ABC e América iniciam os trabalhos para próxima temporada

Publicação: 2019-11-17 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O ano de 2020 vai iniciar essa semana para os dois maiores clubes do futebol estadual. Em busca de dias melhores e mais animadores dentro do futebol, ABC e América vão dar início ao trabalho de preparação para próxima temporada, em busca de viver um ano novo bem mais feliz que a história escrita em 2019. Empobrecidos pela crise financeira, que ainda buscam caminhos para abandonar, alvinegros e alvirrubros vão apresentar as suas credenciais a partir de amanhã.

Waguinho Dias se mostra satisfeito com o elenco e promete um América com um time vibrante, buscando a vitória em qualquer jogo

Waguinho Dias e Francisco Diá vão começar a montar as suas equipes em cima do elenco que eles formaram. Em termos de planejamento, o comandante americano leva uma certa vantagem e, por isso se mostra confiante na formação de uma equipe bem competitiva, com capacidade de representar bem os clubes nas competições que terá pela frente.

Além de se mostrar satisfeito com o material humano disponibilizado pela diretoria alvirrubra, Waguinho acredita que o mais importante foi que durante as negociações, o clube conseguiu trazer peças consideradas ideais para formação de uma base forte.

“O elenco que nós estamos montando é o ideal para o América, estamos convictos do que fizemos. Todas as contratações solicitadas por mim e aquelas que me foram indicadas foram avaliadas e ocorreram através de um consenso entre os membros da comissão técnica e os responsáveis pelas negociações”, afirmou o treinador que é o atual campeão brasileiro da Série D com o Brusque-SC.

O fato de conhecer bem o objetivo da direção do América e de conhecer bem a competição nacional, fez Dias avaliar nome a nome e ver aquele que se encaixaria melhor no esquema de trabalho que pretende começar a desempenhar a partir de amanhã.

“Esse elenco tem o perfil de vencedor, é formado por pessoas que já tiveram acesso, foram campeões por onde passaram, atletas que já trabalharam  no Nordeste, que já puderam sentir o gostinho do acesso numa Série D do Brasileiro, fazem parte de um grupo de atletas que possuem objetivos na vida profissional e são jogadores que vão chegar a natal dispostos a conquistar o melhor espaço possível, não fazer turismo. A maior parte tem nessa oportunidade a chance de abrir um mercado novo no Nordeste e todos estão disposto a elevar o América a Série C, que é, no mínimo, o local que o clube deveria estar hoje”, ressaltou o comandante da equipe.

Waguinho Dias faz questão de demostrar toda confiança que coloca em cima do elenco recém-montado e que já conta com uma base boa do time campeão estadual em 2019. Por essa questão é que diz acreditar numa margem de erro muita pequena em relação as contratações, mas não descarta que ela possa ser registrada.

“Acredito que o elenco montado é do jeito que o torcedor do clube vem sonhando há muito tempo. Todos os elencos com um número muito elevado de contratações, expõe alguns jogadores a dificuldade de utilização e muitos por falta de uma oportunidade maior ou falta de sequência de jogo, talvez, não consiga desenvolver um melhor futebol. Porém eu estou reforçando que todos as contratações foram realizadas com a convicção de que estamos trazendo para o clube atletas que vão honrar a camisa, por isso estou certo que o nosso torcedor vai aprender cedo a admirar esse elenco”, frisou.

Com o cenário de crise no futebol potiguar, aquele que possui as contas equilibradas é considerado o de maior força econômica. Frente a esse prisma, o América vem sendo apontado pelos adversários como favorito a conquista do Campeonato Estadual, mas Waguinho reluta em assumir essa condição.

“Acho que temos de fazer a nossa parte, não temos de pensar como os outros. Se o América hoje é uma equipe considerada forte pelos adversários, que irão nos respeitar, nós também iremos respeitar os nossos adversários, mas entrar na disputa pensando no título. Vamos trabalhar para isso, o torcedor está do nosso lado e para manter esse quadro estamos cientes de que necessitamos de resultados. Posso adiantar que teremos uma equipe vibrante, que irá buscar sempre o gol e que vai jogar horando a camisa e sempre dando o melhor em busca de um resultado positivo. Independente do que pensam, a filosofia americana será lutar pela vitória em todo e qualquer jogo”, destacou Dias.

Com relação a formação dos adversários, o comandante americano disse ainda não ter se preocupado com esse tipo de observação, mas ressaltou que a partir de amanhã vai se preocupar mais com essa questão. Por enquanto ele vem acompanhando apenas o que está ocorrendo com o ABC.

“Como estarei chegando a Natal no dia 18, lógicos que iremos buscar maiores informações sobre os nossos adversários. Mas essas equipes ainda vão iniciar os treinos e teremos a oportunidade de buscar as informações necessárias. Até o momento ainda não preocupei com esses detalhes, confesso”, afirmou.

Alvinegro tenta ser competitivo apesar da crise
No lado abecedista o treinador Francisco Diá é um dos que vem apontando o América como o adversário a ser batido dentro do Estadual. Ele reconhece que o momento financeiro do adversário é melhor que do Alvinegro, que no próximo ano estará forçado a obedecer um projeto de contenção de despesas.

Presidente do ABC, Fernando Suassuna, saúda a nova comissão: Romildo, Francisco Diá e Tinho
Francisco Diá, Romildo e Tinho iniciam um projeto de recuperação do ABC e miram o título estadual

“Pelo fator financeiro as contratações do América possuem a faixa salarial mais alta. Eles tiraram alguns atletas que tínhamos na agenda oferecendo ao atleta o dobro do que ele ganharia aqui. Mas isso não quer dizer que nós não teremos condições de competir contra eles. Muitas vezes, dentro do futebol, folha de pagamento alta não significa muita coisa.  Eles estão fazendo uma equipe forte, muito competitiva, possuem  uma boa base, trouxeram um treinador competente, que conhece bem o mercado de atletas e isso nos dá a certeza que teremos uma competição difícil, até por que, sei que o Potiguar também está se armando muito bem”, opinou o treinador abecedista.

Mesmo trabalhando com os pés no chão, com uma folha de pagamento que atinge exatamente a metade do que o ABC gastou com o elenco na atual temporada, Diá promete uma grupo muito bem montado. Ele destaca que trabalhar com elenco barato não é novidade dentro da carreira dele.

“As equipes nas quais trabalhei antes, os cenários não foram muito diferente do que encontramos no ABC. Quando cheguei ao Icasa, onde obtive um acesso, a situação era bem semelhante e isso não impediu que nós tivéssemos sucesso. Os atletas que trabalhei na oportunidade eram desconhecidos e depois foram disputados por outras equipes. No Sampaio Corrêa fiz um trabalho idêntico de formação de elenco e no final, cinco atletas revelados na equipes foram disputar a Série A do Brasileiro. Aqui então não será diferente, será um grupo modesto em termos financeiro, porém com bastante vontade de vencer”, adiantou Diá.

Se não conseguiu montar uma base, pelos menos os três atletas apontados como mais importantes do time que disputou a Série C foram mantidos no ABC: os zagueiros Joecio e Richardson, além do atacante Wallyson, que impõe respeito a qualquer adversário.

“Conseguimos ficar apenas com três jogadores do elenco passado, justamente pela necessidade de montar um grupo praticamente todo novo é que iremos ter uma pré-temporada de 45 dias. A ideia é fechar o grupo com 22 profissionais e completar o resto do grupo com os garotos revelados em nossas bases, quero trabalhar com 27 atletas que acredito ser suficiente para disputar além do Estadual, a Copa do Nordeste e a Copa do Brasil. Nosso foco inicial é priorizar o Estadual que é para garantir o calendário de 2021. Também é importante quebrar a hegemonia do nosso rival”, disse o comandante abecedista.

A apresentação do elenco alvinegro está marcada para o próximo dia 20, ele disse não se preocupar com o enquadramento de sua equipe numa folha salarial que não pode passar de R$ 170 mil, mas prefere olhar a questão pelo lado bom, já que com o controle de gastos, o clube poderá manter o salários dos profissionais em dia, o que não deixa de ser um fator motivador nos dias atuais.

“Estamos trabalhando com os pés no chão, mas sempre no sentido de fazer um grupo competitivo, tomando como base a realidade financeira do ABC hoje. Posso garantir que bem antes do que se imagina, o nosso time estará dando alegrias a essa torcida, tenho certeza de que ele irá apoiar o nosso trabalho de recuperação desse clube”, reforço Francisco Diá.

Santa Cruz
Com a apresentação do elenco marcada para o próximo dia 2 de dezembro, o Santa Cruz anunciou os três primeiros atletas do seu novo elenco, que será comandado pelo treinador Léo Goiano. O mais recente foi Eberson, 26 anos, formado nas categorias de base do Coritiba. Ele é da categoria de atletas polivalente, autuando tanto na zaga como de primeiro homem de marcação no meio-campo.

Antes dele já haviam sido anunciados os acertos com  o zagueiro Jadson, de 19 anos, que teve uma passagem pelo Sub-20 do Palmeiras e que estava disputando a segunda divisão do Campeonato Potiguar pelo Alecrim, e do volante Bebeto, de 22 anos, que atuou pelo  Globo FC na Série C do Brasileirão.

Elencos de ABC e América para 2020:

ABC:
Goleiros: Wagner Coradin, Erivelton, Caio e Artur
Laterais: Pedro Costa (direita), Cedric (direita) e Marlon (esquerda)
Zagueiros: Joécio, Vinicius Leandro e Richardson
Volantes: Wenderson, Valderrama e Felipe Manoel
Meias: Jailson, Kaká, Dandan e Berguinho
Atacantes: Wallyson, Rodrigo Rodrigues

América
Goleiros: Ewerton e Lucas
Zagueiros: Adriano Alves, Alisson Brand, Geninho e Nilo
Laterais: Renan Luís e Michael
Volantes: Leandro Melo, César Sampaio, Judson e Juninho
Meias: Wilson, Dione, Leilson e Romarinho
Atacantes: Murici, Tiago Orobó, Felipe Augusto e Felipe Pará;






continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários