Cookie Consent
Esportes
ABC sofre gols no fim e leva virada do Botafogo-PB no Frasqueirão
Publicado: 18:15:00 - 19/05/2019 Atualizado: 18:36:33 - 19/05/2019
Sofrendo dois gols em cinco minutos na reta final de partida, o ABC levou uma virada de placar do Botafogo-PB, neste domingo, no Frasqueirão (1 a 2) e recebeu um duro golpe na partida que marcou a estreia do treinador Sérgio Soares no comando da equipe potiguar. Os gols foram marcados todos no segundo tempo, com Hélio Paraíba para os donos da casa e Dico e Kelvin para os visitantes, que até então não haviam vencido no Brasileirão, acumulando apenas uma série de empates.

Magnus Nascimento
Kelvin marcou o gol da vitória no final do jogo do time paraibano

Kelvin marcou o gol da vitória no final do jogo do time paraibano

Kelvin marcou o gol da vitória no final do jogo do time paraibano

Leia Mais


A partida iniciou com as duas equipes brigando muito por espaço, mas equilibrada. Porém foi o ABC quem criou as primeiras oportunidades perigosas. Na primeira após um cruzamento que Hélio Paraíba, apesar de subir livre, acabou mandando a bola por cima. No minuto seguinte Valdemir descolou um belo passe para Anderson, que entrou na área e vendo a aproximação do companheiro Anderson Rosa, tocou para o camisa dez, que bateu torto e desperdiçou uma bela chance.

Apesar dos sustos, o time paraibano não recuou e manteve o equilíbrio da situação dentro de campo, mas sem conseguir levar muito perigo ao gol abecedista, apesar de atuar com dois homens de área: Nando e Felipe Alves.

Mas a marcação continuou pesada de lado a lado, não havia brechas para as jogadas pelas extremas e com o meio-campo congestionado, as alternativas eram as bolas esticadas da defesa para o ataque, o que falicitava ainda mais a interceptação das jogadas.

Mas numa dessas ligações, o Botafogo dobrou  a marcação em cima de Jonathan, que perdeu o domínio da bola para Juninho, ele chutou, Ivan salvou e a bola sobrou livre para Felipe Alves, que para sorte dos potiguares, isolou a chance de abrir o placar.

Jefinho entrou no lugar de Luan no segundo tempo e em alguns segundos em campo, fez mais que o companheiro nos primeiros 45 minutos. Ele quase abriu o placar no primeiro toque na bola, mas o goleiro abafou o lance. Mas o Botafogo respondeu e criou duas boas chances, porém não deu direção aos chutes.

Magnus Nascimento
Helio Paraíba comemora gol do ABC

Helio Paraíba comemora gol do ABC

Helio Paraíba comemora gol do ABC

A partida ficou mais França na etapa final, as equipes partiram em busca da vitória. O goleiro Saulo salvou os paraibanos numa defesa sensacional, após um chute de Hélio Paraíba, que estava na cara do gol.

Mas o ABC insistiu no ataque, pressionou até que Felipe Guedes, aos 39 minutos, descolou um belo cruzamento para Hélio Paraíba, ganhar do zagueiro e colocar no canto esquerdo de Saulo, que dessa vez não teve como obrar um novo milagre e impedir o gol.

O ABC que vinha perfeito na defesa, sofreu um apagão coletivo aos 42, quando após uma cobrança de lateral, Maurício tentou cortar, não conseguiu, Jonathan veio em seguida falhou, depois a bola passou pelo goleiro Edson e sobrou livre para Dico apenas empurrar para o fundo da rede e decretar a igualdade no marcador.

O lance pareceu um castigo para Sérgio Soares que contrariando sua visão de futebol ofensivo, tirou o atacante Hélio Paraíba e colocou o volante Anderson Pedra, numa atitude clara de quem deseja assegurar a vantagem.

Mas o pior ainda estava por vir, com a ansiedade de buscar a vitória, o time potiguar sofreu um contragolpe fatal, quando o ex-abecedista Erivélton desceu em velocidade pela direita e cruzou na medida para Kelvin bater e marcar o gol da virada aos 48 minutos. Transformando aquilo que seria uma festa em mais uma noite de protesto na arquibancada do Frasqueirão.

Ficha Técnica

ABC: Edson, Ivan, Maurício, Joécio e Jonathan; Valdemir, Guedes e Anderson Rosa; Anderson (Bóris Sagredo), Hélio Paraíba (Anderson Pedra) e Luan (Jefinho). Técnico: Sérgio Soares.

Botafogo-PB: São, Neilson, Lula, Fred e Israel; Rogério, Wellington César (Kelvin), Juninho e Claiton (Erivélton) Felipe Alves (Dico) e Nando. Técnico: Evaristo Piza.

Árbitro: Ronei Cândido Alves (MG)

Gols: Hélio Paraíba/ABC (30’/2°T), Dico/BOT (42’/2°T), Kelvin/BOT (48’/2°T)

Público: 4.109 torcedores

Renda: R$ 47.380,00

Local: Estádio Frasqueirão




Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte