Academias climatizadas reabrem nesta terça, 4, em Natal

Publicação: 2020-08-04 00:00:00
A+ A-
Dando continuidade ao cronograma de retomada gradual das atividades econômicas, Natal deve reabrir academias de ginástica climatizadas a partir desta terça-feira, 4. O Procon Municipal e a Secretaria Municipal de Defesa Social (Semdes) estão atuando em conjunto para garantir o cumprimento das normas pelos estabelecimentos, que precisarão voltar respeitando o distanciamento e reforçando os protocolos de higiene e limpeza dos espaços.

Créditos: Adriano AbreuAcademias deverão seguir rigoroso protocolo de biossegurança, que inclui área maior para cada aluno durante o horário de treinoAcademias deverão seguir rigoroso protocolo de biossegurança, que inclui área maior para cada aluno durante o horário de treino


saiba mais

De acordo com o diretor-geral do Procon Natal, Gleiber Dantas, há um grupo específico voltado para fiscalizar a situação das academias, que deverão cumprir algumas regras específicas para evitar a transmissão da doença. 

Enquanto em um shopping a distância é de uma pessoa para cada cinco metros quadrados, nas academias a proporção deve ser de uma pessoa para cada 6,25 metros quadrados. “Quando você está fazendo atividade física, sua respiração fica mais ofegante, mais forte, então a possibilidade do vírus ir ainda mais longe é maior", explicou o diretor-geral.

De acordo com ele, o uso de máscaras será obrigatório no ambiente de academias, mesmo durante a prática de exercícios físicos. “Além disso, estaremos fiscalizando a utilização de EPIs pelas empresas, a limpeza do ambiente e o cumprimento da regra de distanciamento", destacou.

Low cost
Com a liberação para a reabertura das academias em Natal, redes low cost como Selfit e SmartFit anunciaram o retorno de suas atividades na capital do Rio Grande do Norte. 

A Selfit divulgou informações destacando que “elaborou um rigoroso protocolo a ser seguido, cujas medidas visam pela saúde de seus alunos e colaboradores e conter o risco de contaminação pelo novo Coronavírus, bem como continuar contribuindo com a promoção da saúde da população”.

Segundo o CEO da marca, Leonardo Pereira, o plano foi criado com base nas orientações das autoridades competentes de saúde, além de experiências de sucesso em locais como China, Hong Kong, Cingapura e União Europeia. Um decreto anunciado pelo governo federal em 11 de maio inclui as academias como serviços essenciais. 

“As academias foram incluídas nesta categoria por serem promotoras de saúde, com grande contribuição para o aumento da imunidade e no combate à obesidade e ao sedentarismo, fatores de risco para o agravamento do Covid-19”, disse o executivo.

Entre as medidas de biossegurança adotadas estão a medição da temperatura de todos que adentrarem as unidades da academia em Natal (Lagoa Nova e Ponta Negra. Temperatura superior a 37,8°C não será permitida. Disponibilização de recipientes com álcool em gel a 70% em todas as áreas das academias e de kits de limpeza em pontos estratégicos das áreas de musculação e peso livre. 

Também é obrigatório o uso de EPIs (equipamentos de proteção individual), ou seja, de máscaras, para funcionários e colaboradores; e limitada a quantidade de alunos nas dependências das academias, com demarcação de 1,5 m de distância entre eles. Durante os horários de pico, os treinos só são permitidos durante uma hora por aluno. 
Distribuição de máscaras
A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas), em parceria com as pastas de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) e de Mobilidade Urbana (STTU), reforçou a partir desta segunda-feira, 3, a campanha de conscientização e prevenção ao novo coronavírus com a distribuição de milhares de máscaras de proteção.

Além da entrega de máscaras reutilizáveis, dezenas de servidores das três Secretarias estarão nas ruas passando informações e orientações acerca das medidas de prevenção pessoais no combate à covid-19. Nesta segunda-feira, as equipes estiveram em Ponta Negra e no Alecrim. 

Casos e óbitos recuam em Natal, aponta SMS
Natal segue com queda no número de novos casos, óbitos, ocupação de leitos e, também, da taxa de reprodução que é usada para saber como está o índice de transmissão da Covid-19. Em julho, houve um decréscimo de 48% nas mortes por coronavírus em relação a junho e a taxa de transmissibilidade que há um mês mantém-se em média em menos de 1, registra, neste início de semana, a 0,94.

O dado está disponível no portal do coronavírus desenvolvido e alimentado pelo Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN), alcançando um dos melhores índices do Rio Grande do Norte e considerado positivo, visto que segundo recomendações da Organização Mundial de Saúde a retomada de determinadas atividades comerciais deve acontecer com a taxa abaixo de 1.

 “É um trabalho hercúleo. Não estamos medindo esforços para que Natal possa vencer esse período de crise sanitária. Ficamos felizes ao observar a curva decrescente no último mês no número de casos, óbitos e ocupação de leitos, após a retomada gradual das atividades econômicas em vários setores, que destaco: está acontecendo de forma responsável com critérios, fiscalização e muita colaboração de grande parte da população”, destacou o prefeito de Natal, Álvaro Dias.

O chefe do executivo municipal, no entanto, enfatizou: “Mesmo assim, não podemos relaxar. E não estamos. Na verdade, estamos ampliando a rede municipal com oferta de mais serviços com a abertura de novos Centros de Enfrentamento à Covid, entre várias outras ações que já estavam sendo realizadas. E seguimos mais contundentes com as fiscalizações e orientações para que as pessoas só saiam em caso de necessidade, mantendo os hábitos de higiene, uso de máscara e álcool em gel. Seremos intransigentes quanto ao cumprimento das normas para que os números melhorem ainda mais e não precisemos retroceder”, observou. 

Desde o início de julho, com a retomada gradual de atividades, a taxa de isolamento social da população vem se mantendo com uma média de 41%, sem demonstrar impacto na situação da pandemia em Natal. Em julho, quebrou-se a linha crescente da doença (abril, maio e junho) e, pela primeira vez, os números caíram. Foram notificados 196 óbitos na capital, uma queda de 48% em relação a junho.

O boletim que mede a taxa de ocupação de leitos da Rede de Urgência e Emergência da SMS-desta segunda, 3, mostrou uma ocupação média de 28% dos leitos destinados aos pacientes com a covid-19 na capital do Estado.  Pelo menos 15.841 pessoas, estão recuperadas, ou seja, 79,4% dos casos confirmados de covid-19; 15,9% estão em isolamento domiciliar; 1% estão hospitalizadas; e 3,7% faleceram.