Após ataques de tubarões, líder do ranking critica realização de etapa na Austrália

Publicação: 2018-04-16 12:43:00 | Comentários: 0
A+ A-
O líder do ranking da elite mundial do surfe, o potiguar Ítalo Ferreira foi às redes sociais nesta segunda-feira (16) para criticar a realização da etapa de Margaret River, na Austrália. O motivo foram os recentes ataques de tubarões na região. O surfista de Baía Formosa disse que não se sente confortável treinando e competindo em lugares com esse tipo de risco.
Com boa pontuação, Ítalo Ferreira chega as quartas-de-final
Ítalo Ferreira foi às redes criticar a realização de etapas onde há riscos de ataques de tubarões

Em menos de 24 horas, dois ataques de tubarões foram registradas em praias próximas à que está ocorrendo a terceira etapa do Mundial de Surfe. O potiguar, que já está na terceira rodada dessa etapa, diz que seria necessário avaliar se vale a pena o risco de realizar competições em praias onde há o risco de ataques de tubarões.

Apesar de não ter nenhum registro recente de ataques aos surfistas durante a etapa australiana, há dois anos o tricampeão mundial Mick Fanning foi atacado por um tubarão na etapa da África do Sul. No entanto, ele não se feriu.

Veja postagem de Ítalo Ferreira:

Dois ataques de tubarão em menos de 24h aqui na Austrália, detalhe, apenas alguns Km de onde está sendo realizado o evento. Muito perigoso não acham? Mesmo assim, continuam insistindo em fazer etapas onde o risco de ter esse tipo de acidente é 90% aí eu pergunto: a segurança dos atletas não é prioridade? Já tivemos vários alertas. A vida vai mais que isso ! Espero que não aconteça com nenhum de nós. Eu não me sinto confortável treinando e competindo em lugares assim!


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários