Após polêmica, Prefeitura do Natal suspende vacinação de servidores

Publicação: 2021-01-20 14:20:00
A Prefeitura do Natal emitiu nota informando que suspendeu a vacinação de servidores públicos municipais que não sejam profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à covid-19. A decisão foi tomada após denúncias de servidores estarem furando a fila de vacinação. O Município afirmou que um informe técnico do Ministério da Saúde respalda a imunização desse grupo, mas reconhece a quantidade reduzida de doses recebidas nesta etapa inicial para embasar a medida.

Créditos: PICTURE ALLIANCE

saiba mais

O Sindicato dos Servidores dos Servidores Públicos de Natal (Sinsenat) afirmou ter recebido denúncias de que servidores fora da lista de prioridades estariam recebendo a vacina da covid-19. O fato gerou indignação e repercutiu entre a população natalense.

Com 12.235 vacinas recebidas neste primeiro lote, a Prefeitura de Natal havia informado que os primeiros vacinados seriam profissionais de saúde que atuam na linha de frente e idosos que se encontram em abrigos.

Veja nota da Prefeitura de Natal na íntegra:

"A respeito de notícias sobre a vacinação de servidores públicos municipais, é necessário esclarecer que são integrantes das equipes envolvidas diretamente na campanha de imunização contra a Covid-19. O Informe Técnico emitido pelo Ministério da Saúde na última segunda-feira (18) até recomenda a imunização desse público.

Apesar desse respaldo legal e institucional, fica a partir de agora terminantemente suspensa a vacinação desse grupo de servidores, em função da quantidade reduzida de doses recebidas nesta etapa inicial.

A vacinação prosseguirá restrita ao público formado por profissionais de saúde com atuação efetiva e comprovada na linha de frente contra a Covid-19 e aos idosos residentes em instituições de longa permanência."

Leia também: