Aos 70 anos, morre o escritor e jornalista potiguar Luiz Gonzaga Cortez

Publicação: 2019-08-19 11:01:00 | Comentários: 0
A+ A-
O escritor e jornalista potiguar Luiz Gonzaga Cortez Gomes de Melo, morreu aos 70 anos, na madrugada desta segunda-feira (19), em Natal. A informação foi confirmada por um parente do comunicador. Gonzaga Cortez estava internado no Hospital do Coração para tratar de um linfoma.

Filho de integralista, Gonzaga Cortez se dedica à pesquisa sobre o movimento desde os anos 80. Reportagens que escreveu à época foram premiadas
Gonzaga Cortez durante entrevista à TRIBUNA DO NORTE no ano passado

Cortez trabalhou no Diário de Natal e na Tribuna do Norte, onde foi editor de Polícia nos anos 80. Atuou também como diretor de redação do semanário "Dois Pontos" e venceu dois prêmios em 1988, ao escrever sobre o Integralismo no Rio Grande do Norte e o Movimento Estudantil no Estado durante a ditadura militar.

O jornalista também foi o primeiro chefe do Setor de Comunicação da Polícia Rodoviária Federal do RN, entre 1994 e 1995, onde se aposentou. Além disso, é autor dos livros: "Câmara Cascudo, jornalista integralista" (1995), "A Revolta Comunista de 1935 em Natal" (2000), dentre outros.

A família informa que o velório do jornalista teve início às 10h, no Centro de Velório da avenida São José, no bairro de Lagoa Seca e, às 16h, um cortejo vai sair em direção ao Cemitério Morada da Paz, no bairro Nossa Senhora da Apresentação, no Km 79 da Br-101 Norte, em Natal, e o sepultamento está previsto para às 17h.








continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários