ANA autoriza ampliação de limite de vazão da bacia do São Francisco

Publicação: 2019-05-01 15:15:00 | Comentários: 0
A+ A-
A Agência Nacional de Águas (ANA) publicou ontem (30) resolução ampliando o limite de vazão dos reservatórios da Bacia do Rio São Francisco. O limite havia sido reduzido em razão desde o início da crise hídrica em 2012. Com a ampliação da vazão, que começa a valer a partir de hoje (1º), será possível ampliar a geração de energia nas usinas hidrelétricas construídas ao longo da bacia do São Francisco.

Falta de chuvas compromete vazão d´agua na porção alta da Bacia do Rio São Francisco, próxima a usina hidrelétrica em Minas
Reservatórios estão voltando a níveis anteriores à crise hídrica

A decisão foi tomada após a constatação de que os reservatórios voltaram aos níveis do período pré-crise hídrica, em 2012, e aplica-se aos reservatórios do sistema hídrico do Rio São Francisco, formado pelos reservatórios de Três Marias (MG); Sobradinho (BA); Itaparica (BA/PE), também conhecida como Luiz Gonzaga; Moxotó (AL), Paulo Afonso I, II, III e IV (BA); e Xingó (AL/SE).

Atualmente, o volume somado dos reservatórios está em 57%. A expectativa é que alcance 60% nas próximas semanas, mesmo percentual de janeiro de 2012. Pelas regras, definidas em uma resolução da ANA de 2017, a operação no reservatório de Sobradinho e Xingó não sofrerá restrição de vazão quando o volume estiver na faixa normal, acima de 60% da capacidade.

Na faixa de atenção, abaixo dos 60%, Sobradinho terá a restrição diminuída, com liberação mínima média de 800 metros cúbicos por segundo (m³/s), acréscimo de 250 m³/s em relação à menor vazão registrada, em 2017, de 550 m³/s. Atualmente, o reservatório opera com 48,76% da capacidade. A mesma regra vale para Xingó.

Para o reservatório de Três Marias, a forma de operação será parecida e sem distinção de entre período seco e chuvoso. Tanto na faixa normal (acima de 60% do volume útil) quanto de atenção (acima de 30% até 60%, com vazão mínima média por dia de 150 m³/s. Atualmente, Três Marias opera com cerca de 80% do volume útil e começará a operar na faixa normal a partir de hoje.

De acordo com a ANA, para o reservatório de Itaparica (Luiz Gonzaga), a operação não será por faixas, mas terá relação com os volumes registrados em Sobradinho, o maior da bacia do São Francisco.

Pelas regras, o reservatório deverá ter um armazenamento mínimo de 30% de seu volume útil quando Sobradinho estiver nas faixas normal ou de atenção. De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o reservatório opera atualmente com 32,52% da capacidade.

Segundo a ANA, com as novas condições de operação do sistema hídrico do Rio São Francisco e com a melhora na situação da bacia hidrográfica, o acompanhamento da situação do Velho Chico terá uma mudança. A Sala de Crise do Rio São Francisco será desfeita e será instalada a Sala de Acompanhamento do Sistema Hídrico do São Francisco. A primeira reunião ocorrerá na próxima segunda-feira (6).

Agência Brasil






continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários