ABC e América empatam no Frasqueirão

Publicação: 2015-03-01 20:34:00
Em um clássico nervoso, bastante disputado e com muitas confusões nas arquibancadas, em ambas as torcidas, ABC e América não saíram do empate em 1x1, na noite desse domingo, pela sexta rodada da primeira fase do Estadual. Os gols foram marcados por Kayke, para ao Alvinegros, enquanto Emerson fez para os Alvirrubros. O resultado foi ruim para os abecedistas, que despencaram na tabela de classificação e agora e o quarto colocado, com 1 pontos, atrás da equipe americana, que se manteve líder, com 14 pontos, e Globo e Alecrim, que venceram suas partidas e agora ocupam a segunda e terceira posições, respectivamente.

Quem esperava um ABC mais retraído, se defendendo e esperando um erro do América para contra-atacar, se surpreendeu non primeiro tempo. A equipe alvinegra, jogando diante de sua torcida, foi para cima do time alvirrubro, pressionando, querendo seu gol. A primeira grande chance de gol foi dos donos da casa. Aos 15 minutos, Reginaldo chutou de muito longe, a bola desviou em Maguinho, enganou Busatto e acabou batendo no travessão, indo para escanteio.
ABC e América empatam no primeiro clássico da temporada em que os clubes completam 100 anos
A partida era jogada em alta velocidade pelas duas equipes, mas com uma marcação forte, o que impedia as criações de jogadas de ataque.
Até que as 25 minutos, Fabinho Alves fez boa jogada pela esquerda e tocou para Kayke, que da entrada da área, no meio de três jogadores americanos, conseguiu chutar para abrir o placar.

Depois do gol, o ABC cresceu em campo, dominando as jogadas de ataque e mais próximo de marcar, enquanto o América se defendia, sem conseguir agredir o gol defendido por Saulo, ainda mais depois da saída de Cascata, contundido, para a entrada de Émerson.

Mas, a vantagem do ABC acabou no primeiro minuto do segundo tempo-. Daniel Costa surpreendeu o goleiro Saulo, em cobrança de falta, a bola bateu no travessão e ficou livre para Émerson, quase em cima da linha, tocar de cabeça e empatar.

Os donos da casa sentiram o gol e ficaram acuados em seu campo, se defendendo das investidas americanas, que buscava o segundo gol e, consequentemente, a virada o marcador.

Querendo dar mais força no meio campo e velocidade no ataque, o técnico do ABC, Roberto Fonseca, colocou Sandro no lugar de Clebinho e Júlio César na vaga de Michel. Do lado americano, Roberto Fernandes promoveu a estreia do atacante Gilmar, ex-ABC, no lugar de Thiago Potiguar.

As substituições pouco surtiram efeito nas duas equipes, depois de um jogo de muita velocidade. O ABC só conseguiu uma boa chance de gol, aos 36 minutos, depois que Jandson fez uma jogada de raça dentro da área e tocou para Sandro, que chutou muito forte, para a defesa de Busatto.

Já no fim do jogo, aos 44 minutos, o ABC teve duas grandes chances de marcar seu segundo gol. Na primeira, Leandro Amaro cabeceou com força e Busatto fez a defesa parcial. A bola bateu na trave e saiu da área. Na sequência do lance, a bola acabou sobrando para Kayke, dentro da área, chutar com estilo. Busatto, atento, fez grande defesa, colocando para escanteio.

Aos 49 minutos, o ABC perdeu a bola no ataque e o América aproveitou e partiu no contra-ataque. Max recebeu livre, invadiu a área e chutou. Saulo, bem colocado, fez a defesa, para impedir que o placar fosse modificado.

Quem esteve presente no Fraqueirão foi o atacante Hernane, ex-Flamengo. O jogador foi convidado pelo ex-presidente americano Alex Padang para assistir o clássico. O atleta, que rescindiu seu contrato com o time da Arábia Saudita, vem negociando com o Santos/SP, para reforçar a equipe paulista na sequência do temporada.

FICHA TÉCNICA
ABC 1X1 AMÉRICA
Local: Frasqueirão, Natal/RN
Data: 01.03.15
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Público: 6.554 torcedores
Renda: R$ 128.495,00

GOLS:
ABC: Kayke, aos 25´do 1ºT
AMÉRICA: Emerson, 1´do 2º T

ABC: Saulo, Reginaldo, Suéliton, Leandro Amaro e Lima; Fábio Bahia, Daniel Amora, Michel (Júlio César) e Clebinho (Sandro); Fabinho Alves (Jandson) e Kayke.
Técnico: Roberto Fonseca

AMÉRICA: Busatto; Wálber, Flávio Boaventura, Zé Antônio Potiguar e Maguinho; Judson, Tiago Dutra (Álvaro), Daniel Costa e Cascata (Emerson); Thiago Potiguar (Gilmar) e Max.