As baquetas dos Beatles

Publicação: 2021-01-23 00:00:00
Alex Medeiros 
alexmedeiros1959@gmail.com

Todo fã ortodoxo dos Beatles sabe de cor a história de como o bonitão Pete Best se tornou um entre tantos outros chamados de “quinto beatle”, ao perder a vaga na cozinha cenográfica da banda. Foi substituído pelo silencioso e encabulado Ringo Starr. A troca aconteceu no final do ano de 1962, após as turnês na cidade de Hamburgo. E o primeiro contrato foi feito por Brian Epstein.

Pete Best entrou para os Beatles em 1960, convidado por Paul McCartney para fazer um teste musical, mas que não havia concorrentes. O baixista gostava do jeito de Pete manusear as baquetas e também era interessante para a banda ter um cara que derretia corações femininos nos inferninhos de Liverpool, até mais do que o jovem John Lennon que já exercia liderança no grupo.

Só que a narrativa sobre a troca na bateria dos Beatles precisa sempre ser recontada para respeitar o registro histórico de outras baquetas que não as de Pete Best e Ringo Starr. Porque antes deles existiram outros jovens bateras.

O trio John Lennon, Paul McCartney e George Harrison contaram também com o talento de outros dois caras no manuseio das baquetas. Seus nomes eram Tommy Moore (1931-1981) e Johnny Hutchinson (1940-2019)

Entre o final dos anos 50 e o começo dos 60, a Inglaterra fervilhava de bandinhas com levadas de rock, blues, skiffle, folk e soul. E Liverpool era uma cópia operária da capital Londres. Com o fim do grupo The Quarrymen, de John Lennon e amigos da escola Quarry Bank, surgiu The Silver Beetles.

O nome veio após duas experiências que não duraram três noites. A primeira formação do The Silver Beetles foi com John Lennon, Paul McCartney, George Harrison, Stuart Sutcliffe e Tommy Moore, que antes de uma viagem à Escócia fez uma apresentação no Blue Angel Club, entre maio e junho de 1960.

O clube pertencia a Allan Williams, o primeiro empresário de fato do grupo. E Pete Best tocava na Black Jacks. Na noite do show dos The Silver Beetles, Tommy Moore atrasou e as baquetas ficaram aos cuidados de Johnny Hutchinson, baterista da banda The Big Tree.

Por aqueles dias, a casa de Pete Best era uma pensão que complementava as economias da sua mãe durante as ausências do pai. O produtor dos garotos, Neil Aspinal, morou lá, fez amizade com a mãe do baterista e lhe deu um meio-irmão. Foi lá também que Brian Epstein assinou o contrato com os Beatles.

Quando surgiu a turnê dos Beatles em Hamburgo, o baterista Johnny Hutchinson foi convidado por McCartney a se incorporar no lugar de Pete Best. A negativa fez o cara entrar para a história como aquele que rejeitou tocar com os Fab Four. O motivo do não era simplesmente a grande amizade que tinha com Best.

Depois da incursão por terras alemãs e a chegada de Brian Epstein e George Martin, os acontecimentos se popularizaram e todo fã dos Beatles sabe como Ringo tomou as baquetas de Pete. 

Mas o que é pouco falado é a participação de Tommy Moore e Johnny Hutchinson, mais dois no clube do “quinto beatle”, onde estão uns quinze nomes, inclusive o maior craque da história do Manchester United, George Best, eleito o melhor jogador do mundo em 1968.

Créditos: Divulgação

Fake news
No Brasil, todos têm seu próprio gabinete do ódio. Inclusive a chamada grande imprensa em relação às vacinas oriundas da Índia. Um desserviço à nação e seu povo tentar negar a prioridade que o país teve na negociação com a Índia.

Concentração
Sob argumentos de uma segunda onda de covid-19 no país, o governo da China decidiu construir um campo de quarentena para receber 4 mil pessoas. Em fevereiro do ano passado, um campo semelhante já havia sido erguido.

Coincidência
Um dia após a eleição de Joe Biden, a farmacêutica Pfizer confirmou que tinha sua vacina. E um dia depois da eleição dos prefeitos no Brasil, voltaram as restrições nas cidades em consequência de uma segunda onda da covid.

Coincidência II
Na quinta-feira, 24 horas após a posse de Biden, vários veículos de imprensa em Pindorama repercutiram estudo inglês sobre eficácia da Ivermectina na contenção do impacto da covid. E nenhum deles se autoproclamou fascista.

Assédio
A Câmara Municipal de Natal tem hoje sete mulheres, com quatro delas das fileiras partidárias da esquerda. O silêncio delas em relação ao assédio contra jovens alunas na UFRN é tão vergonhoso quanto o das nossas deputadas. 

Aumento
A leitora Lúcia Vasconcelos escreve para indagar que motivos teve a Jucern para decidir, no dia 30 de dezembro passado, aumentar os valores dos seus serviços, que a partir de 5 de janeiro saíram de R$ 340,31 para R$ 419,08.

Portugal
Os patrícios elegem amanhã, domingo, o presidente da República. O atual titular, Marcelo Rebelo, perdeu 8 pontos em pesquisa de ontem do canal SIC e jornal Expresso. A candidata de Chico Buarque caiu e disputa o quinto lugar.

Tintim
A imprensa europeia está curiosa  com um leilão que vendeu uma ilustração original do personagem Tintim, de autoria do cartunista belga Georges Remi, o Hergé. Alguém arrebatou a obra por 3,17 milhões de euros.







Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.