Agito no litoral

Publicação: 2017-01-13 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Tádzio França
Repórter
Cinthia Lopes
Editora


Em períodos de férias e veraneio em Natal, uma verdade ainda permanece a mesma sob o sol: todos os caminhos levam à praia. Enquanto o circuito cultural da cidade não se aquece, as atividades ligadas ao mar seguem atraindo a maioria dos nativos e turistas. Mas curtir o sol por aqui não significa apenas se esticar na areia de papo pro ar. O verão na cidade pode ser mais dinâmico e divertido com a série de esportes radicais, passeios e atividades lúdicas que são oferecidas, ideais para apreciar o calor, o mar, o rio, e o clima marítimo que a capital potiguar oferece desde sempre. Só tem uma opção: sempre com emoção. 
Magnus NascimentoFrancisco das Chagas, instrutor da Recanto do Morro e o corretor de imóveis Ronaldo Pessoa, que trocou Brasília por Natal há seis anos e aderiu ao stand upFrancisco das Chagas, instrutor da Recanto do Morro e o corretor de imóveis Ronaldo Pessoa, que trocou Brasília por Natal há seis anos e aderiu ao stand up

Stand up, get up!
A praia de Ponta Negra reúne o maior número de opções em atividades praieiras. Quanto mais próximo do Morro do Careca, mais o visitante tem a oportunidade de conhecer as emoções do stand up paddle ou a curtição de um passeio de 'jangalancha'. A popularidade do stand up paddle boarding (SUP), ou remo em pé, é notória. As pranchas – bem maiores que as de surf – colorem a orla, à espera da clientela. Luiz Gonçalves, da Get Up Stand Up Natal, foi um dos pioneiros a oferecer a modalidade na praia.

“O stand up pode ser praticado por pessoas de todos os sexos e idades, mesmo sem preparo físico e noções de surf ou natação. Basta manter o equilíbrio em cima da prancha e remar”, diz o instrutor. Claro, há medidas de segurança como o 'strap' que prende o pé à prancha, o uso de colete, e as dicas do instrutor. Em alguns casos, o professor vai com a pessoa na prancha, até ela aprender a dominar os movimentos. O passeio dura de 40 minutos a uma hora. A média de preço é R$30, com algumas variações.
Magnus NascimentoCrianças e adultos também podem dividir a brincadeira no disco boatCrianças e adultos também podem dividir a brincadeira no disco boat

 Segundo Luiz Gonçalves, o stand up é a modalidade favorita das famílias, casais, crianças e idosos. Ele conta que a partir do sucesso do stand up – e o aumento da concorrência – passou a investir em outras modalidades, como o tradicional surf, longboard, e os radicais parapente e flyboard. “Algumas pessoas querem que a adrenalina aumente. A gente dá as opções”, afirma. Tel.: 99950-2088.

A alta estação faz a alegria dos empresários praieiros. “O natalense procura o stand up mais aos fins de semana. Mas agora tem cliente para a semana toda, graças aos turistas”, diz Renato Gurgel, da Gantuá Stand Up. Para quem tiver receio do stand up, ele recomenda o caiaque, que é mais fácil de operar. “É o favorito das famílias e casais”, afirma. Já o surf é encarado com mais seriedade por quem deseja aprender. “Muita gente deixa de alugar prancha e compra a própria para as aulas”, diz. Tel.: 2010-8819.

Daniel Ferreira, à frente da Go SUP, é cuidadoso com a clientela assim como é com suas letras. Quando não está na praia, ele também é o rapper Daniel Get Up. Pode-se dizer que seu nome artístico também tem a ver com as atividades marítimas. “Eu já trabalhava com stand up antes da música. A oferta cresceu muito hoje em dia, mas ainda é um trabalho divertido de fazer”, afirma. A Go SUP registra as performances dos clientes em foto, como um diferencial. Tel.: 99801-9036.
Alex RegisPotengiTur faz o clássico roteiro pelo rio, de terça a domingoPotengiTur faz o clássico roteiro pelo rio, de terça a domingo

Francisco das Chagas, instrutor da Recanto do Morro, ressalta que as áreas da praia são demarcadas para a prática do stand up. “Raramente há ocasiões de resgate, por isso exigimos o colete, e ficamos sempre de olho”, afirma. O corretor de imóveis Ronaldo Pessoa trocou Brasília por Natal em 2010, e há dois aderiu ao stand up. Ele se diverte tanto – ou mais – que seus clientes. “Eu deveria ter vindo pra Natal há mais tempo. É um privilégio trabalhar nessa praia!”. Há outras atividades para fazer em família, como o disco boat e o banana boat.

Para o alto e avante
Acimar do mar, tem mais lazer para o veranista que curte emoções mais fortes. O parapente é uma modalidade de voo livre que pode ser praticada tanto para recreação quanto para competição onde é considerado esporte radical. O voo acontece numa estrutura similar ao paraquedas, mais dinâmica e controlável. O ponto em Natal é a Via Costeira. Outra categoria “elevada” é o flyboard, que através de jatos de água impulsionam a pessoa para cima (pode atingir de quatro a sete metros de altura) e paira sobre a água. A Get Up Stand Up oferece as modalidades sob reserva. Tel.: 99950-2088.
DivulgaçãoPasseio no ‘Jangalancha’ passa pela praia das tartarugas para banhoPasseio no ‘Jangalancha’ passa pela praia das tartarugas para banho

Navegar é preciso
Passeios sobre as águas relaxam e ao mesmo tempo emocionam. A 'jangalancha' de Ponta Negra já é uma tradição. Tem espaço para 16 pessoas, e dura uma hora. O trajeto é curto mas prazeroso: vai até a Praia das Tartarugas, para 20 minutos para banhos e fotos, e mais 20 minutos para voltar. Todos os participantes vestem coletes. A partir de duas pessoas já pode fazer o passeio. Sai diariamente das 10 às 16h, ao lado do Morro do Careca. Reservas com a Jangada Show, fone 3027-0733.

Tomando o rumo de Pirangi, há 30 anos existe o passeio de barco mais tradicional do litoral potiguar. A Marina Badauê conta com três barcos (para 100 passageiros cada), em um passeio de duas horas que passa por Pirangi do Norte, Pirangi do Sul, Búzios e a Baia de Cotovelo. Tem parada de uma hora para mergulho nos parrachos. Neste fim de semana terá até festa: sábado, às 21h, o Reggae Badauê vai embalar veranistas ao som de Rastafeeling, Marinna & Faya Soul, e DJs regueiros. Mais informações pelos 3238-2066 e 3236-9085.
Junior SantosTanque do Aquário Natal é aberto a mergulho, sob reservaTanque do Aquário Natal é aberto a mergulho, sob reserva

Outra rota clássico é o histórico rio Potengi. A PotengiTur realiza um passeio de terça a domingo, saindo do Iate Clube às 16h, e passando por toda a área natalense do rio. A bordo há narrativas sobre a história de Natal e suas lendas, música ao vivo, e serviço de bar. Cruza a ponte Newton Navarro, o Forte dos Reis Magos, dunas e mangues. O ponto alto é o pôr do sol. O passeio dura uma hora e vinte. Reservas pelo 99926-6311.

Mergulho com tubarões
O Aquário Natal, na Redinha, é o maior do Nordeste, e além de sua rica exposição de animais marinhos e terrestres, tem uma pitadinha de emoção a mais: o mergulho no taque dos tubarões-lixa. É preciso agendar com a mergulhadora Nilda. O tanque tem profundidade de três metros, e nem precisa saber nadar. A mergulhadora faz um pequeno treinamento antes. O perfil de quem faz o mergulho é adulto e, na maioria das vezes, turistas. Os natalenses ainda têm um certo “receio”. Mas quem já fez sabe que seguro. Os horários dependem da agenda da mergulhadora. Tel.: 99801-0414 e 3224-2177.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários