Viver
Abraão Gustavo lança neste sábado o livro 'Perereca e Cascudo'
Publicado: 00:00:00 - 31/07/2021 Atualizado: 22:01:28 - 30/07/2021
Uma menina sai de casa, se perde nas ruas, mas acaba se encontrando com a história de sua cidade e de sua cultura. É a nova aventura em quadrinhos da personagem criada pelo escritor Abraão Gustavo, em “Perereca e Cascudo” (Ed. Caravela), que será lançada neste sábado, às 16h, na livraria L Cultural do Partage Norte Shopping. O segundo livro do autor é uma homenagem declarada ao folclorista Luís da Câmara Cascudo, em uma apresentação dinâmica e colorida para a criançada.

Divulgação
Cenários e histórias natalenses criam trama divertida sobre cultura e identidade. Desenhos são do ilustrador Anderson Gomes

Cenários e histórias natalenses criam trama divertida sobre cultura e identidade. Desenhos são do ilustrador Anderson Gomes


Mais uma vez, a exemplo de “Uma menina chamada Perereca”, lançado no ano passado, Abraão utiliza cenários e histórias natalenses para criar uma trama divertida sobre cultura e identidade. Os desenhos são novamente do ilustrador Anderson Gomes, além de apresentação do advogado e poeta Diógenes da Cunha Lima, e prefácio assinado por Daliana Cascudo, neta do mestre – e também uma das personagens do livro.

Na nova aventura Perereca sai de casa para comprar pão, gasta o troco, tem receio de voltar pra casa e encarar a mãe, e resolve tomar outro caminho para adiar a chegada. Como conseqüência, ela perde seus poderes e também se perde de si. Após a busca incessante pelo caminho de sua casa, a menina se depara com a casa centenária de Câmara Cascudo, onde atualmente funciona o Instituto Ludovicus, dirigido por Daliana Cascudo.

Portal no tempo
Convidada por Daliana a entrar, Perereca encontra ali mais que um abrigo. “O instituto se abre para ela como um ‘portal no tempo’, em que Perereca pega um livro na estante e acha dentro dele o próprio Câmara Cascudo, com quem ela passa a conversar”, explica Abraão, ressaltando o grande mote da aventura. A menina diz a Cascudo que está perdida, e ele pede que ela preste mais atenção às pessoas, pois nelas pode estar também sua casa.

Cascudo diz à mocinha que sua maior brincadeira é investigar costumes, pessoas e tradições de um povo, mostrando a ela várias histórias que ele já contou ao longo da vida. O folclorista ajuda Perereca a voltar pra casa (passando antes em alguns lugares históricos, como a Fortaleza dos Reis Magos), e monta pra ela um banquete super caprichado, tendo como inspiração o clássico “História da Alimentação no Brasil”, livro lançado em 1967. Essa aventura só pode ser um sonho. Será?

Abraão Gustavo também é pedagogo, nascido em Pernambuco,  filho de um potiguar com uma carioca. Já morando em Natal, ele afirmou que escrever livros com cenários potiguares é também uma questão de ancestralidade, uma forma de se conectar novamente com suas raízes locais. A mãe, apesar de carioca, também foi criada em Natal.

Em 2018 veio morar na capital potiguar, e o primeiro livro foi de cara um reencontro com a cidade. Abraão também já ressaltou que os livros em formato de quadrinhos são um recurso a mais para atrair a atenção do público infanto-juvenil, que é seu campo de estudo e atuação. Entre suas inspirações, estão os quadrinhos da Turma da Mônica.

Serviço:
Livro “Perereca e Cascudo” (Ed. Caravela), de Abraão Gustavo. Lançamento no sábado, às 16h, na L Cultural, Partage Norte Shopping.









Leia também