Política
‘Sou pré-candidato ao Governo’, diz Carlos Eduardo
Publicado: 00:00:00 - 12/08/2021 Atualizado: 00:08:41 - 12/08/2021
O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), confirmou, na noite desta quarta-feira (11), após a missa pelo centenário do ex-ministro Aluízio Alves, na Cidade da Esperança, que é pré-candidato ao Governo do Estado nas eleições do ano que vem. “Meu partido decidiu que eu devo disputar a eleição majoritária, seja ao Governo ou ao Senado. Mas, na realidade, sou pré-candidato ao Governo do RN”, disse Carlos Eduardo.

Divulgação
Carlos Eduardo afirma que é pré-candidato, mas lembra que candidatura é “uma construção”

Carlos Eduardo afirma que é pré-candidato, mas lembra que candidatura é “uma construção”


Ainda de acordo com o ex-prefeito de Natal, o lançamento de sua candidatura é uma “construção” que deverá ser consolidada com a aproximação do período de campanha para as eleições gerais de 2022.

“Isso é uma construção, não posso ser candidato só dependendo da minha vontade, nem pode ser uma cruzada ‘quixotesca’. Isso tem esse tempo todo para se conversar, formar alianças, para que possamos disputar a eleição”, disse.

Carlos Eduardo afirmou também iniciou o diálogo com possíveis aliados. “Isso está aberto para a conversa, já tenho falado com vários partidos, Cidadania, Partido Verde, MDB. Ninguém vai decidir nada esse ano, só ano que vem”, citou.

Carlos Eduardo foi candidato ao governo do Rio Grande do Norte nas eleições de 2018 e chegou a disputar o segundo turno, contra a atual governadora Fátima Bezerra (PT). O ex-prefeito de Natal recebeu 753.035 votos (42,40%). À época, ele precisou renunciar à Prefeitura da capital potiguar, que administrava desde 2016. Antes, já havia sido prefeito entre 2002 (era vice de Wilma de Faria, que renunciou) até 2009, quando foi reeleito.

“Estou preparado para governar o Rio Grande do Norte e levar o Estado ao desenvolvimento e ao progresso. Considero-me preparado para este desafio”, disse.

A respeito da gestão da governadora Fátima Bezerra (PT), o ex-prefeito de Natal disse que “faria diferente”. “Eu reformularia o Estado, reestruturava o RN para recuperar a capacidade de endividamento, faria concessões à iniciativa privada, buscaria desenvolver o RN com um projeto econômico”, citou.

Sobre a gestão da pandemia de coronavírus, Carlos Eduardo disse que a governadora “se omitiu” no começo, “mas depois se recuperou”.

“E ela está aí a frente, o dever do governante é cuidar das pessoas. Ela está trabalhando, lutando contra a pandemia, que ela tenha sucesso, porque se trata de vidas, não se pode misturar política com isso. Acredito que, no início, faltou comunicação do governo, dela, faltou comando, liderança. O governo não se comunicou nem ela apareceu para falar as coisas, orientar. Então isso foi uma deficiência, mas depois ela foi, tomou a frente”, completou.







Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte