Acesso sul terá obras por mais 1 ano

Publicação: 2017-09-16 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (DER-RN) prorrogou por mais um ano o prazo para a EIT – Empresa Industrial Técnica S.A concluir a construção da via de acesso sul ao Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante. A autorização para construção do acesso Sul ocorreu em 2013, mas a obra começou efetivamente há um ano, e agora deve se estender até setembro de 2018, graças ao aporte de dinheiro que antes seria empregado na adequação de uma outra rodovia estadual — a avenida Engenheiro Roberto Freire.

Com 19 km, o acesso sul terá aporte extra de recursos remanejados do projeto da Roberto Freire
Com 19 km, o acesso sul terá aporte extra de recursos remanejados do projeto da Roberto Freire

De acordo com o diretor geral do DER-RN, general Jorge Fraxe, o remanejamento de parte desse dinheiro para as obras, permitirá a construção do viaduto que interliga a pista do acesso sul à rodovia federal BR 304, à altura do posto de fiscalização da Polícia Rodoviária Federal, na reta Tabajara, em Macaíba. Jorge Fraxe afirma que trata-se de uma obra um pouco mais demorada que o viaduto construído no acesso norte, mas que o novo prazo será suficiente. “As duas alças do viaduto são mais longas, portanto mais demoradas, pois precisam passar sobre as pistas principais da BR 304 e suas marginais”, disse ele.

Fraxe não especificou quanto, do dinheiro antes disponível para a avenida Roberto Freire, será empregado via remanejamento nas obras do acesso Sul para o aeroporto. “Com mais 60 dias de trabalho efetivo, sem considerar feriados e finais de semana, e eventuais chuvas, desejamos liberar o tráfego pelo acesso sul, utilizando retorno provisório na BR-304, já aprovado pelo DNIT”, afirmou o diretor geral do DER. O asfalto dos quase 19km está praticamente concluído, mas faltam ainda  acabamento nos acostamentos e canteiros, também faltam iluminação, sinalização vertical e horizontal.

A prorrogação do contrato com a  EIT é uma medida necessária para quando os deputados estaduais autorizarem o Poder Executivo a modificar a aplicação dos recursos contratados junto à Caixa Econômica Federal, antes da Copa do Mundo de Futebol, e que se destinava às obras de mobilidade urbana da avenida engenheiro Roberto Freire. A votação do projeto de lei em que o governador Robinson Faria (PSD) pede autorização à Assembleia Legislativa será votado na próxima terça-feira (19).

Do valor original de R$ 234 milhões, restam, segundo a Comissão de Administração, Serviços Públicos e Trabalho (CASPT) da AL-RN, cerca de R$ 174 milhões, que  poderão ser utilizados, conforme substituto já aprovado na CASPT, na execução de obras de mobilidade urbana, saneamento básico e projetos de infraestrutura turística, em todo o Estado, além da Roberto Freire.

 O DER-RN não especificou se depende desse aporte para concluir outras estruturas e trechos da rodovia que leva ao aeroporto no município de São Gonçalo do Amarante. Uma dessas estruturas é a ponte sobre o rio Potengi, em Macaíba, com mais de 90% da estrutura concluída. Orçado em R$ 76 milhões, valor levantado em 2013 ainda na gestão Rosalba Ciarlini, o custo para construção dos acessos (Sul e Norte) precisou ser ajustado devido atrasos na execução – subiu para R$ 94 milhões. O orçamento corresponde a 25km: 19km do acesso Sul e 6km do acesso Norte, esse último trecho já entregue.

Somente o viaduto sobre a BR-304, deverá custar em torno de R$ 9 milhões, com suas alças e acessos. O custo final total do acesso sul, incluindo iluminação, proteção vegetal, paisagismo e desapropriação, ainda está em desenvolvimento, e depende dos acertos financeiros quanto às indenizações. A projeção feita por Fraxe é de que sejam necessários cerca de R$ 20 milhões para concluir o acesso Sul — dinheiro contingenciado pelo Governo Federal —, e que uma alternativa era a privatização da via para exploração através da cobrança de pedágio. Ontem, Fraxe afirmou que o governador Robinson faria decidiu não efetivar a concessão dos acessos ao aeroporto.



continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários