Alucinação Cenestésica

Publicação: 2018-06-10 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Rita de C. M. de Medeiros Homet Mir
Psicodermatologista - ritaursula@ig.com.br

“Sempre assim : de um lado, estandartes do vento...

do outro, sepulcros fechados.

E eu me partindo, dentro de mim,para estar o mesmo momento de ambos os lados.”

Cecília Meireles - Canção quase inquieta

Hoje vamos construir este artigo de uma forma distinta, pois antes de definirmos a Alucinação Cenestésica, falaremos brevemente sobre o Prurido (Coceira), que como entidade clínica é a sensação que leva o paciente, de uma forma compulsiva, a coçar-se. Não antecede a este fato lesões específicas primarias, ou seja, lesões como escoriações, pústulas por infecção secundaria, liquenificação e outras lesões na pele. Estas lesões surgem como complicação do prurido.

O Prurido é o sintoma cutâneo mais frequentemente influenciado por fatores psíquicos e normalmente está relacionado a um intento de reduzir a tensão interna.

Há várias formas clínicas de prurido. Para distingui-las é necessário observar as causas exógenas e endógenas. Entre as exógenas encontram-se os contactantes, os ectoparasitas e a asteatose, fazendo parte desta o prurido senil e o hiemal. O primeiro  acontece  na pele seca do idoso e o segundo no inverno. Ambos por uma xerodermia ( pele seca ). Entre os pruridos de causa endógena há: doenças metabólicas e endócrinas, como a diabete melito, icterícia obstrutiva, gôta, hiper e hipotireoidismo, insuficiência renal, infestação parasitária e doenças malignas, principalmente linfomas. Como causa mais frequente, as drogas ou substâncias químicas inaladas, injetadas ou ingeridas.

Após discorrermos sobre as causas exógenas e endógenas dos pruridos, salientamos que há um PRURIDO que chamamos Essencial ou Idiopático. Este tipo de prurido é essencialmente PSICOGÊNICO e pode constituir o sintoma de uma Neurose ou de uma PSICOSE. Trata-se, então, de um diagnóstico de exclusão.

Comentamos, no artigo do dia 27/05/2018, um caso de prurido vaginal com conteúdo depressivo reativo.. Hoje, veremos um prurido causado por uma "psicose" senil. Trata-se de um delírio de dermatozoonose que pode ocorrer nas afecções pré-senis.

Caso clínico: Alucinação Cenestésica

H.S.G., aos setenta e quatro anos de idade, sexo masculino, casado, sem instrução, apresentou prurido cutâneo generalizado. Ao exame físico não foi percebido presença de lesões na pele. Foram solicitados exames laboratoriais que se revelaram normais. O paciente, ao chegar ao meu consultório, já havia feito tratamento com Talidomida, com melhora irrisória, queixando-se de que "não conseguia viver mais com essa coceira". Informava que sentia  "bichos andando sobre o seu corpo". Interrogado, negou que conseguisse ver os tais "bichos" e que apenas os sentia. O prurido tornou-se de tal maneira intenso, que o paciente chegou a tomar banho munido de um pedaço de telha para coçar-se.Afastamos causas orgânicas,desde CA na Próstata,outros tipos de enfermidades malignas e metabólicas que cursam com este sintoma.   Após afastarmos qualquer patologia orgânica, a suspeita de alucinação cenestésica foi fortalecida. Prescrevemos um neuroléptico, o haloperidol, um miligrama ao dia, aumentando-se a dosagem até  cinco miligramas ao dia . Após um mês o paciente relatou grande alívio na sintomatologia, tendo o quadro regredido totalmente. O paciente foi acompanhado durante dois anos, sem presença de sintoma dermatológico. Encaminhamos ao serviço de psiquiatria.

Comentário; No caso do paciente, a senilidade certamente contribuiu para o quadro, já que outras prováveis causas foram descartadas. A melhora evidente com Haloperidol reforçou nossas suspeitas de que se tratasse de ALUCINOSE TÁTIL, como as que se observa em  muitos pacientes em idade avançada: delírio de dermatozoonose, nas psicoses senis.

Queria diferenciar o quadro clínico anteriormente relatado:Prurido Vaginal e o de hoje apresentado,Alucinação Cenestésica.No primeiro,a paciente somatizou sua angústia "falando"através do corpo o que ela em seu desespero não conseguiu verbalizar.O de hoje tem uma sintomatologia semelhante:Prurido.Sua angústia era ,exatamente,um prurido que não o deixava dormir e o atormentava.Sua enfermidade era Neuro-Psíquica e um dos sintomas apresentou-se na Pele,ou seja ,ele não somatizou.

Termino este artigo agradecendo ao Nosso Bondoso Deus por mais uma primavera,verão,outono e inverno na minha vida,a oportunidade que Ele me dá de atingir 64 anos de aprendizagens,erros,muitíssimas alegrias,algumas tristezas,todos os sentimentos que estão fazendo a cada dia subir um pouquinho mais na escala do Auto Conhecimento,fico imensamente grata por esta oportunidade.

Feliz Domingo a todos e até o próximo artigo se Este Bondoso Deus assim o permitir!


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários