ABC usa vídeo para apresentar Francisco Diá como novo treinador do clube

Publicação: 2019-09-21 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Dez dias após se reunir com o presidente Fernando Suassuna, o treinador Francisco Diá acabou sendo confirmado como comandante do ABC para temporada de 2020. A chegada do comandante potiguar que realizou bons trabalhos em outros centros e que, em 2010, levou o Alecrim ao Acesso para Série C do Brasileiro, foi uma escolha pessoal de Suassuna, que ao falar sobre a chegada do profissional, destacou que o mesmo possui o perfil que a diretoria buscava: técnico com acesso, pessoa de confiança e que sabe trabalhar com elencos baratos, mas competitivos.

Francisco Diá teve a contratação confirmada através de vídeo
Francisco Diá teve a contratação confirmada através de vídeo

O anúncio oficial da contratação do novo treinador foi realizado através de um vídeo, produzido pela equipe de comunicação do clube, onde antes de se apresentar Diá narra as belezas de alguns pontos turísticos natalenses, até chegar ao Frasqueirão e se apresentar. Ele terá como auxiliar Eduardo Bahia e a apresentação está marcada para próxima terça-feira.

Em um ano cujas projeções apontam para dificuldade nas finanças e um investimento bastante reduzido na área do futebol, Fernando Suassuna acredita ter encontrado o melhor nome para questão da formação do novo elenco. De tão grande que é a dificuldade, a direção do clube não pretende sequer manter a espécie de espinha dorsal de uma equipe, como vinha fazendo nos três últimos anos.

Os laterais Ivan, Guilherme Santos e Evandro, os zagueiros Richardson e Joécio, os volante Caio César e Adrian, os meias Dione, Anderson Rosa e Xavier, além dos atacantes, Jefinho, Lohan e Tito já acertaram suas rescisões. Guedes foi emprestado para um clube da Série B e, quando retornar, uma vez que o contrato com o Alvinegro vai durar até o final da atual temporada, também deve ser liberado. Nem o atacante Wallyson, ídolo da torcida e que já acenou com o desejo de prorrogar o contrato com o ABC, está garantido.

Com o futuro traçado dentro do campo técnico, onde foi rebaixado para Série D do Brasileiro, o clube move uma ação contra o Treze-PB, tentando fazer o clube paraibano ser punido com a perda de pontos, para assim modificar a ordem dos clubes rebaixados dentro do grupo A da Série C, puxando o Treze para zona de degola e escapando do descenso pelas vias judiciais.

Um exemplo do que está por vir no julgamento desse caso do treinador Celso Teixeira, que foi para o banco de reservas dirigir o Alvinegro diante do Confiança, mesmo sem ter cumprido toda pena de 30 dias de suspensão e mais três jogos aplicados pelo STJD, vai ocorrer no próximo dia 26, quando um protesto do clube Sergipano, classificado para Série B, será julgado pela Terceira Comissão Disciplinar do Tribunal.

No processo o Treze vai responder baseado nos artigos 191, inciso  III  do  CBJD somado ao Art.  40  do  RGC/CBF  e  Art.  223  do  CBJD. Em todos a pena prevista é apenas de multa, variando de R$ 100 a R$ 100 mil. O que ocorrer neste caso, já poderá servir de jurisprudência para o caso do ABC, que será analisado pela Comissão Disciplinar, que ainda não definiu a data para apreciação do caso.




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários