Cookie Consent
Natal
Ação atenderá pacientes de alto risco do HUOL
Publicado: 00:00:00 - 29/08/2017 Atualizado: 22:39:13 - 28/08/2017
A iniciativa do diagnóstico precoce do câncer de pulmão é um desdobramento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) da estudante Letícia Maria Nóbrega Eberlin,  aluna do curso de graduação do curso de Medicina da UFRN. A pesquisa é orientada pelo médico e professor Carlos Alberto Araújo.

Leia Mais

O objetivo é atender pacientes de alto risco que estiverem internados ou em tratamento no HUOL. Os pacientes serão submetidos a tomografias computadorizadas de baixa com  radiação, e monitorados por três anos pela equipe médica. 

“A proposta do diagnóstico precoce do câncer de pulmão já tinha sido pensado pelo Carlos Alberto, e resolvi dar segmento à pesquisa”, afirma a universitária, que pretende investigar a incidência da patologia no grupo de risco elencado – os chamados tabagistas pesados. “São pacientes de até 75 anos com alta carga tabágica, calculada a partir do consumo diário de cigarros e a quantidade de anos que o paciente fuma ou fumou. Além dos fumantes, também vamos atender pessoas que deixaram de fumar há, no máximo, 15 anos”, explicou Letícia Eberlin.

A pesquisa irá durar três anos, e não será aberta ao público em geral por questões de logística e custo. Letícia destacou que o diagnóstico precoce reduz a incidência de morte, pois “os sintomas só costumam aparecem quando os pacientes estão em estágios avançados da doença”. Carlos Alberto contou que o diagnóstico precoce pode reduzir em até 21% a mortalidade por câncer de pulmão, de acordo com uma pesquisa feita na Europa. Letícia disse à reportagem da TRIBUNA DO NORTE que pretende se especializar em cirurgia torácica.


Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte