Arena

Publicação: 2019-09-24 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Vicente Estevam
(interino)jrvicente@tribunadonorte.com.br

Uma bela festa para a inauguração da Arena América, em Parnamirim. A primeira fase da obra foi concluída e agora o clube precisa pensar em duas coisas importantes. Primeiro elaborar um plano para uso, aproveitamento e manutenção adequada do que foi entregue neste domingo. Ou seja, o equipamento precisa ter um fim, fazer parte dos planos do clube, ser utilizado com inteligência e ser rentável economicamente. O segundo ponto diz respeito a conclusão da obra. Essa primeira fase custou cerca de R$ 8 milhões. Em tese, para que a arena esteja completa, faltariam outros três módulos e mais alguns detalhes. Em uma conta “tosca”, seria a multiplicação de 8 por 3. Ou seja, algo em torno de R$ 24 milhões. Um investimento grande, sendo que o clube precisa também investir no time, para sair da Série D do Campeonato Brasileiro.

Fórmula do sucesso
A experiência exitosa da gestão do Bahia é o que o ABC espera estar importando com a presença de Marcelo Sant’ana no clube. No Tricolor, graças as mudanças implantadas, os baianos reduziram custos e reestruturaram dívidas. Atualmente o débito líquido (R$ 160 milhões) é inferior à receita anual (R$ 180 milhões previstos para 2019), o que resulta em capacidade real de investimento. Em relação aos sócios, o clube da boa terra possuía 14 mil sócios-torcedores, e agora são 43 mil no plano, sendo 32 mil sócios com ingressos vendidos para o Campeonato Brasileiro. São dados que impressionam. No entanto, apenas a presença de Sant’ana não é suficiente para que isso seja reproduzido aqui no Alvinegro. As decisões tomadas lá foram implantadas independentemente de questões políticas ou compromissos anteriores com dirigentes e ex-dirgentes. Se o time abecedista resolver fazer “remendos”, ou um arremedo de reforma, o processo não vai funcionar. Será que vão mexer mesmo em tudo? Vamos acompanhar.

Providência
No domingo (22), a Escola Municipal Darcy Ribeiro, de João Pessoa (PB), derrotou o Colégio Marista de Natal (RN) por 17 a 15, e conquistou a primeira vitória da equipe no Regional Azul, dos Jogos Escolares da Juventude, que está sendo disputado na capital potiguar. Além de superar a diferença física de altura entre os atletas, os meninos paraibanos entraram em quadra com tênis doados. O capitão da equipe Davi Silva, de 13 anos, por ser muito pequeno, jogou com um tênis muito maior que o seu pé. Após o jogo, em entrevista ao site do COB, o goleiro do time, Francisco Lima disse que: “Eu nunca tinha ficado num hotel tão grande, mergulhei na piscina ontem. Ficamos só de boa depois do jogo. No restaurante eu fiz questão de experimentar tudo. Comi até um doce meio estranho só porque eu nunca tinha comido na vida, mas não gostei muito não”, contou. A história é bonita, emocionante e nos mostra a força das crianças. Mas, fica evidente que o País precisa tomar uma providência urgente para diminuir essa desigualdade social. Impossível não se sensibilizar com essa situação.

Garotada
O esporte precisa ser praticado pelas crianças e as competições estimulam essa prática. A Prefeitura do Natal iniciou ontem os XXX Jogos Escolares Municipais (JEMs). A disputa se estende até o dia 03 de outubro reunindo 3.900 alunos atletas e 300 professores. A luta por medalhas acontece em 18 modalidades, sendo 02 destinadas aos atletas paraolímpicos. Os esportes são: Atletismo, Badminton, Basquete, Capoeira, Dança, Ginástica, Futebol de Areia, Futsal, Handebol, Judô, Karatê, Queimada, Taekwondo, Volei de Areia, Xadrez, Atletismo Paralímpico e Bocha. Os atletas são divididos nas categorias Pré-Mirim, Mirim, Infantil e Juvenil, com exceção da Bocha (modalidade paralímpica) que é dividida nas categorias A e B.

Garotada 1
Os XXX Jogos Escolares Municipais reúne estudantes de 41 Escolas de Ensino Fundamental. As disputas serão sediadas nos seguintes espaços: Pista de Atletismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Palácio dos Esportes Djalma Maranhão, Colégio Facex, Escola Municipal Ferreira Itajubá, Quadra de Esportes do bairro Santarém, Ginásio Professor Marcelo Carvalho (DED), Escola Municipal Vereador José Sotero, Salão Paroquial da Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes (Redinha), Escola Municipal Professor Arnaldo Monteiro Bezerra.
Oportunidade de emprego O Brasil em crise, postos de emprego fechando ou fechados e Neymar pagando R$ 50 mil/mês para quem for seu “parça”. Já pensou. Você receber essa grana toda para morar em Paris, sair com uma celebridade, aproveitar as festas e os benefícios de estar presente nesses locais? Isso sim é emprego. Onde se inscreve?





continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários