AGN suspende pagamento de financiamentos por até 90 dias

Publicação: 2020-03-25 00:00:00
A+ A-
A Agência de Fomento do Rio Grande do Norte (AGN) confirmou nesta terça-feira, 24, que estenderá aos microempreendedores com financiamentos ativos na instituição uma pausa por até 90 dias do pagamento das parcelas. Antes, a AGN já havia anunciado a ampliação também para até três meses da carência para o início do pagamento de novos financiamentos que forem contratados até 30 de abril deste ano.

Para garantir a prorrogação do pagamento de seu financiamento, o cliente precisará encaminhar um email para o endereço boleto@agnrn.com.br com título “Solicitação de Prorrogação de Contrato" informando nome completo, CPF ou CNPJ. Em caso de dúvidas sobre como funcionará a suspensão temporária dos pagamentos, o microempreendedor poderá entrar em contato através por telefone ou whatsapp nos números (84) 99914-7837 ou (84) 99426-0579.

As linhas de financiamento voltadas para empreendedores formais e informais das áreas do comércio, indústria e serviços, assim como as operações voltadas à cultura, artesanato e agricultura familiar estarão operando normalmente para contratação que poderá ser feita através de Whatsapp ou Teleatendimento das 8h às 16h.

A depender da natureza do empreendimento, área em que atua, se possui formalização ou não, o empreendedor poderá contratar financiamentos para seu negócio com valores que podem chegar até R$ 10 mil. As linhas que possuem a bonificação nos juros para o pagamento em dia terão o benefício mantido, ou seja, passado o período de carência, se efetuar o pagamento até o vencimento da parcela, ficará isento dos juros. Os prazos de parcelamento variam de acordo com a linha contratada e podem chegar até 24 meses.

Em razão das medidas de prevenção à proliferação do novo coronavírus (COVID-19), o atendimento presencial na Agência segue restrito a casos excepcionais e para assinatura de contratos que serão feitos de forma agendada pelos agentes de crédito da instituição financeira potiguar. A liberação dos recursos se dará, de forma mais ágil, segundo a AGN, para clientes pessoa física ou jurídica que possuírem conta corrente ativa em seu nome que terão os valores creditados nas contas dos titulares. Para os demais, os recursos serão liberados via trâmite regular.

“É preciso sensibilidade para compreender o momento e, desta forma, garantir que os microempreendedores possam priorizar, neste momento, a manutenção de sua saúde, da família, e claro, de seu negócio. Por isso, estamos realizando mudanças em nosso sistema de cobrança em caráter excepcional para dar o apoio possível a essas pessoas e tentar minimizar os impactos econômicos na vida dos nossos empreendedores em meio à tentativa de conter a proliferação do novo coronavírus”, destaca a diretora-presidente da AGN, Márcia Maia.





Deixe seu comentário!

Comentários