Abraham Weintraub deixa Ministério da Educação e confirma ida para Banco Mundial

Publicação: 2020-06-18 16:11:00
A+ A-
O Ministro da Educação, Abraham Weintraub, deixou o governo nesta quinta-feira (18). Em um vídeo intitulado "Palavra do coração" e postado em sua rede social, ele aparece junto com o presidente Jair Bolsonaro e confirma a saída e diz que vai iniciar a transição.

Weintraub não esclareceu quais foram os motivos para deixar o cargo e afirmou que vai assumir a função de direção do Banco Mundial, nos Estados Unidos. "Eu, minha mulher, meus filhos e até minha cachorrinha Capitu vamos poder ter a segurança que hoje está me deixando preocupado".

No vídeo, ele agradeceu ao presidente e aos seus apoiadores. Já Bolsonaro também agradeceu a Weintraub e lamentou a saída. "Jamais deixarei de lutar por liberdade. Eu faço o que o povo quiser", afirmou o presidente.
Créditos: ReproduçãoWeintraub agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro no vídeoWeintraub agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro no vídeo
Um dos cotados para assumir o Ministério da Educação é o secretário nacional de Alfabetização, Carlos Nadalim. A exemplo de Weintraub, Nadalim é seguidor do guru bolsonarista Olavo de Carvalho e defensor do homeschooling - a educação domiciliar, sem precisar, necessariamente, da escola regular.

A solução caseira atenderia ao desejo da ala ideológica do governo de ter um substituto que agrade à base bolsonarista. A demissão de Weintraub é um aceno para uma pacificação com o Supremo Tribunal Federal e com o Congresso, que pressionam pela saída do ministro.

A situação de Weintraub já era considerada insustentável para uma parte do governo, mas piorou após ele se reunir, no domingo passado, com manifestantes bolsonaristas. O grupo desrespeitou uma ordem do governo do Distrito Federal que proibiu protestos na Esplanada dos Ministérios. O anúncio da demissão deve ser feito hoje pelo presidente.

Assista o vídeo:





Atualizada às 16h26