência na internet, mas nossa linha editorial é de nunca atropelar a veracidade dos fatos. É a credibilidade que traz o leitor ao site da Tribuna. Aqui, elas separam o que era boato do que era fato”, analisa o diretor de Redação da TRIBUNA DO NORTE, Carlos Peixoto.

O editor do portal complementa. “Com a febre de redes sociais e a eterna fábrica de boatos, cada vez mais a população sente a necessidade do noticiário com credibilidade, e é isso que buscamos oferecer diuturnamente. Os números mostram que estamos conseguindo”, afirma Júlio Pinheiro.

Redes sociais trazem 25% dos leitores para o site da Tribuna
Os perfis da TN nas redes sociais são ferramentas que contribuem para o crescente desempenho nos acessos. Nos dias 16 e 17 de março (quando o site atingiu recordes de acessos simultâneos e gerais),  os perfis da Tribuna no Facebook (fb.com/tribunarn), Twitter (@tribunadonorte) e Instagram (@tribunadonorte), atingiram um alcance de mais de 1,6 milhão de pessoas. No último dia 20, os perfis da Tribuna do Norte tinham 156,9 mil curtidas no Facebook, 33 mil seguidores no Instagram e 114 mil no Twitter. Em todas essas redes a TN é a empresa de comunicação potiguar que registra maior número de seguidores e interação.

E esses números influenciam diretamente na audiência do portal de notícias. Atualmente, 25% dos acessos chegam à área de notícias do site através dos perfis das redes sociais. No final de 2012, quando começou a atuação de forma estratégicas nas redes sociais,  pouco mais de 7% dos acessos vinham dessas mídias. “A tendência é aumentar na mesma proporção que aumenta a venda de smartphones. Costumo dizer que as mídias sociais são 'modernos gazeteiros' para os sites de notícias. E, não tenho dúvidas: serão as grandes janelas de entrada para os conteúdos”, analisa Cledivânia Pereira, editora executiva do jornal e uma das responsáveis pelas redes sociais da TN.

Os perfis sociais da Tribuna do Norte, inclusive, já foram usados como único meio de comunicação da empresa durante um problema técnico de comunicação. Em junho de 2014, quando as fortes chuvas provocaram a abertura de uma cratera entre Mãe Luiza e Areia Preta, o site da TN não suportou a quantidade de acessos e ficou fora do ar. Durante mais de três horas, os perfis da Tribuna do Norte foram usados para distribuir informações sobre as fortes chuvas. E quando o problema foi resolvido, o site registrou a segunda maior audiência até então. “Se alguém da equipe tinha alguma dúvida, descobriu alí que é possível, sim, fazer jornalismo sério nas redes. Tudo é tão novo, que estamos todos aprendendo isso juntos”, conclui Cledivânia.

TN Online começa 2015 com aumento de 20% dos acessos
Nos anos 90, os principais jornais impressos do Brasil passaram a seguir a tendência do que já ocorria com as empresas de mídia tradicional na Europa e Estados Unidos e começaram a distribuir seus conteúdos na internet. No Rio Grande do Norte, esse processo teve início com a Tribuna do Norte que lançou, em 1999, o site (www.tribunadonorte.com.br).

A criação de um canal multimídia, entretanto, é ainda mais recente. As primeiras ações ocorreram de forma totalmente experimental, no final de 2008, com a cobertura do Carnatal (carnaval fora de época que acontece anualmente na capital potiguar). As reportagens especiais, direto do local do evento, contemplaram a produção de vídeos, entrevistas, registros instantâneos e divulgação em “tempo real”.

Liderança
Hoje, quinze anos depois da implantação do sítio na web, a TN Online é o portal de comunicação líder em números de acessos no estado potiguar e chega a superar, inclusive, portais de maiores jornais no Nordeste, como o Diário de Pernambuco (Recife/PE) e O Povo (Fortaleza/CE). Segundo dados da Alexa.com - um serviço que mede quantos usuários de Internet visitam um sítio da web e classifica os portais de acordo com acessos - o www.tribunadonorte.com.br é o 450º site mais acessado do Brasil. O Diário de Pernambuco é o 637º e O Povo, 587º (dados colhidos em 20 de março de 2015).

E a liderança no Estado é crescente. O TN Online começou o ano de 2015 com aumento de 20% no número de acessos únicos e usuários, em comparação aos dados do início do ano passado. Entre o dia 1º de janeiro e 18 de março de 2015, foram 7,3 milhões de acessos únicos; 2,4 milhões de usuário diferentes e 25,2 milhões de páginas visualizadas. (Ver info).

Nos dias 16 e 17 de março deste ano, inclusive, o site conseguiu recordes diários de audiência: 8.500 conexões simultâneas e acessos diários (282 mil acessos únicos e quase um milhão de páginas visualizadas). Até então, a data  recorde de acessos do TN Online havia sido registrada em 20 de junho de 2013, quando ocorreram os protestos de rua daquele ano. Nesse dia, foram registrados 218 mil acessos únicos.

Modernização
Nos últimos cinco anos, o site www.tribunadonorte.com.br passou por duas reformulações: julho de 2009 e março de 2013. Esta última coincidiu com o novo projeto gráfico do jornal impresso. O objetivo é tornar a apresentação mais moderna e com algumas experiências de interação entre as duas plataformas de distribuição de conteúdo.

A edição impressa traz chamadas para elementos complementares ao assunto abordado nas páginas offline. Essas referências estão nas páginas de abertura dos cadernos das editorias e em boxes no meio das matérias. Há, também, os endereços no Twitter e Facebook na primeira página do jornal.

Em 2014, a Tribuna do Norte também disponibilizou um aplicativo (App) que não apenas reproduz o jornal impresso (como o antigo aplicativo), mas apresenta o conteúdo do site de forma adaptada aos diversos equipamentos – tablets e smartphones.

Leia também: