Alemanha sinaliza interesse no RN

Publicação: 2011-05-26 00:00:00
Sara Vasconcelos
Repórter

O Rio Grande do Norte poderá encontrar na Alemanha um parceiro de peso para explorar o potencial que tem na geração de energias renováveis, sobretudo a eólica. A aproximação com o país, líder em geração desse tipo de energia na Europa, foi iniciada ontem – cerca de dois meses antes  dos leilões de energia programados para julho - em reunião realizada entre a governadora Rosalba Ciarlini e o embaixador alemão no Brasil, Wilfried Grolig. A intenção do encontro era “estreitar relações e desenvolver parcerias para a ampliação do parque eólico e do potencial do estado”. A visita antecede a vinda de uma delegação de empresários alemães,  prevista para outubro deste ano.
A visita da comitiva alemã à governadora antecede a vinda de uma delegação de investidores do país
O embaixador acenou com reais possibilidades de investimento para implantação de empresas no estado para qualificar mão de obra no setor e, em contrapartida, recebeu da governadora Rosalba Ciarlini a possibilidade de proposta de política de incentivo fiscal para viabilizar a instalação em solo potiguar. A comitiva germânica também sinalizou interesse dos investidores em participar da licitação para construção e exploração do aeroporto de São Gonçalo do Amarante – cujo leilão deve ocorrer em julho - e no estádio Arena das Dunas, projetado para que Natal receba jogos da Copa do Mundo de Futebol de 2014.

Para este último, ressaltou   Wilfried Grolig, o governo da Alemanha disponibilizou, por meio do banco KFW, linhas de créditos a baixo custo para empresas fotovoltaicas daquele país – pioneiro na produção – interessados na geração de energia solar em estádios de futebol em construção. “A Alemanha quer dar a sua contribuição em tecnologia para a expansão das energias renováveis, tanto eólica quanto solar. A Copa poderá mostrar ao mundo que, se é possível gerar energia limpa em um estádio, essa tecnologia é possível em qualquer construção”, observa.

Para se ter ideia da distância existente na geração da chamada energia limpa, segundo dados do Global Wind Energy Council (GWEC), enquanto o Brasil atingiu  a marca de 1 GW, ou seja, de 1.000 MW de potência instalada de energia eólica, esta semana, a potência instalada na China supera os 44,7 mil MW. Nos Estados Unidos, a potência passa de 40 mil MW e na Alemanha, maior produtor de energia eólica da Europa, ultrapassa 27 mil MW.

Há mais de 20 anos, a Alemanha desenvolve e exporta conhecimento no setor. Embora desconheça a realidade brasileira no tocante à falta de leis específicas para o setor, o embaixador da Alemanha no Brasil destacou o potencial potiguar. O Rio Grande do Norte e o Renânia Palatinado – um dos estados da Alemanha - destaca Wilfried Grolig, têm estruturas similares o que possibilita vislumbrar  investimentos de sucesso e crescimento do setor. “O estado tem alto potencial”. Quanto à participação no leilão do aeroporto, Wilfried Grolig  afirmou estar, só agora, “conhecendo as regras do jogo para saber quais as condições de concorrer”. A Alemanha tem larga experiência em construção e gestão de aeroportos europeus, como Frankfurt e Munique.

Cooperação entre as partes pode ir além do setor energético

A governadora Rosalba Ciarlini se mostrou receptiva às novas parcerias, que poderão se estender para além do setor energético. Durante a reunião foram apresentados potenciais nas atividades de fruticultura irrigada, cana de açúcar para produção de etanol e açúcar e exploração de minérios, como o ferro, calcário e scheelita.

Rosalba destacou que há muitos segmentos ainda a serem desenvolvidos no Estado. “O foco do Brasil não é mais na região Sudeste e o Rio Grande do Norte encontra agora condições ótimas para a captação de investimentos das mais diversas empresas”, disse.

O RN mantém relações com a Alemanha para o suprimento de hélices e turbinas eólicas, destinados a construção dos aerogeradores. Para este ano, estão previstos chegarem na cidade 48 navios alemães transportando peças. Participaram da reunião o cônsul geral da Alemanha no Recife, Thomas Wülfing, o cônsul honorário em Natal, Axel Geppert, o secretário estadual para a Copa Demétrio Torres, e o secretário de esporte do município Rodrigo Cintra.