ABC: Eliminado e indisciplinado

Publicação: 2018-08-09 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Tanto o treinador Ranielle Ribeiro quanto o capitão do ABC, Felipe Guedes, acreditam que a expulsão de Anderson Pedra foi determinante para derrota que a equipe sofreu para o Náutico, fatal para acabar as chances de classificação da equipe para segunda fase da Série C. Mas a disciplina não foi um dos pontos fortes da equipe potiguar na competição, que vai se despedir da temporada como a segunda pior neste quesito.

O atacante Leandrão foi expulso em duas ocasiões no Campeonato Brasileiro da terceira divisão
O atacante Leandrão foi expulso em duas ocasiões no Campeonato Brasileiro da terceira divisão

Um levantamento dos cartões vermelhos e amarelos nas três divisões do Brasileirão, colocam ABC e Globo inclusos na lista dos oito mais indisciplinados da temporada. No caso da equipe comandada por Ranielle Ribeiro, a situação ainda é mais grave pelo fato de o Alvinegro aparecer na segunda colocação nessa lista negra da CBF.

O critério utilizado para estabelecer o ranking foi dando um peso idêntico ao da medalha de ouro nas Olimpíadas aos cartões vermelhos, enquanto os cartões amarelos serviram apenas como ponto de desempate. Pelo recorte do momento onde os clubes das Séries A, B e C realizaram em média o mesmo número de partidas dentro das respectivas competições, o Criciúma, que disputa a segunda divisão, surge como o time que mais sofreu punição, tendo recebido seis cartões vermelhos e 57 advertências por cartão amarelo.

Os abecedistas vêm na segunda posição, nessa corrida nada gloriosa. Faltando uma partida para equipe encerrar sua participação na competição nacional, até aqui os atletas do clube potiguar já sofreram seis expulsões e 43 advertências de cartões amarelos.

Mas se o torcedor pensa que o recurso dos cartões é a tentativa de uma imposição de força de clubes que estão brigando numa fase intermediária da tabela, pode se surpreender com o terceiro colocado dessa lista, ninguém menos que o Flamengo. O clube carioca já foi punido 6 vezes com expulsões e recebeu 41 cartões amarelos e vem realizando uma boa campanha, brigando pela liderança na Série A.

Do quarto colocado em diante todos têm o mesmo número de expulsões, o que define o desempate continua sendo o número de cartões amarelos. O Sampaio então surge na quarta colocação com 53 cartões amarelos.

Na sequência vem o Boa Esporte que recebeu 50 amarelos e na sexta colocação aparecem, empatados em tudo, Globo e Vasco da Gama, cada um com cinco vermelhos e 44 amarelos. O Náutico fecha a lista dos mais indisciplinados da temporada, com 37 cartões amarelos somados a cinco vermelho.

Felipe Guedes falou do prejuízo em o ABC ter sido obrigado a atuar com um jogador a menos, a partir dos 15 minutos do segundo tempo, o que complicou as ações da equipe, que segundo ele, estava melhor em campo. Ele também creditou a situação a um lance que pode ocorrer numa partida, fazendo questão de afastar também qualquer responsabilidade de Anderson Pedra no resultado que eliminou o ABC.

“Estávamos fazendo uma partida equilibrada, mas veio a expulsão e complicou muito. Não vamos culpar o nosso companheiro, mas com um a menos ficou ainda mais difícil. Tentamos, lutamos, mas o Náutico soube aproveitar a superioridade numérica”, ressaltou.




continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários