ABC fica no 0 a 0 com o Coruripe, no Estádio Frasqueirão

Publicação: 2020-10-26 17:10:00
O ABC ficou no 0 a 0 com o Coruripe/AL, na tarde desta segunda-feira (26), no Estádio Frasqueirão, pela Série D do Campeonato Brasileiro. Na próxima rodada o Alvinegro volta a jogar em casa e recebe o Potiguar/M.

O Alvinegro dominou todo início de primeiro tempo. Com marcação pressão e muita posse de bola, o time de Francisco Diá só pecava não última bola, errando a conclusão e o passe final.
Créditos: Adriano Abreu
Logo com quatro minutos veio a primeira chance abecedista. Ivanaldo recebeu na entrada da área, livrou-se de dois zagueiros e chutou na diagonal. A bola assustou o goleiro Alexandre.

Aos 12 minutos Ivanaldo voltou a aparecer. O camisa 26 recebeu no lado esquerdo, avançou, mas não achou opção na área e decidiu arriscar. A bola bateu na rede pelo lado de fora.

A armação tática abecedista permitia uma superioridade muito grande do time da casa. A posse de bola do ABC beirava os 70%. A marcação pressão deixava o Coruripe sem opções. No entanto, a equipe potiguar não conseguia transformar toda essa vantagem em lances de gol. Os erros se sucederam no último passe e parecia faltar alguém na área para concluir quando as bolas vinham para a grande área cruzadas normalmente pelo Pedro Costa, que tinha liberdade.

Preocupado justamente com esse setor do campo, o técnico substituto, Paulo Sérgio (Elenilson Santos foi expulso no jogo anterior) recuou um dos volantes para a linha da grande área e diminuiu os espaços.

Com menos opções, o jogo caiu de produção e, aos 45 minutos veio a primeira conclusão do Coruripe. Uma bola na área que acabou sendo chutada por Gabriel e assustou o goleiro Rafael. Depois disso, nada mais foi produzido e a etapa inicial terminou mesmo 0 a 0.

Sem muitas opções no banco de reservas, o técnico do ABC, Francisco Diá optou porcina mudança tática. Ele centralizou João Paulo e abriu Ivanaldo pela direita com Kesley pela esquerda.

No entanto, foi o Coruripe quem ameaçou primeiro. Aos 3 minutos de bola rolando, em cobrança de falta pela esquerda a bola foi alçada na área. O zagueiro Marcelo subiu sem marcação e acertou uma bela cabeçada. O goleiro Rafael saltou e fez uma grande defesa, salvando o ABC.

Aos 11 minutos o lance que desequilibrou o Alvinegro e equilibrou a partida. Em um contra-ataque rápido, João Paulo sentiu uma fisgada na coxa e deixou o gramado, obrigando o ABC a mudar, diminuindo muito a criação no meio de campo e abrindo espaço para o crescimento do time alagoano, que passou a ameaçar.

O time potiguar passou a viver da força e não mais do jeito. Dessa forma a pressão acontecia, mas lances reais de gol foram raras e a partida terminou mesmo num 0 a 0 sem graça.