América se mantém invicto e vice-líder

Publicação: 2012-06-06 00:00:00
O América enfrenou o Vitória na noite de ontem, no Barradão, empatou por 2 a 2 e se manteve na vice-liderança da série B. A equipe potiguar esteve duas vezes na frente, mas permitiu que os baianos conseguissem o empate. Pingo e Cléber marcaram para o alvirrubro, enquanto Dinei e Neto Baiano garantiram a igualdade para o rubro-negro. O América volta a campo na próxima sexta-feira, quando enfrenta o Bragantino, no estádio Nazarenão em Goianinha.

Cheio de moral e embalado pelas três vitórias consecutivas, o América entrou em campo e parecia ter adotado o estádio Barradão como a sua casa. A equipe tomou conta da partida desde o minuto inicial, marcava com competência e tinha tranquilidade para tocar a bola e buscar os espaços na defesa rubro-negra.

Na partida bastante movimentada, Márcio Passos apareceu bem, principalmente no segundo tempo, para conter as investidas baianasA primeira chegada com perigo do time potiguar ocorreu logo aos 5 minutos, quando o centroavante Isac arriscou chute de fora da área assustando o goleiro rubro-negro. Encurralado dentro de campo, o Vitória não conseguia responder as investidas perigosas dos natalenses e a rigor, deu apenas dois chutes a gol nos primeiros 45 minutos, ambos defendidos sem muito esforço pelo goleiro Dida.

O América que já havia desperdiçado uma excelente oportunidade com Norberto, aos 7 minutos — ele não conseguiu acertar em bola após receber passe de Wanderson —, teve de abrir mão Norberto, com um problema muscular que acabou substituído por Pingo, considerado o “amuleto” do grupo e que não decepcionou. Depois de rondar com perigo a grande área baiana, aos 40 minutos os “orixás” decidiram fazer justiça a boa atuação americana. Lúcio recebeu bola na entrada da área e tocou para Pingo, que livre de marcação, ajeitou no peito e bateu cruzado para fazer 1 a 0.

Estarrecido com a qualidade de futebol apresentado pelo adversário, o Leão continuou manso e foi para o vestiário falando em corrigir os erros.

Com duas alterações, o técnico Paulo César Carpegianni conseguiu modificar a cara do time baiano, que apesar de ter sofrido um grande susto, logo na saída de bola, quando Lúcio desperdiçou boa oportunidade, completando passe de Isac por cima do travessão, o Vitória tomou conta da situação.

Em dois minutos o time fez mais que em toda etapa inicial, e se não fosse a sorte de Dida, que a bola desviada por Dinei tocar a trave e sair, o América teria sofrido o empate logo no primeiro lance de ataque do rubro-negro. Pressionado, o América se desorganizou e ficou acuado em seu próprio campo de defesa. O castigo veio aos 11 minutos, quando Marquinhos cruzou, para Dinei desviar e empatar.

Depois disso Dida ainda apareceu bem em dois lances com Neto Baiano, evitando a virada. Aos 35, o atacante desperdiçou outra grande oportunidade chutando para fora, um rebote do goleiro, de dentro da grande área.

Mas o América voltou a escapulir na frente, aos 38, com gol do zagueiro Cléber, após cobrança de escanteio.

Quatro minutos depois o Vitória empatou, com belo gol de falta do artilheiro Neto Baiano.

Pelo que as duas equipes apresentaram esse resultado acabou sendo justo.

Azulão breca o líder com gol no fim

Muita chuva e campo pesado, este foi o cenário da partida entre América-MG e São Caetano, nesta terça-feira, no estádio Anacleto Campanella. As duas equipes se esforçaram para apresentar um bom nível de futebol, mas o gramado encharcado atrapalhou bastante. Com isso, o placar ficou na igualdade em 1 a 1. Fábio Júnior anotou para os americanos e Nei Paraíba fez o gol do Azulão, aos 50 minutos do segundo tempo.

Apesar do gol no finalzinho, o resultado foi melhor para o América-MG, que atuou fora de casa e chegou a 13 pontos, mantendo a liderança isolada da Série B e a invencibilidade na competição nacional. No São Caetano, o empate ficou com um gosto amargo, já que a equipe do ABCD paulista soma o sétimo ponto e deverá perder posições no complemento da rodada.

Joinville

Jogando diante de sua torcida,  o Joinville deu sequência ao bom momento que vem vivendo na Série B e bateu a equipe do ASA-AL, pelo placar de 1 a 0. O único gol da partida saiu dos pés de Tiago Real, aos 30 minutos da etapa final. Com o resultado positivo, os catarinenses chegam ao terceiro triunfo consecutivo, somam dez pontos em cinco jogos disputados e entram no G4, subindo para a terceira colocação na classificação. Já o ASA, que vinha de vitória sobre o Boa Esporte, estaciona nos sete pontos, ocupando a sétima posição na tabela. Jogando em casa o Goiás venceu o Paraná Clube por 2 a 0.