América sofre três alterações para encarar o Palmeira

Publicação: 2021-04-08 00:00:00
Depois de uma parada forçada, mas que foi suficiente para trabalhar melhor a equipe, o América retoma o calendário oficial do futebol hoje, quando enfrenta o Palmeira no Frasqueirão, em partida marcada para às 15 horas. O treinador Evaristo Piza não poderá contar com o lateral-direita Everton Silva, o zagueiro Flávio Boaventura e nem com o volante Serginho, todos por força de suspensão pelos cartões vermelhos recebidos no confronto diante do Globo, em Ceará-Mirim. Então o clube pode apresentar hoje, inclusive, novidades no esquema tático, Ian, Carlo, Caíque e Alan Calbergue foram os escolhidos para iniciarem a partida.

Créditos: CANINDÉ PEREIRAEvaristo Piza optou por lançar Ian Carlo, Caíque e Alan CalbergueEvaristo Piza optou por lançar Ian Carlo, Caíque e Alan Calbergue

Para Alan Calbergue a parada pode ser vista por dois ângulos distintos. Segundo o atleta, ela pode interferir de forma negativa no ritmo de jogo que a equipe americana vinha conseguindo desempenhar, antes da publicação do governo estadual proibindo a atividade do futebol e que liberava o clube apenas para realização de treinos. Mas por outro lado, ela foi boa pelo fato do treinador Evaristo Piza ter a oportunidade de trabalhar bem os pontos falhos que o América vinha apresentando em seus confrontos. 

“Alguns atletas já estavam com um ritmo de jogo bastante significativo, o que vinha fazendo nossa equipe render bem. Mas essa parada também foi boa para a nossa comissão técnica trabalhar a homogeneidade do grupo, uma vez que alguns atletas chegaram mais tarde, ainda estavam no processo de crescimento e agora puderam trabalhar melhor. Acima de tudo acredito que não teremos problemas para enfrentar o Palmeira”, afirmou o meio-campista americano.

Evaristo Piza disse que o período de treinos longo, contribuiu para definição da equipe que irá entrar em campo diante do Palmeira, ele destacou que as baixas serão sentidas por serem peças importantes na engrenagem do comportamento do time, dentro de campo,  mas frente ao período grande de trabalho com o grupo, criou a certeza de qual seria a melhor formação.

Com os três próximos confrontos definidos, Palmeira (Estadual), Cruzeiro (Copa do Brasil) e ABC (Estadual) já definidos, Evaristo destaca saber da importância que cada um deles terá para o Alvirrubro, mas disse que não pode pensar nos próximos adversários antes de passar por esse jogo com os palmeirenses. 

“O que posso dizer é que nossa preocupação foi preparar o América para encarar qualquer um dos nossos adversários. Temos metas e objetivos a atingir e teremos de percorrer até eles jogo a jogo, não tenho como ficar aqui refletindo sobre o jogo do próximo domingo e no dia 18, contra o ABC. Queremos mesmo é realizar um jogo forte para conseguir mais três pontos, para dar mais um passo rumo a final da Copa Cidade do Natal e poder tirar proveito disso no futuro. Cada partida tem o seu peso, mas todas são importantes nessa trajetória que estamos realizando”, destacou Piza.

Punido com a perda de nove pontos, pelo TJD-RN, acusado de usar um atleta menor de 16 anos em três partidas da Copa Cidade do Natal, o Palmeira necessita conquistar um bom resultado para não começar a sofrer pesadelo com o fantasma do rebaixamento.  O clube ainda pode recorrer da decisão à turma do Pleno do TJD, mas a chance de recuperação dos pontos é quase insignificante.