Agentes cobram diárias

Publicação: 2019-07-19 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O Sindicato dos Agentes Penitenciários do RN (Sindasp) recomendou aos agentes que atualmente trabalham sob o regime de diárias operacionais em dias de folga que deixem a função o quanto antes. A decisão, comunicada pela presidente do sindicato, Vilma Batista na tarde da última quinta-feira (18), foi tomada pela falta de perspectiva para o pagamento das diárias de junho e parte das de maio, que permanecem em atraso.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, a presidente do sindicato afirma que "não há nenhuma perspectiva das diárias de junho. Lembramos que tem gente que ainda não recebeu as diárias de maio e, até o momento, o secretário de planejamento nada fala do pagamento dessas diárias". No último dia 16, os agentes decidiram, em assembleia, que não iriam mais assumir postos no lugar de efetivos, e deixariam de fazer as diárias operacionais caso não houvesse perspectiva de pagamento dos débitos.

"Somos homens e mulheres com responsabilidade, que mantém a ordem e o controle do sistema penitenciário. Nós precisamos de respeito, somos trabalhadores, temos que receber", afirma Batista. Em contato com representantes das associações de oficiais e o Sindicato da Polícia Civil, foi informado que essas categorias receberam o pagamento das diárias do mês de junho.

Com um déficit de 600 agentes no Estado, grande parte das pessoas que atualmente exerce a função trabalha pelo método de diárias operacionais em seus horários de folga, para suprir as lacunas do sistema.

Em contato com a Secretaria do Estado de Planejamento e Finanças (Seplan), a assessoria de comunicação informou que a presidente não chegou a se reunir com o titular da pasta. Batista afirmou que, desde o dia 16, após a assembleia, vem tentando reuniões com representantes do Governo, e que foi recebida pelo chefe de gabinete da Secretaria, que informou da falta de perspectivas de pagamento.

Até o fim do mês de julho, o Governo pretende nomear 57 novos agentes penitenciários aprovados no último concurso, que concluíram o curso de formação para atuar no sistema prisional. Uma segunda turma, com 65 aprovados, também deve ser nomeada nos próximos meses pelo Governo. O concurso, realizado em 2017, selecionou 577 novos agentes penitenciários para atuar no Estado.

A TRIBUNA DO NORTE solicitou à Secretaria de Planejamento o valor total devido em diárias operacionais aos agentes penitenciários mas, até o fechamento desta edição, não teve retorno da pasta.




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários