Cookie Consent
Natal
Análise de notificações de casos suspeitos de coronavírus sofre atraso no RN
Publicado: 00:00:00 - 16/04/2020 Atualizado: 22:54:34 - 15/04/2020
O Boletim Epidemiológico nº 31 divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN) nesta quarta-feira, 15, destaca que entre os dias 13 e 14 de abril, “o sistema de informação de notificações para casos de Covid-19 (E-SUS VE) passou o dia com a modalidade de exportação com inconsistências, impossibilitando que fossem analisadas as novas notificações registradas”. O número de municípios potiguares com notificações para subiu para 143 ante 140 do boletim anterior. O Estado tem 399 casos confirmados da doença, 2.247 suspeitos e 19 óbitos. 

Alex Régis
O número de municípios potiguares com notificações para coronavírus subiu para 143 ante 140 do boletim anterior. Óbitos até esta quarta-feira, 15, no RN eram 19

O número de municípios potiguares com notificações para coronavírus subiu para 143 ante 140 do boletim anterior. Óbitos até esta quarta-feira, 15, no RN eram 19



Leia Mais

Entre os casos notificados observa-se que o município de Bodó é o que apresenta maior taxa de notificação de casos suspeitos (355,6/100.000hab), seguido do município de Acari (313,8/100.000hab). 

Dos 2.247 casos suspeitos, 29 casos são de indivíduos residentes de outros Estados e 5 casos ainda aguardam conclusão de investigação para definição de município de residência. Assim como observa-se que dos 2.156 casos descartados, 30 casos são de residentes de outros Estados, e 10 casos ainda aguardam conclusão da investigação para definição de município de residência. 

Entre os 399 casos confirmados, 393 casos são de residentes no Rio Grande de Norte. Um caso está em investigação para definição de município de residência, e 5 são de indivíduos residentes em outros estado brasileiros, a saber: 2 casos de residentes no Ceará; 1 residente no Amazonas; 1 caso residente na Bahia e 1 caso residente em Pernambuco. 

O Boletim destaca, ainda,  maior ocorrência em indivíduos jovens de 30 a 39 anos (32,6%); sexo masculino (50,1%). A predominância no sexo feminino (59,6%), e nas faixas etárias de 30 a 39 anos (28,7%). Nota-se, ao longo das semanas epidemiológicas, segundo a Sesap/RN, que há aumento nos casos confirmados em pessoas acima de 59 anos. 

Coeficiente de incidência
Ao que se refere à incidência dos casos de Covid-19 confirmados em comparação aos demais Estados brasileiros, o Ministério da Saúde, no boletim epidemiológico 9, de 11 de abril do corrente ano, apresenta o coeficiente nacional equivalente a 98/1.000.000. Desta forma o RN, neste momento, possui incidência superior (113/1.000.000) ao coeficiente nacional, estando em estado de atenção. 

O município de Tibau é o que apresenta maior incidência (49,1/100.000) no Estado, seguido do município de Mossoró (28,6/100.000) e São Gonçalo do Amarante (25,7/100.000).

Entre os casos notificados para Covid-19 e por Síndrome Respiratória Aguda Grave no Rio Grande do Norte, 52 evoluíram para óbito, dos quais 27 foram descartados, 19 foram confirmados para Covid-19 e 6 permanecem em investigação, até que seja determinada a causa básica do óbito. Deste modo, o Estado apresenta uma taxa de letalidade equivalente a 4,8%, ficando abaixo da taxa nacional (5,4%) de acordo com o boletim epidemiológico 9 do Ministério da Saúde, publicado no dia 11 de abril de 2020. 

Óbitos
Dentre os óbitos confirmados, 57,9% são do sexo masculino, 52,6% acima de 59 anos, e 84,2% se enquadra no grupo de risco, ou seja, indivíduos idosos e/ou com comorbidades pré existentes. 

Casos sem notificação
Segundo a Sesap/RN, até o presente momento foram verificados 58 casos, dentre os  confirmados para Covid-19, que não apresentam notificação nos sistemas de informação, bem como 396 casos descartados. 

“Ressaltamos que a oscilação do número de casos confirmados por dia pode apresentar diferentes cenários que o justifique, sendo fatores mais observados: tempo desprendido da coleta da amostra até o envio e recebimento da mesma pelo Laboratório Central de Saúde Pública do RN; modo de processamento (manual ou automatizado) das amostras, que pode oscilar a depender dos insumos disponíveis, impactando no volume de exames processados por dia; número de casos notificados que atendiam aos critérios para coleta de amostra”, ressalta a Secretaria no Boletim Epidemiológico 32. 

“Outo fator que poderá interferir na ocorrência de novos casos confirmados são as medidas de distanciamento social, medidas não farmacológicas/preventivas, potencialmente reduzindo a velocidade de confirmação de novos casos, desde que sejam adotadas pela população durante o período recomendado pelas autoridades de saúde pública, em detrimento do cenário epidemiológico evidenciado”, complementa a pasta.  

Natal concentra os casos suspeitos
Natal tem o maior número de casos de Covid-19 no Rio Grande do Norte e, no momento, registra 159 pessoas infectadas. Desses casos, 48,42% estão acumulados em cinco bairros da capital, nas zonas Leste e Sul. Os dados são do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN).

Pelo levantamento, o bairro do Tirol, na zona Leste de Natal, acumula 11,58% dos casos, seguido por Ponta Negra, com 10,53%, e Capim Macio, com 9,47%. Petrópolis e Candelária somam 8,42% cada.

De acordo com os dados, Lagoa Nova e Barro Vermelho, nas zonas Sul e Leste da capital, têm 7,37% dos casos confirmados da cidade. Na zona Norte de Natal, o bairro de Nossa Senhora da Apresentação acumula 6,32% dos registros da cidade, enquanto o Potengi tem 5,26% e o Pajuçara soma 4,21%.

Os dados sobre o novo coronavírus podem ser acompanhados através de plataforma digital disponibilizada pelo LAIS. 

Confira abaixo os dados mais recentes da doença no Estado

Casos suspeitos
2.247

Casos descartados
2.155

Casos Confirmados
399

Óbitos confirmados
19

Suspeitos internados
73

Confirmados internados
33

Óbitos em investigação
Açu: 1
Mossoró: 1
Natal: 2
Parnamirim: 1
São Paulo do Potengi: 1

Óbitos confirmados
Apodi: 1
Cerro Corá: 1
Mossoró: 6
Natal: 5
São Gonçalo do Amarante: 2
Taipu: 1

Tenente Ananias: 2

6,9 é a média de dias entre requisição e resultado dos exames;

293 exames relacionados ao coronavírus, em média, são realizados por dia no Estado.








Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte