Cookie Consent
Notas e Comentários
Articulação
Publicado: 00:00:00 - 01/02/2022 Atualizado: 00:08:40 - 01/02/2022
colunanotas@tribunadonorte.com.br

O deputado federal Benes Leocádio confirmou ontem que está em andamento uma articulação para o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza, ser candidato com apoio da oposição ao governo do Estado. Benes Leocádio — presidente estadual do Partido Republicanos — afirmou que desiste da pré-candidatura a governador para apoiar Ezequiel Ferreira, em uma disputa com a governadora Fátima Bezerra (PT). Benes teve o nome lançado ao governo, mas admite desistir oficialmente em benefício de uma aliança, se Ezequiel Ferreira for confirmado como pré-candidato.  O deputado informou que teve uma conversa ontem com o ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) na qual tratou sobre eleições e alianças.  “Ele deixou ciente que as conversas e os encaminhamentos que estão sendo feitos na direção da possibilidade do deputado Ezequiel Ferreira ser pré-candidato a governador”, confirmou Benes Leocádio.

Candidatura 
O deputado Benes Leocádio disse também à TRIBUNA DO NORTE que não será “empecilho” a uma eventual pré-candidatura do presidente estadual do PSDB, Ezequiel Ferreira, a governador nas eleições deste ano. “Eu fiquei muito feliz de saber que ele (Ezequiel) é o nome, afinal reúne todas as condições para o pleito. Isso foi o que sempre preguei, quando me mantive pré-candidato: Na hora em  que surgisse alguém com capacidade de unir a oposição, e pelo jeito, ele é essa pessoa, saio de cabeça erguida, ciente da missão cumprida”, declarou o deputado.

Atrasos 
O senador Styvenson Valentim afirmou nas redes sociais que conseguiu liberar recursos proveniente de emendas ao orçamento para a recuperação de uma escola na Zona Oeste de Natal e para melhorias no Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, mas os recursos não foram aplicados por inoperância do governo estadual. “Gente, há dois anos a escola está sem aulas e agora o dinheiro está liberado por cinco meses [e os os serviços não começam]” apontou o senador. E afirmou, com relação ao hospital: “[O governo] está sabotando as pessoas que precisam do hospital, as crianças”. 

Resposta
O governo do Estado negou ontem, por intermédio de nota, que as obras estejam com atrasos propositais ou por inoperância. Com relação ao hospital, afirmou que “os projetos estão sob análise da Vigilância Sanitária e, em seguida, irão para aprovação pela Caixa Econômica Federal. Após este trâmite, “a Secretaria de Infraestrutura vai publicar os editais para contratação dos serviços de ampliação e melhorias”. E acrescentou: “Todas estas etapas vêm sendo acompanhadas pela assessora Carolina, a quem o senador poderia consultar, integrante do gabinete do senador em Brasília, que entende os trâmites normais aos quais esse tipo de processo está submetido”. Quanto à Escola Estadual Professora Maria Ilka de Moura, a obra, segundo o governo, “está em fase de licenciamento ambiental, dentro do rito processual. Encerrado essa etapa, poderá ir para licitação”.

Plano 
Ao entregar o texto final do novo Plano Diretor, ontem, ao prefeito Álvaro Dias, o presidente da Câmara Municipal de Natal, vereador Paulinho Freire (PDT), destacou a atuação do Legislativo na votação do projeto e as expectativas a partir de agora. "Estamos concluindo o papel da Câmara neste processo de revisão do Plano Diretor. É um plano que traz as mudanças necessárias para as áreas estruturadas da cidade receberem um desenvolvimento maior. Não acredito que teremos problemas com vetos porque mais de 90% das emendas foram acordadas com as lideranças das bancadas", disse ele.
Definição 

Cabe agora ao prefeito Álvaro Dias transformar o projeto em lei, afirmou o presidente da Câmara. Ele dispõe de um prazo regimental de 15 dias para tanto. "Tínhamos um plano arcaico, ultrapassado e agora com esse que a Câmara nos entrega, vamos modernizar a cidade, corrigindo erros e equívocos, de modo a permitir o progresso e avanço no desenvolvimento. Vamos analisar e discutir com nossa área técnica, mas vimos que foi bem discutido e bem elaborado. As informações que temos é que se aproxima do ideal que pensamos. Espero, em no máximo 15 dias, sancionar esta lei", comentou o prefeito Álvaro Dias, ao receber o projeto.

Aprovação 
O novo Plano Diretor foi aprovado na Câmara com 263 emendas dos vereadores, fruto de audiências e debates com especialistas, órgãos de fiscalização, integrantes de movimentos sociais e do setor produtivo. "Essa matéria chegou à Câmara após um longo debate que a Semurb realizou com a cidade e votamos com transparência e responsabilidade em três meses. Fizemos os ajustes necessários e esperamos a sanção, uma vez que a maioria das emendas foi aprovada em consenso com o Governo", comentou a vereadora Nina Souza (PDT), líder da bancada governista.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte