Alta do indicador

Publicação: 2019-10-17 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Luiz Antônio Felipe
laf@tribunadonorte.com.br

Em setembro o Indicador Antecedente Composto da Economia Brasileira (IACE), publicado em parceria entre a FGV IBRE e The Conference Board (TCB), subiu 0,3% em setembro, para 117,7 pontos. Acompanha o momento positivo da economia brasileira. A variação acumulada nos últimos seis meses também ficou positiva, em 0,9%. Das oito séries componentes, seis contribuíram positivamente para a evolução do índice no mês, com as maiores contribuições sendo dadas pelo Índice de Quantum de Exportação e pelo Índice de Expectativas de Serviços.

Momento
O Indicador Coincidente Composto da Economia Brasileira (ICCE), que mensura as condições econômicas atuais, subiu 0,2% para 103,7 pontos, no mesmo período. A variação acumulada nos últimos seis meses também ficou positiva, em 1,0%.

Descontrole
A maioria dos brasileiros ainda tem dificuldade em adotar práticas de consumo consciente, revela pesquisa da CNDL/SPC Brasil. Apontam o preço de produtos orgânicos e separação do lixo para reciclagem como  principais barreiras. Para 41% dos consumidores, melhores hábitos estão associados a aspecto financeiros. E 58% são considerados “consumidor em transição”.

Inflação
O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) subiu 0,77% em outubro. No mês anterior, a taxa havia sido de -0,29%. Com este resultado, o índice acumula alta de 4,42% no ano e de 2,97% em 12 meses. Está dentro do “quadrado”. Em outubro de 2018, o índice havia registrado elevação de 1,43% no mês e de 10,69% em 12 meses.

Cotações
Variações mínimas, mais uma vez,  no mercado do petróleo e nas cotações das moedas. O dólar fecha em R$ 4,15 e o euro em R$ 4,60, nas cotações do mercado. O petróleo teve leve alta.

Concentração cresce
No País da injustiça social, a renda média per capita no Sudeste vai a R$ 1.639, o dobro do recebido no Nordeste. Metade dos brasileiros, cerca de 104 milhões,  vive com R$ 413 mensais, com a  desigualdade atingindo nível recorde, por conta da crise econômica e financeira. A pesquisa do IBGE mostra que no outro extremo, o 1% mais rico – somente 2,1 milhões de pessoas – tinha renda média de R$ 16.297 por pessoa. 

Medicina
Após três anos em obras, o  Hospital Memorial São Francisco, na avenida Beira Canal, vai inaugurar a estrutura reformada do seu complexo de saúde e terá Emergência 24h, para atender, a princípio, clientes Unimed e consultas particulares em ortopedia, traumatologia e clínica geral, com suporte de sobreaviso em outras especialidades.

Shopping
O restaurante Madero, que abriu ao público na última segunda-feira, no piso superior do Natal Shopping Center, reforça a oferta de empregos em Natal, com 58 colaboradores. O grupo investiu declarados R$ 7 milhões.  Os shopping centers de Natal esperam abrir novas operações até o fim de novembro.

Energia
A ELSYS busca parceiros no Nordeste para ampliar o mercado de energia solar. Com nova linha de negócios, a empresa quer encontrar novos integradores para ampliar oportunidades de negócios. Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o mercado de energia solar no Brasil deve crescer 44% em 2019.  Para tornar-se um integrador ELSYS, basta entrar no site http://solarelsys.com.br/ e preencher o formulário com as informações solicitadas.

Combustível
A Potigás chega a marca de 25 mil clientes, nos quatro segmentos de sua atuação: residencial, comercial, industrial e veicular. O crescimento foi possível com os investimentos, com recursos próprios, na expansão da rede. Somente em 2019, quase 20 mil metros de novos gasodutos foram implantados na Grande Natal e Mossoró.

Aviação
O Radar de Tarifas Aéreas da Fecomércio RN, comparativo semanal dos preços dos voos que chegam a Natal, vindos dos principais polos emissores de turistas do país: Belo Horizonte, Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, comparando os valores destes mesmos voos chegando às capitais dos estados vizinhos(João Pessoa, Recife e Fortaleza). Natal continua na liderança das tarifas mais caras e deve continuar assim até o fim de novembro.

Emprego
O Grupo Vila está com vagas de trabalho para o Rio Grande do Norte. Em Natal, as vagas oferecidas são de Analista de Central de Serviços, Cerimonialista, Estagiário de Suprimentos e Vendedor Externo. Já em Patu, as vagas oferecidas são de Auxiliar Administrativo. Há ainda vagas para Vendedor Externo em Assu e Mossoró. As contratações — exceto para a vaga de estágio — atendem à CLT e são para tempo integral. Para participar da seleção, os interessados devem se cadastrar no site.









continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários