"Almirzinho" promete bom samba em Natal sábado

Publicação: 2012-02-29 07:30:00 | Comentários: 0
A+ A-
Este sábado, 3 de março, terá samba dos bons em Natal. Almir Serra, cantor e compositor, natural do Rio de Janeiro, Capital, se apresentará no Bar Meu Preto, no Alto de Ponta Negra, com festa sendo aberta às 21h30 pela Banda local Nova Sensação.

Nascido em uma tradicional família de sambistas, ele é filho de Almir Guineto (da famosa música Insensato Destino), neto de Iraci Serra - importante músico, que cantou ao lado de Noel Rosa, Candeia e outros mestres - bem como sobrinho de Mestre Louro, do Salgueiro, e de Chiquinho, fundador dos Originais do Samba.

Histórico

Aos 15 anos inicia sua carreira, começando a tocar profissionalmente. Após desfrutar de ricas experiências como músico multi-instrumentista em sua cidade natal, apresentando-se em importantes casas e viajando vários países levando sua arte, em 1996 muda-se para São Paulo, em busca de mais conhecimento e um novo universo musical, iniciando uma nova etapa de sua vida.

Chegando em São Paulo, é convidado a participar do Grupo Algo Mais, sendo vocalista, com o qual gravou um CD. É neste período que recebe carinhosamente o apelido de Almirzinho, adotando-o como seu nome artístico.

Em 1997, começa a tocar em uma casa noturna, chamada Terra Brasil, sendo o percussor do Samba de Mesa na cidade de São Paulo, onde recebeu inúmeros artistas convidados, de diferentes vertentes musicais, reconhecidos pela grande mídia.

Nesse período participou da gravação de três CDs produzidos pelo “Terra Brasil”, bem como no CD vol.1 do cantor Reinaldo, no CD dos Originais Samba e no CD e DVD “Melhores do Ano”; tendo a música de sua autoria, intitulada “Diz Porque”, gravada pelo Grupo Fundo de Quintal.

No ano de 2000 grava seu primeiro CD solo, intitulado “Samba”, com a ilustre participação de Beth Carvalho.

Depois de provar as delícias do samba, mais maduro, decide dar vida a um antigo sonho e grava o disco que marca uma nova fase em sua carreira, com músicas de sua própria autoria e participações de importantes personalidades da música brasileira.

O projeto deste novo trabalho foi estudado com cautela, elaborado e produzido pelo próprio Almir. Tudo foi analisado com todo carinho, pensando em propiciar ao público o melhor de sua potencialidade artística, inclusive seu nome, deixando seu apelido carinhoso de lado e firmando em sua carreira seu sobrenome de família.

Assim, lança o CD chamado “Lado B”, que mostra outro aspecto de seu trabalho artístico, sendo interpretado com o frescor e a energia que marcam sua personalidade interpretativa, cujas canções emanam influência da bossa nova, do jazz, swing, e até mesmo do rock, em uma mescla muito eclética esbanjando a força e a vitalidade características de sua arte, expondo a essência e singularidade da música brasileira, com um toque moderno de originalidade.

A partir daí, Almir Serra, que já dividiu palco com a cantora Adriana Ribeiro e com o cantor e compositor, Seu Jorge, parte para conquistar o mercado europeu, estabelecendo-se por nove meses na Espanha e apresentando-se em importantes casas e eventos naquele país e em outras importantes cidades européias.

Em seu retorno ao Brasil, está preparando uma pérola musical, que, em breve, poderá ser apreciada pelos ouvidos mais exigentes, apresentando um trabalho inovador, sem abandonar as raízes do samba, mas agregando novos estilos e influências, trazendo o melhor de sua musicalidade.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários