América avalia treinar fora do RN

Publicação: 2020-06-26 00:00:00
A+ A-
Sem prazo definido para os clubes do RN regressarem as atividades, a diretoria do América passou a trabalhar com a hipótese real de deixar o estado para retomar os treinamentos. O presidente Leonardo Bezerra se mostra preocupado pelo fato de o elenco estar há mais de cem dias sem treinar e ver os adversários na Copa do Brasil e no Brasileiro da Série D já em plena atividade. O dirigente disse que entende a situação delicada da situação da pandemia, mas acredita que com os protocolos apresentados pelo clube e pela FNF, que é idêntico, guardadas as devidas proporções, ao do Botafogo-RJ, há condições de liberar o funcionamento dos clubes de futebol.

Créditos: Canindé PereiraPresidente Leonardo Bezerra aguarda respostas positivasPresidente Leonardo Bezerra aguarda respostas positivas


O América terá uma partida considerada chave para equipe na temporada, que será diante do Juventude-RS pela Copa do Brasil. Uma vitória, em Natal, vai significar, praticamente, a independência financeira do clube potiguar na temporada de 2020 e os gaúchos já estão em pleno trabalho.

“O América pede tão somente para treinar, porque as equipes que iremos enfrentar já estão treinando. O América se vê prejudicado uma vez que, em jogos decisivos, como será do confronto contra o Juventude, correremos o risco de entrar num patamar físico inferior ao adversário. Esse é um jogo que vale R$ 2 milhões”, destacou.

O executivo de futebol da equipe potiguar, Fabiano Melo, revelou que vem discutindo a possibilidade de mandar o elenco para Paraíba ou Ceará, onde esse tipo de trabalho já foi liberado pelas autoridades de saúde estadual e municipal, para que o clube não fique tão atrás de seus adversários em termos de preparação.

“Venho conversando com o presidente Leonardo Bezerra e com o treinador Roberto Fernandes sobre essa possibilidade, o elenco já está há um bom tempo parado e o trabalho realizado em casa e bem diferente daquele que os jogadores fazem em campo. Todos os nossos adversários já estão treinando, então necessitamos tomar alguma medida porque o América tem ambição de passar mais uma fase da Copa do Brasil e conquistar o acesso na Série D do Brasileiro. Além de brigar pelo título Estadual, uma disputa que está aberta. Nosso presidente, com muito esforço, está mantendo o elenco rigorosamente em dia e necessitamos fazer algo para evitar tão atrás dos demais clubes em termos de preparação. Se até o dia 1 de julho os treinos não forem liberados no RN, iremos buscar outro centro para retomar as nossas atividades”, ressaltou.

O executivo alvirrubro salienta ainda que mediante o rígido padrão do protocolo médico adotado pelo clube, não haverá lugar mais seguro de se trabalhar que nu centro de treinamento do clube. “Nenhum outro seguimento apresentou um protocolo tão rígido quanto o futebol. Espero que as autoridades potiguares atentem para isso ao avaliar o protocolo apresentado pela Federação de Futebol e pelos clubes. Para que essa liberação ocorra a partir do dia 1 de julho”, disse.