Andanças convertidas em Contos de réis

Publicação: 2018-02-17 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Ramon Ribeiro
Repórter

O produtor cultural Heraldo Palmeira tem se dedicado cada vez mais à escrita. Depois de fazer carreira na música atuando como cantor, compositor e produtor musical, esse seridoense de Acari que correu o mundo tem transformado suas vivências em narrativas ficcionais. Mais afeito ao gênero crônica, escrevendo para diversos blogs potiguares e nacionais, agora Heraldo se aventura pela conto e lança a coletânea “30 Contos de Réis”, que reúne três dezenas de textos inéditos. Publicado pela editora Alameda, de Brasília, o livro será lançado em Natal, em vários pontos da cidade, a partir da próxima semana.

Depois de fazer carreira na música atuando como cantor, compositor e produtor musical, o acariense Heraldo Palmeira faz sua estreia literária com 30 Contos de Réis
Depois de fazer carreira na música atuando como cantor, compositor e produtor musical, o acariense Heraldo Palmeira faz sua estreia literária com ''30 Contos de Réis''

Os contos tratam de situações urbanas. A maioria dos textos é recente, mas alguns foram escritos em meados dos anos 80, o que dá ao texto uma variedade temporal. As referências vão da época da Ditadura Militar até aos escândalos atuais de corrupção, mas mostrando esses contextos como pano de fundo na narrativa.

Os temas giram em torno de sentimentos humanos, falam de desejos, alegrias, tristezas, mostram encontros e desencontros amorosos. “São histórias que colhi pela vida, experiências que vivi, vi e ouvi”, explica Heraldo Palmeira, que vive entre São Paulo, Rio de Janeiro, Natal e Acari. “São contos que se encerram neles mesmos. Tem um texto direto, fácil de ler”.

De acordo com o jornalista Ricardo Setti, que escreve o prefácio, a riqueza do livro está relacionada a variedade dos temas. “Se encontram a nostalgia de uma infância idílica no interior, a descoberta do amor, rupturas e reconciliações, altos e baixos da vida conjugal, violência doméstica, relação entre pai e filho”, diz o texto de Setti.

Cidade natal de Heraldo, Acari está bem revelada no livro. “Falo do interior e de episódios que testemunhei no Seridó”, conta o autor, que já tinha abordado Acari em outras duas oportunidades, mas dentro da linguagem audiovisual, com os documentários “Prosa e Música”, sobre a primeira Banda de Música de Acari, a Filarmônica Maestro Felinto Lúcio Dantas, e “Agosto em Acari”, sobre a festa da padroeira da cidade, Nossa Senhora da Guia, contada a partir das histórias da população. A experiência com documentários, por sinal, aparece no livro com um conto escrito em formato de roteiro.

Livro traz referências das múltiplas facetas do autor. Há citações de discos, lugares, personagens, filmes e letras de música
Livro traz referências das múltiplas facetas do autor. Há citações de discos, lugares, personagens, filmes e letras de música

“30 Contos de Réis” abre com uma série de cinco crônicas, todas já publicadas em blogs, como o do Ricardo Setti (Veja online), o Jornal da Besta Fubana, Boga do GG e Bar do Ferreirinha, de Caicó. Segundo o autor, essa primeira parte é para situar o leitor no quem vem pela frente. “É uma mostra para que quem está lendo compreenda um pouco do meu mundo como escritor”, explica.

A orelha do livro é assinada pelo jornalista e amigo caicoense, Roberto Fontes. Segundo Fontes, Heraldo se tornou um cidadão do mundo por força de suas inúmeras qualidades como artista. “Compositor, cantor, produtor, cineasta, cronista, roteirista, ele acumulou experiências pelo exercício das suas múltiplas habilidades. E o '30 Contos de Réis' expressa este caldo de cultura universal, inclusive pela citação de inúmeras obras de diversas artes”, escreve o amigo caicoense na orelha.

Por todo o livro aparecem citações a livros, filmes e discos. Alguns trechos de música também surgem, possibilitando quase uma trilha sonora. “Tem alguns amigos que leram o livro e estão montando uma playlist de música a partir das citações do livro”, conta Heraldo. “Até o momento os leitores tem recebido bem o livro. A repercussão está boa entre o público de várias idades”. A publicação da obra conta com o apoio do Camarões Restaurante (Natal) e Stela's Kitchen Bar (Miami). O livro foi publicado em outubro do ano passado e desde então está à venda na internet.

Inverno Europeu
Heraldo está numa fase criativa efervescente e já está trabalhando em novos textos. Até o final do ano deve sair um outro livro de material inédito. “Vai se chamar 'Crônicas do frio' e vai tratar da minha recente experiência no inverno europeu”, anuncia o autor, que desta vez experimentará a crônica. “Meus textos transitam entre conto, crônica e autobiografia. É onde transito melhor na escrita e me permite adaptar para a ficção situações que vivi. São textos curtos, fáceis de ler. É a área que gosto”.

Serviço
Lançamento do livro “30 Contos de Réis”, de Heraldo Palmeira

Dia 22.02, 18h
Temis Clube (Sede do América)

Dia 23.02, 21h
BomBar (Largo do Atheneu)

Dia 24.02, 12h
Letra & Música - Floriano Peixoto, 290 (em frente UnP Petrópolis)

Dia 03.03, 16h
Flora Café - Rodrigues Alves, 443 (dentro da floriculltura Flor de Algodão)

*O livro ficará à venda em todos estes locais. Preço: R$ 35,00


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários