Natal
Antigo hospital Ruy Pereira segue abandonado
Publicado: 00:00:00 - 15/09/2021 Atualizado: 23:44:33 - 14/09/2021
O prédio do antigo Hospital Ruy Pereira, localizado no bairro de Petrópolis, Zona Leste de Natal, segue abandonado e sendo palco para vandalismo e furtos. Em dezembro de 2020, a unidade hospitalar foi desativada após o Governo do Estado devolver o prédio para seu proprietário e desde então está sem uso.

A entrada principal está completamente aberta, sem nenhum tipo de barreira de proteção. Os cômodos do prédio foram depredados, e tiveram todas as janelas e portas quebradas. O que se encontra ainda no espaço interno são restos de objetos hospitalares como remédios, raio x, papéis de exames e de marcações de consultas. 

Adriano Abreu
Prédio que abrigou o Hospital Ruy Pereira está sem uso desde que foi devolvido

Prédio que abrigou o Hospital Ruy Pereira está sem uso desde que foi devolvido


A equipe da TRIBUNA DO NORTE flagrou um homem que conseguiu retirar do local uma placa de ferro alegando que iria vender para quem trabalha com recicláveis. Além disso, o espaço permanece com bastante lixo, o que pode trazer diversos riscos à saúde de quem está frequentando o prédio. 

A Policia Militar informa que a segurança do imóvel é de responsabilidade do proprietário. No entanto, segundo o major Litwak, porta voz da Polícia Militar, as rondas na área são feitas por equipes do grupamento das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (ROCAM) e por viaturas que circulam diariamente no local. 

Adriano Abreu
Cômodos do prédio do antigo Ruy Pereira foram depredados e estão cheios de lixo

Cômodos do prédio do antigo Ruy Pereira foram depredados e estão cheios de lixo


“Sempre que existem demandas e denúncias, a PM segue até o local para averiguação e caso exista alguma irregularidade, efetuam os procedimentos cabíveis no momento da abordagem, porém para o prédio em questão, a segurança local deve ser feita por via privada.”, comenta Litwak. 

A Escola Estadual Alberto Torres, que fica ao lado do prédio onde funcionava o hospital, também sofre com o vandalismo e criminalidade no local. Segundo a gestão escolar, desde que o Governo do Estado desativou o prédio vizinho, a escola já foi invadida seis vezes. Diversos objetos foram furtados, como 10 ventiladores e 3 aparelhos de ar condicionado, além dos prejuízos com a danificação da parte elétrica, portões, portas e janelas que foram quebradas. 

Desde o retorno das aulas presenciais, no dia 26 de julho, a escola não registrou nenhuma invasão, porém o temor de novas tentativas ainda permanece. A direção acredita que o movimento de alunos e a segurança diária feita pelos vigilantes do próprio colégio estejam coibindo essas práticas. “Outro cuidado que estamos tendo é a implementação de um novo sistema de segurança eletrônica através de um projeto da Secretaria de Educação do Estado, que irá contemplar todas as escolas estaduais, com câmeras e alarmes modernizados e esperamos que traga ainda mais a sensação de segurança para todos nós”, diz a gestora que não quis se identificar por medo de represália.

No período em que estavam sem aulas os invasores vinham, especialmente, nos horários da troca de turno dos vigilantes, que diariamente acontecia no fim da tarde. A gestão escolar comenta que eles não tinham receio de furtarem os objetos na escola em plena luz do dia. Os infratores aproveitavam a oportunidade de encontrar a escola sem vigilância para efetuarem os roubos. Agora o que a gestão da escola Alberto Torres espera é que o proprietário do espaço tome alguma providência em relação ao prédio, já que o vandalismo do local acaba refletindo no espaço escolar.

A equipe da TRIBUNA DO NORTE entrou em contato com o proprietário do prédio onde funcionava o antigo hospital Ruy Pereira, porém até o fechamento desta matéria não tivemos retorno.







Leia também